Casos de Sucesso

03 agosto, 2018 • Casos de Sucesso, Destaque

Cassilândia: Muito além do agronegócio

Conhecida como a Cidade Sorriso, o município de Cassilândia, que fica a 434 km de Campo Grande, completa 63 anos de fundação no dia 3 de agosto. Por volta de 1930, Cassilândia já tinha suas terras ocupadas por fazendeiros, mas apenas em 1943 começou a formar um povoado, o que diminuiu a dificuldade e a distância dos centros comerciais.

cassilândia

A partir de 1971, várias famílias do Rio Grande do Sul se instalaram no município e passaram a explorar as técnicas de soja nas terras, por conta da qualidade e fertilidade do solo. Atualmente, a região produz uma média de 100.000 toneladas de soja por ano e é um dos grandes celeiros de Mato Grosso do Sul.

O município também tem grande atuação na pecuária de leite e de corte, silvicultura, cultivo de seringueira e soja. Mas, os negócios do município não se limitam ao agro e contribuem para o crescimento da cidade em outros segmentos da economia. Um dos exemplos é Josias Barbosa de Assis, que com 18 anos de idade se tornou empresário em Cassilândia. Em 1986, juntamente com o seu irmão, abriu o “Bazar e Papelaria Assis”, que hoje já é tradicional na cidade.

Com o sucesso da primeira experiência e visão de oportunidades no mercado, Josias abriu mais três empreendimentos, sendo dois no ramo de imóveis e eletrodomésticos, e um para acessórios de automóveis. “Tenho orgulho de relembrar que os negócios foram surgindo com o tempo e todos começaram pequenos, mas se tornaram importantes para o desenvolvimento da cidade”, relembra.

À procura por inovação e novas oportunidades

Nos anos 2000, Admar Filho retornou à sua cidade natal para abrir uma farmácia de manipulação com a irmã. No começo, encontrou dificuldades no ramo empresarial, mas sempre buscou cursos para melhorar o empreendimento, e, com isso, mudou o mercado farmacêutico da região. Depois de dois anos de empresa, Admar foi chamado para ser presidente da Associação Comercial da cidade.

Além da “Farmácia Alquimia”, Admar também investe em outros dois segmentos na cidade, sendo um deles no cultivo de seringueira. “É um mercado em crescimento e acredito que seja o futuro da economia de Cassilândia, porque vai empregar várias famílias da cidade”, afirma.

Em busca da cidade perfeita para empreender

A especialista em gestão empresarial e recursos humanos, Emília Tolentino, buscava uma cidade para abrir uma academia, e, em 2003, realizou esse sonho em Cassilândia. Com o passar dos anos, a empresária notou a dificuldade da população em achar roupas e acessórios esportivos, e em julho de 2010 comprou uma loja de calçados e confecções para atender essa demanda.

Mesmo com a dificuldade de vendas no comércio, este ano ela está terminando de montar uma loja de roupas e acessórios esportivos dentro da própria academia. “No comércio a gente sabe que passa por fases, umas boas e outras nem tanto. Mesmo assim, estamos acreditando e investindo para atrair ainda mais esse público”, explica Emília.

A primeira experiência

O médico veterinário Diogo Garcia, 34 anos, mudou-se de Aparecida do Taboado para Cassilândia em 2006 para ter a primeira experiência como empresário. O seu pai, Albenah Garcia Filho, dono do frigorífico “Frango e Ouro”, foi quem idealizou o negócio de ovos férteis e pintinhos de um dia, para diminuir o custo de produção do seu negócio.

Para abrir a “Pluma Cassilândia” com o sócio Lauri Paludo, Diogo afirma que contou com muito apoio da Prefeitura e do Governo do Estado; e, além disso, o fato de seu empreendimento estar perto da matéria-prima facilita ainda mais o negócio. “Estamos perto de Chapadão do Sul, que produz milho e diminui os nossos custos de produção”, relata Diogo, que garante que este ano está investindo no seu empreendimento para ter mais visibilidade e ser mais competitivo no mercado.

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário