Casos de Sucesso

Comida de boteco, sabor de sucesso

Rodrigo Gavilon trocou a profissão de bancário pela de "churrasqueiro".

Rodrigo Gavilon trocou a profissão de bancário pela de “churrasqueiro”.

Advogado, funcionário de banco, com carro e apartamento próprios. Antes dos 30 anos, Rodrigo Braga Gavilon tinha a estabilidade desejada por muitos jovens. Mas o seu sonho era ter o próprio negócio.

O Espeto Express surgiu em 2010, e quebrou barreiras na terra onde churrasco é assunto sério. “Numa viagem a São Paulo, conheci uma empresa, gostei do modo como trabalhava e resolvi trazer a ideia a Campo Grande. Começamos vendendo espetos temperados, congelados e embalados a vácuo, em mercados e conveniências”, explica o empresário.

A expectativa de sucesso era alta, mas o campo-grandense, acostumado a fazer seu próprio churrasco, não se convenceu com o produto ainda desconhecido.

“Tive que vender tudo o que eu tinha para sustentar nosso objetivo. Fiz as contas e não ia conseguir nem falir, porque era muito caro”.

Rodrigo precisou reinventar-se: o grande prédio da primeira cozinha industrial foi substituído pelo atual, menor, em terreno próprio – eliminando R$ 2 mil de aluguel.

O quadro de funcionários está “enxuto”, graças à agilidade proporcionada pelo maquinário adquirido; a família trabalha com ele.

Menu

A produção dos espetinhos ganhou o reforço dos bolinhos de mandioca, receita da mãe de Rodrigo. Segundo ele, faltava algo na receita: “acrescentamos carne seca e a porção ficou melhor que as de barzinhos. O bolinho teve uma aceitação muito mais rápida que o espeto”.

O Espeto Express fornece escondidinho de bacalhau, frango e caldos, além dos bolinhos, para os principais bares da capital, conservando o padrão de sabor. “Quando troca o cozinheiro, o cliente do bar percebe que a porção está diferente. Nós mantemos a mesma qualidade. Na fabricação, tudo é milimetricamente padronizado”, enfatiza.

O menu conquista novos públicos: solteiros ou casais, universitários e paulistas que adotaram Mato Grosso do Sul, acostumados com os serviços de entrega de refeições congeladas em casa. “Desenvolvemos um sistema de embalagem para facilitar a vida do cliente: é só colocar a porção no microondas, ou no freezer, se não for consumi-la na hora”, diz Rodrigo.

A empresa também faz pacotes para festas corporativas, casamentos e aniversários. São fornecidos o churrasqueiro e os espetos; o custo é calculado por pessoa.

Os planos incluem montar um restaurante dentro de alguns meses e, a partir da experiência, formatar o modelo de franquia do Espeto Express.

“Montar uma empresa com novo conceito leva tempo para crescer como o esperado. Pela falta de incentivo, muitos empresários acabam abandonando o sonho. É preciso aliar a perseverança com a visão de mercado. Precisei me reinventar para ver que ia  pelo caminho errado investindo só nos espetos”, finaliza.

Jornal Conexão Sebrae.
Edição 76

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário