Casos de Sucesso

10 maio, 2019 • Casos de Sucesso

Costa Rica: uma das 100 cidades mais promissoras do Brasil

Na divisa de Mato Grosso do Sul com Goiás, está localizada a cidade de Costa Rica. A história de sua fundação é recente; começou com a criação da Fazenda Imbirussú e, posteriormente, com a construção de uma ponte sobre o Rio Sucuriú, ligando a fazenda a outra propriedade, entre 1926 e 1958.

Em 1961, o fundador da Fazenda Imbirussú, José Ferreira da Costa, decidiu criar um povoado, destinando cerca de 236 hectares do seu sítio para loteamentos. Em pouco tempo, surgiram construções à margem direita do Rio Sucuriú e o povoado se tornou distrito de Camapuã em 1964, passando à categoria de município em 12 de maio de 1980.

Completando 39 anos neste dia 12 de maio, a cidade possui 20 mil habitantes, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e cresce em ritmo acelerado, movida peloTurismo de Aventura que atrai olhares de todo o país, com grandes destinos como o Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú e o Parque Nacional das Emas. .

Quem visita Costa Rica não quer mais ir embora

É o que acredita o empresário e presidente da Fundação Hospitalar de Costa Rica e do Conselho Municipal de Segurança, José Alcides Simplício. Foi na cidade que ele encontrou uma população acolhedora e boas oportunidades de fazer seus negócios crescerem.

“Em 2001, quando cheguei, percebi que a cidade estava um pouco esquecida por ser distante dos grande centros. As pessoas reclamavam que tinham que sair daqui para comprar os produtos. Existiam três lojas de móveis, mas todas estavam desabastecidas. Então, percebi que, se oferecesse novidades, melhorasse o atendimento e trouxesse coisas que não tinham aqui, conseguiria ter sucesso”, afirma. 

Proprietário da Móveis Calderan, Simplício viu a cidade crescer e melhorar sua infraestrutura, saúde e educação, se tornando uma das 100 cidades mais promissoras do Brasil.

O empresário considera o Turismo como uma as principais engrenagens no desenvolvimento de Costa Rica: “Acredito que o nosso forte, que está sendo mais amplamente explorado, é o Turismo de Aventura. A natureza daqui fez com que várias iniciativas viessem pra cá, como competições de Mountain Bike e o Rally dos Sertões. A cidade é extremamente receptiva, não só com quem quer vir para empreender, mas também com os visitantes. Eu mesmo vim visitar, me apaixonei e fiquei. As pessoas são calorosas, prestativas e bem hospitaleiras. Acredito que esse é um dos diferenciais também”, observa.

Potencial ainda pouco explorado

Wellington Ferrato também viu no Turismo uma ótima oportunidade de negócio e, em 2014, deu início às operações do Ives Hotel. “Acreditei que o local onde construí o Ives Hotel seria um diferencial para a hotelaria. Na verdade, o interior do estado não conta com uma estrutura padronizada nessa área e, por ser um local afastado, também era pouco explorado”, comenta.

Wellington, além de proprietário do hotel, também é dono da Deck Conveniência, e do Auto Posto Ferrato e BR Mania, mas acredita que ainda faltam iniciativas que possam fazer com que a cidade se desenvolva e atraia novos investimentos. “Faltam programas específicos, como Rodadas de Negócios, por exemplo; pois os benefícios fiscais já existem, mas não são tão divulgados”, diz.

Cuidar da saúde faz bem

“Em 2016 tive a ideia de construir a Clínica Vitale, um grande empreendimento que conta com 18 funcionários no prédio. São 12 salas que eu e meu sócio vendemos para os médicos se instalarem. Eu fiquei com três salas, uma delas onde está a clínica de vacinas, e meu sócio com mais três”. É assim que o farmacêutico e bioquímico Emerson Leandro Bortolazzi descreve o seu negócio, empreendimento que trouxe mais amplitude ao serviço de saúde de Costa Rica.

A clínica conta com cardiologista, urologista, clínico geral, pediatra, otorrinolaringologista, cirurgião vascular, neurologista, geriatra, obstetra, ortopedista, ginecologista e cirurgião geral. Emerson Leandro afirma que a cidade precisava de um empreendimento que oferecesse modernidade.

”Acredito que tenha dado certo porque não tive medo de investir pesado em equipamentos de última geração e pessoas capacitadas para oferecer um atendimento de qualidade. Na minha área, que é a saúde, temos que estar atentos a qualquer tipo de novidade”, comenta.

E que venham muitos anos de progresso!

Parece ser consenso entre os empreendedores que Costa Rica ainda tem muito a crescer e oferecer a seus habitantes e a quem vier de fora. Apesar de ainda não contar com muitas iniciativas para fomentar os negócios da cidade, José Alcides Simplício destaca o papel do Sebrae: “Nesse sentido, o Sebrae é um grande parceiro nosso, que tem nos ajudado a criar essas oportunidades, dando dicas, treinamentos e acompanhando o desenvolvimento da cidade”, finaliza.

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário