Gestão de Pessoas

05 julho, 2017 • Gestão de Pessoas

Experiência que faz a diferença

A população brasileira está vivendo mais e, consequentemente, trabalhando por mais tempo também. Inclusive depois de aposentar. Segundo o IBGE, no primeiro semestre de 2015, 22,7% do total da população de 60 anos ou mais estava no mercado de trabalho. Esse número representa, em média, 3,5 milhões de aposentados ativos.

Aposentado desde 2010, Donizete João de Brittes nunca parou de trabalhar. Depois de ficar 20 anos na mesma empresa, onde trabalhava com recapagem de pneus de caminhões, aposentou e recebeu uma proposta melhor de outro estabelecimento. Levou sua experiência para a nova equipe, formada por cerca de 10 pessoas. Todos, mais novos que ele.

“Trabalho desde muito cedo e nunca quis ficar parado, então continuei fazendo o que fiz a vida toda. Agora, comprei um carro para a família, o salário do emprego ajuda a pagar as prestações. Quando quitar, talvez pare um pouco para descansar”, declara Donizete.

Mais que complemento de renda, o retorno dessa população para o mercado gera força de trabalho para que o país tenha fôlego na retomada da economia e, principalmente, incorpora experiência vivida aos negócios, o que vale muito para o país.

Esse é o princípio do Projeto Senhor Orientador – etapa operacional do programa Empreender Mais Simples: menos burocracia, mais crédito – um convênio entre o Sebrae e o Banco do Brasil que tem como objetivo simplificar a gestão de micro e pequenas empresas e orientar financiamento a esses empresários.

“O Sebrae possui outros consultores da área financeira, mas a expertise do aposentado do sistema bancário é específica, direcionada e primordial na hora de fazer o diagnóstico, avaliar a maturidade do negócio, a capacidade de endividamento e pagamento e de orientar os donos de pequenos negócios a conseguir financiamento de capital de giro”, explica Vagner Alexandre Teixeira, gestor do Senhor Orientador no Sebrae MS.

A parceria prevê o atendimento de 70 mil empresas e a liberação de mais de R$ 8,2 bilhões em três linhas de crédito para micro e pequenas empresas até o fim de 2018.

Após o lançamento do projeto, já foram dois editais de seleção nacional (um em fevereiro e outro em março) com mais de 500 vagas para consultores. Entre os pré-requisitos, o candidato precisa ser aposentado; ter, no mínimo, 60 anos de idade; e possuir, pelo menos, dez anos de experiência em análise de crédito e atendimento à pessoa jurídica.

O empresário interessado em obter crédito deve procurar o Sebrae. Ele vai ser encaminhado a um dos consultores credenciados no Senhor Orientador para fazer diagnóstico da empresa e avaliar se o financiamento é a melhor solução para o negócio.

Para saber mais sobre o Projeto Senhor Orientador, acesse o link.


Que bom tê-lo como leitor do blog do Sebrae MS!
Tem interesse em saber mais sobre as nossas consultorias?

Clique aqui!







Deixe seu Comentário