Empreendedorismo

Seja um talento reconhecido pelas empresas. Confira dicas de consultora.

O mercado busca pessoas talentosas, que possuem capacidade de imprimir diferenciais competitivos em tudo o que fazem. Para a consultora em Construção de Carreira e Imagem, Waleska Farias, não existe fórmula mágica para isso, mas alguns conceitos que podem ser adotados no dia-a-dia.

“Talento é a competência que imprime um diferencial pela maestria com que é exercida. É o que faz a pessoa ir além do compromisso assumido para desempenhar no ‘melhor de si’ seus roteiros de ação”, avalia.

Confira 12 dicas da consultora, publicadas no Portal da HSM:

1 – Autoconhecimento – É condição sine qua non conhecer a si mesmo, por meio de seus pontos fortes e fracos, e tenha total controle de suas emoções para não tornar-se refém de suas próprias reações. Investir no autoconhecimento é retorno garantido.

2 – Team-building – Talentos são vistos como referenciais, mas um profissional não consegue promover resultados e superar expectativas sem a ajuda de outras pessoas. Portanto, interagir bem em equipe e construir alianças são condições determinantes.

3 – Rede de relacionamentos – No modo individual você pode até ir mais rápido, mas não chega tão longe. É importante desenvolver uma rede de relacionamento consistente. Estar visível, fortalecer laços e consolidar posições ajuda a ser lembrado.

4 – Habilidades sociais – É oportuno que os talentos sejam mestres no trato das relações interpessoais. Devendo sempre lembrar-se de que as posições se intercalam. Um dia você pode prestar ajuda, enquanto no outro precisará ser ajudado.

5 – Atualização constante – É necessário que haja um investimento contínuo no processo de aprendizagem. O perfil de um talento vai além das chancelas acadêmicas e qualificações técnicas. É preciso investir na formação de valores e padrões de condutas.

6 – Valores – O único modo de imprimir longevidade a sua marca pessoal é conquistando a credibilidade das pessoas. Que seu posicionamento configure os conceitos de ética e respeito nas suas relações. Na expressão “walk the talk” – que a sua fala esteja sempre em convergência com suas ações.

7 – Humildade nobre – É necessário que haja muito equilíbrio para que o profissional não se deixe tomar pela arrogância ao pretender ser insubstituível. Lembrando Da Vinci: “A simplicidade é o último grau de sofisticação.”

8 – Empreendedorismo – As empresas esperam que seus talentos tenham perfil empreendedor: saibam tomar decisões, assumir riscos, ter iniciativa, buscar novas possibilidades e mantenham uma conduta exemplar junto aos demais colaboradores.

9 – Imagem virtual – Nas redes sociais, não basta participar, é essencial saber se portar. Tudo o que você comentar, apoiar ou reproduzir nas redes sociais, dada a percepção das pessoas, poderá depor contra ou a favor de si mesmo e da sua empresa.

10 – Planejamento – Organização, disciplina e determinação. Esse é o caminho mais seguro para transformar seus objetivos em conquistas. Alinhe o que você quer a quem você é. Sem coerência entre os objetivos, os mesmos podem tornar-se irrealizáveis.

11 – Convergência de propósitos – Avalie se seus conhecimentos e aptidões atendem às demandas e expectativas da empresa e aprimore-os nesse sentido.

12 – Aprenda a registrar/conquistas – Aqueles que não conseguem reconhecer seus próprios méritos, também terão dificuldade de reconhecer e recompensar o esforço do outro.

Fonte: Portal HSM
Foto: SXC

O mercado busca pessoas talentosas, que possuem capacidade de imprimir diferenciais competitivos em tudo o que fazem. Para a consultora em Construção de Carreira e Imagem, Waleska Farias, não existe fórmula mágica para isso, mas alguns conceitos que podem ser adotados no dia-a-dia.

“Talento é a competência que imprime um diferencial pela maestria com que é exercida. É o que faz a pessoa ir além do compromisso assumido para desempenhar no ‘melhor de si’ seus roteiros de ação”, avalia.

Confira 12 dicas da consultora, publicadas no Portal da HSM:

1 – Autoconhecimento – É condição sine qua non conhecer a si mesmo, por meio de seus pontos fortes e fracos, e tenha total controle de suas emoções para não tornar-se refém de suas próprias reações. Investir no autoconhecimento é retorno garantido.

2 – Team-building – Talentos são vistos como referenciais, mas um profissional não consegue promover resultados e superar expectativas sem a ajuda de outras pessoas. Portanto, interagir bem em equipe e construir alianças são condições determinantes.

3 – Rede de relacionamentos – No modo individual você pode até ir mais rápido, mas não chega tão longe. É importante desenvolver uma rede de relacionamento consistente. Estar visível, fortalecer laços e consolidar posições ajuda a ser lembrado.

4 – Habilidades sociais – É oportuno que os talentos sejam mestres no trato das relações interpessoais. Devendo sempre lembrar-se de que as posições se intercalam. Um dia você pode prestar ajuda, enquanto no outro precisará ser ajudado.

5 – Atualização constante – É necessário que haja um investimento contínuo no processo de aprendizagem. O perfil de um talento vai além das chancelas acadêmicas e qualificações técnicas. É preciso investir na formação de valores e padrões de condutas.

6 – Valores – O único modo de imprimir longevidade a sua marca pessoal é conquistando a credibilidade das pessoas. Que seu posicionamento configure os conceitos de ética e respeito nas suas relações. Na expressão “walk the talk” – que a sua fala esteja sempre em convergência com suas ações.

7 – Humildade nobre – É necessário que haja muito equilíbrio para que o profissional não se deixe tomar pela arrogância ao pretender ser insubstituível. Lembrando Da Vinci: “A simplicidade é o último grau de sofisticação.”

8 – Empreendedorismo – As empresas esperam que seus talentos tenham perfil empreendedor: saibam tomar decisões, assumir riscos, ter iniciativa, buscar novas possibilidades e mantenham uma conduta exemplar junto aos demais colaboradores.

9 – Imagem virtual – Nas redes sociais, não basta participar, é essencial saber se portar. Tudo o que você comentar, apoiar ou reproduzir nas redes sociais, dada a percepção das pessoas, poderá depor contra ou a favor de si mesmo e da sua empresa.

10 – Planejamento – Organização, disciplina e determinação. Esse é o caminho mais seguro para transformar seus objetivos em conquistas. Alinhe o que você quer a quem você é. Sem coerência entre os objetivos, os mesmos podem tornar-se irrealizáveis.

11 – Convergência de propósitos – Avalie se seus conhecimentos e aptidões atendem às demandas e expectativas da empresa e aprimore-os nesse sentido.

12 – Aprenda a registrar/conquistas – Aqueles que não conseguem reconhecer seus próprios méritos, também terão dificuldade de reconhecer e recompensar o esforço do outro.

Fonte: Portal HSM
Foto: SXC


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário