Dicas de Empreendedorismo

12 junho, 2019 • Dicas de Empreendedorismo

Crianças e Finanças: brincadeiras educativas podem incentivar o empreendedorismo

Na infância temos mais facilidade de aprender coisas novas do que quando estamos mais velhos e isso também se aplica quando o assunto é dinheiro e empreendedorismo. Se conhecimentos sobre esses assuntos forem passados desde cedo, além de estimular comportamentos empreendedores que já são natos nas crianças, elas serão capazes de ter um melhor relacionamento com o dinheiro.

Isso já é possível com alguns projetos, como é o caso do Crianças e Finanças. Idealizado pela jornalista e especialista em macroeconomia, Sabrina Mestieri Nakao, o objetivo é incentivar as crianças a se relacionarem bem com as finanças e ter pensamento a longo prazo para investir no próprio negócio.

“Na infância é mais fácil aprender a dar valor tanto para o dinheiro como para o trabalho. Nessa fase é mais fácil de entender que o empreendedorismo é ter responsabilidade social e não só pensar no próprio lucro”, explica Sabrina.

A consultoria feita por ela dura 30 dias para ensinar todo o processo de empreendedorismo e investimento na infância, envolvendo toda a família. O trabalho é finalizado com a Feira de Empreendedorismo Infantil, onde os pais aprendem como podem incentivar, de maneira lúdica, o empreendedorismo para os filhos.

Com duas edições realizadas só no primeiro semestre deste ano, em março e maio, a feira foi um sucesso para a criançada e para os pais que embarcaram na ideia, como foi o caso da Ana Paula Garcia e sua filha Manuela Garcia, de sete anos, que participaram das duas feiras com o empreendimento “Doçurices da Manu”.

“Participaria mais vezes, porque foi muito enriquecedor para toda a família. A Manuela ficou mais desinibida com o público, está aprendendo a administrar o seu dinheiro e de como investir no seu negócio, além de estabelecer objetivos e sonhos”, explica a mãe.

Atividade e aprendizado para toda a família

A consultora de relacionamento de empresa Diana Oliveira da Silva e o seu filho, Carlos Eduardo Oliveira Freitas, de 13 anos, também participaram das duas edições da feira e a mãe comenta que o aprendizado é para a família inteira.

“Foi super bacana e diferente, fomos por uma indicação e nós adultos estamos aprendendo também no processo. Como o Carlos gosta de culinária, optamos por fazer salgados, assim, os amigos podem comprar no KiSalgados para ser uma opção de lanche, por exemplo”, conta Diana.

Outros projetos

O Sebrae/MS também se preocupa com a educação financeira dos pequenos e conta com o Programa Educação Empreendedora para estimular a atividade dentro das escolas, em várias etapas da infância e adolescência.

De acordo com o gestor do programa, Júlio César, em cinco anos, dois mil professores foram capacitados em 36 municípios do estado, impactando mais de 50 mil alunos do ensino fundamental e superior, além de instituições sociais que também participaram do projeto.

Em 2019, a meta é capacitar 10 mil alunos nos municípios de Alcinópolis, Bataguassu, Bodoquena, Chapadão do Sul, Sidrolândia, Figueirão, Maracajú e Ribas do Rio Pardo, além de permanecer com as parcerias em Campo Grande e nas escolas particulares como por exemplo a rede SESI/MS.

Se você ficou interessado, entre em contato conosco para saber sobre esses e outros programas que tem o objetivo de incentivar as crianças e adolescentes a terem um bom relacionamento com dinheiro e serem estimuladas a alcançarem seus objetivos.

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário