Dicas de Empreendedorismo

Marketing olfativo: conquistando seus clientes pelas emoções

Marketing olfativo: conquistando seus clientes pelas emoções

Já sabemos que uma empresa consegue posicionar sua marca além da identidade visual por meio do marketing sensorial. No entanto, o marketing sensorial pode explorar diversos sentidos do consumidor, como audição ou olfato. E, para muitos, o olfato é um dos sentidos que mais provoca diferentes sensações, tanto boas quanto ruins. Afinal, quem nunca sentiu um cheiro que, quase instantaneamente, trouxe memórias de uma certa época ou até de alguém especial? Por ter um apelo tão forte com as memórias e as emoções, a associação do olfato com o marketing da sua empresa pode conquistar seus clientes para sempre. Conheça o marketing olfativo!

Por que investir no marketing olfativo?

A ciência explica essa relação que temos com o olfato e nossas memórias: enquanto os demais sentidos precisam ser mandados para uma região do nosso sistema nervoso central para serem processados e, só depois disso, são enviados para o cérebro para interpretação, o olfato é levado diretamente para uma região do cérebro onde também registramos nossas memórias e emoções. Por isso é tão comum que um cheiro nos leve diretamente a uma memória. Associar sua marca a um cheiro específico é fazer com que o cliente, toda vez que sinta um aroma semelhante, se lembre da sua marca. E, mais do que isso, é conquistar o cliente pelas emoções, tornando a conexão dele com sua marca um laço afetivo.

 

Para quem é o marketing olfativo?

Para quem é o marketing olfativo?

Quando falamos em marketing olfativo, é comum logo pensar em marcas de perfumes e cosméticos, que possuem como maior atrativo aos clientes os seus aromas, porém, o marketing olfativo funciona para marcas além dessas. Um exemplo de sucesso mundialmente conhecido são os sapatos da marca Melissa, que possuem seu cheiro característico. Além disso, existem outros aromas que são utilizados nos comércios para atrair o consumidor: por exemplo, o tal “cheiro de carro novo”. O ramo de alimentos e restaurantes também pode e deve explorar o marketing olfativo, afinal, cheiros também despertam a sensação de fome e estão diretamente ligados com outro sentido, o paladar. Ou seja, o marketing olfativo pode ser aplicado para muitas marcas, e não apenas àquelas que já tem o apelo natural dos aromas em seus produtos.

Se você se interessou, muitas empresas oferecem o serviço de desenvolver o perfil aromático da sua loja, seja com aromas que já existem ou até com a criação de um aroma exclusivo para sua empresa. Vale a pena investir no marketing sensorial, especialmente no olfativo, para oferecer uma experiência diferenciada para o seu cliente!

Fontes:

http://www.novonegocio.com.br/marketing/o-que-e-marketing-sensorial-e-como-faze-lo/

http://revistapegn.globo.com/Empresasenegocios/0,19125,ERA463263-2491,00.html

 

 







Deixe seu Comentário