Casos de Sucesso

Empresas de pai e filho: histórias inspiradoras de gestão familiar

Batalhar para montar a própria empresa a partir de um sonho, trabalhar duro para fazê-la crescer e, enfim, preparar os sucessores. Esse é um roteiro conhecido e bem comum daqueles empreendimentos que são passados de pais para filhos e filhas: um script que resulta em empresas sucesso com muito afeto e infinitas lembranças e memórias.

Histórias de negócios em família são comuns no Brasil todo e, em homenagem ao Dia dos Pais, decidimos compartilhar alguns cases de sucesso de empresas – e famílias – sul-mato-grossenses. São exemplos de parceria entre pais e filhos, nas quais a diferença de idade é apenas um detalhe, provando que, com profissionalismo e dedicação, qualquer conflito de gerações pode ser superado e fazer com que a empresa perpetue no mercado.

27 anos de aventura

Ney Gonçalves trabalha com turismo de aventura desde 1992, fazendo da Impacto Turismo uma empresa pioneira na região. É especializada em roteiros ecológicos e de aventura em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, regiões norte e sul do Pantanal, Bonito, Chapada dos Guimarães e Serra da Bodoquena. Em equipe, pai e filho superaram suas diferenças em nome do sucesso da empresa.

gestão familiar

De acordo com Gabriel Gonçalves, filho de Ney, a Impacto surgiu com excursões escolares para o Pantanal, levando as crianças para aprender mais sobre o local por meio de aulas de campo. Com o tempo, a empresa cresceu e se tornou referência nacional e internacional em turismo de aventura.

Gabriel acompanhou desde cedo o crescimento do negócio. “Sempre estive dentro da empresa. Fazia alguns serviços auxiliares, como office boy, e desde 2013 atuo de forma efetiva como gerente comercial”, conta.

Ele comenta que trabalhar com o pai não é tão fácil quanto parece. “Temos que lidar com situações de trabalho e não podemos deixar que elas, ou qualquer outro aspecto profissional, interfira no nosso convívio familiar. Há conflito de gerações, sim, como em qualquer outra empresa, mas tentamos aprender um com o outro. Eu aprendo com a experiência de vida dele e ele aprende comigo sobre as novidades de mercado que apresento e implanto aos poucos na empresa”, diz.

Gabriel conta que foi com o tempo que ambos conseguiram separar o que é negócio e o que é família. “Com muita conversa, paciência  e cada um cedendo um pouco conseguimos deixar tudo fluir da melhor forma dentro e fora da Impacto”.

Já que negócios de família são tão comuns e a maioria dos empreendimentos começa desta maneira, pedimos a Gabriel que nos desse um conselho sobre como parceria entre pai e filho pode ser produtiva para as empresas. “A primeira coisa que eu posso citar é sobre ter muita paciência um com outro. Respeitar a hierarquia. Ambos estarem dispostos a ouvir conselhos um do outro e sempre construir junto o futuro da empresa”, recomenda.

A terceira geração da família Romana

Não tem quem não conheça a Cantina Romana em Campo Grande, empresa extremamente tradicional da cidade também conta com pai e filho à frente da gestão. Fundada em 1978 por Paulo Luiz Menegazo Jr e os italianos Giorgio Devoto e Clara Devoto, a casa de massas começou como uma pequena porta sob o nome de Boutique Gastronômica Ltda.

Tudo era feito de forma artesanal e manual, desde as massas até os molhos, e essa é uma tradição que continua até hoje. Tommy Devoto Menegazo, filho de Paulo Luiz e neto de Giorgio e Clara, conta que seu pai e avô comandavam a cozinha, enquanto a avó fazia o atendimento aos clientes.

Comecei a trabalhar na Cantina Romana em 1995 quando tinha 17 anos. Hoje, com 40 anos (a mesma idade da Cantina Romana), tenho 23 anos dedicados ao negócio. Meu pai é sócio proprietário e ocupa vaga de Diretor da Empresa. Atualmente, a empresa possui 100 colaboradores”, conta.

E assim como Gabriel, Tommy também afirma que trabalhar com membros da família tem suas particularidades. “Às vezes misturamos um pouco do profissional com cobranças familiares, mas, ao longo do tempo, fomos aprendendo a lidar com isso e o fato de termos pensamentos e gerações diferentes, uns mais conservadores outros mais atualizados, nos faz buscar a melhor forma de administrar”, comenta. 

Além disso, Tommy garante que, superadas as diferenças, a presença não só do pai como de outros integrantes da família é crucial para manter a qualidade dos serviços da empresa. “Estamos na terceira geração da Família Romana e atendemos hoje a quarta geração de clientes. Acredito que o sucesso da empresa seja pela presença integral de nossa família no dia a dia e a fidelidade que exercemos em nossas funções de acordo com a proposta criada há 40 anos”, finaliza.

O Sebrae MS homenageia todos os pais que se dedicam à formação e ao sustento de seus filhos e de sua família sem deixar de pensar no seu negócio, gerando empregos e promovendo o desenvolvimento.

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário