Casos de Sucesso

Corredores temáticos: vantagens e desvantagens para o seu negócio

Este post tem áudio! Clique para ouvir ao invés de ler:

A rua começa com uma loja, que faz sucesso. Daí, outra, do mesmo segmento, vê isso e decide se instalar no mesmo espaço. O movimento aumenta e mais pessoas têm essa ideia. De repente, a rua se enche de lojas que comercializam artigos parecidos e um corredor temático se forma. Bons exemplos disso são a Rua Bom Pastor e a Rua da Divisão, em Campo Grande, a Rua São Caetano e a Teodoro Sampaio, em São Paulo, e a Rua da Alfândega no Rio de Janeiro.

É quando uma rua se enche de lojas que comercializam produtos semelhantes que os corredores temáticos se formam e, com eles, vêm vantagens e desvantagens.

Mas, e aí? Como se diferenciar dos outros e continuar (ou começar) a atrair clientes nesse novo cenário? Listamos algumas dicas valiosas para você:


Preço

Às vezes, o seu concorrente vende exatamente o mesmo produto que você, mas, com um preço mais em conta. Como ele consegue fazer isso? “Essa parte conta muito da habilidade dele como comerciante, pois, o seu “rival” deve ter conseguido negociar melhor os preços com os fornecedores, assim, o barateando, mas mantendo sua margem de lucro”, afirma Daniel Real, consultor do Sebrae.

Diferencial

Pense na seguinte situação: você possui uma loja de música e tem um ótimo preço em violões. Mas será que isso atende tudo o que o cliente quer? É importante pensar em ampliar o mix de produtos. Então, na nossa hipotética loja de música, se você conseguir bons preços nos amplificadores, cabos, correias e cases, isso pode levar o cliente a comprar tudo na sua loja (começando pelo violão).

Qualidade

A estratégia de reduzir o preço pode ser traiçoeira, pois é possível que diminua a qualidade dos produtos. Sendo assim, entrar em uma guerra de preços pode acabar sendo pior para seu comércio, afinal, faz sentido cobrar mais por um produto que tenha uma qualidade maior.
Lembre-se que você pode adicionar serviços à venda do seu produto − instalação, garantia ou consultoria, por exemplo − para garantir que esse seu preço mais alto inclua uma experiência mais envolvente para o cliente.

A experiência ajuda a desenvolver melhores estratégias para definir como tratar os clientes e os próprios concorrentes. Um bom relacionamento é essencial e se organizar em cooperativas pode atender aos interesses de todos.

Experiência

Para aqueles que são considerados os pioneiros do corredor gastronômico, é preciso utilizar toda a expertise para continuar a atrair clientes. “Temos um produto diferenciado e já tínhamos nossos frequentadores fiéis, antes mesmo da região virar esse imenso ponto de experiências gastronômicas. Portanto, continuamos a oferecer nosso serviço de qualidade e incluímos coisas como DJ e outros pratos árabes para atender a todos, sempre mantendo esse clima familiar”, conta Marcos Mariotti, um dos proprietários do Shawarma da Brima um dos grandes pontos do corredor temático gastronômico da Rua Bom Pastor, em Campo Grande.” Por isso, mesmo que temos que dividir um pouco da clientela, com essas características podemos manter tanto nossa qualidade quanto nosso negócio”, completa.

Quer saber mais sobre corredores temáticos? Que tal uma consultoria sobre o tema? Entre em contato com o Sebrae e saiba como o seu negócio pode crescer.







Deixe seu Comentário