Blog do SEBRAE MS https://sebrae.ms Fri, 22 Mar 2019 11:30:26 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.1.1 “Propósito não é teoria, é prática!”https://sebrae.ms/empreendedorismo/proposito-nao-e-teoria-e-pratica/ https://sebrae.ms/empreendedorismo/proposito-nao-e-teoria-e-pratica/#respond Fri, 22 Mar 2019 11:30:26 +0000 https://sebrae.ms/?p=8540 É tempo de viver com propósito e de propósito, seja ele pessoal ou empresarial. Por ser uma palavra com muitos conceitos e definições, é fácil confundir com outros valores, como, por exemplo, a missão. Missão é o que você faz, qual a sua ação e atitude diante de uma situação. O seu propósito é a […]

The post “Propósito não é teoria, é prática!” appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
É tempo de viver com propósito e de propósito, seja ele pessoal ou empresarial. Por ser uma palavra com muitos conceitos e definições, é fácil confundir com outros valores, como, por exemplo, a missão.

Missão é o que você faz, qual a sua ação e atitude diante de uma situação. O seu propósito é a sua essência, o porquê de você fazer as coisas.

Para os japoneses, o ikigai – propósito – é a conexão entre o que você ama com a sua profissão, vocação e missão. E quando você descobre o seu propósito de vida, você encontra sua força motriz, sua razão de ser, alcançando, assim, sua paz de espírito.

No entanto, encontrar o seu propósito nem sempre é fácil e simples. Saindo da teoria e colocando na prática, a analista do Sebrae/MS, Eliane Arruda, dá algumas dicas para começar a sua jornada de autoconhecimento.

Para descobrir o que você desempenha com facilidade, que cria emoções positivas para você e que também faz com que as pessoas ao seu redor sejam beneficiadas de alguma forma, você deve responder às seguintes perguntas:

  1. Qual sua paixão?
  2. O que você faz bem feito?
  3. Isso que você faz bem feito, desperta o interesse dos outros?

Para Eliane, essa jornada de autoconhecimento é libertadora. “Fica mais fácil se posicionar na vida e até mesmo permite se apresentar para o mundo de outra forma. E isso também reflete na hora de você gerir o seu negócio”, explica.

Definindo o propósito da sua empresa, fica mais fácil dos seus clientes serem impactado por ele, além de estarem dispostos a pagar pelo preço do seu produto ou serviço.

E como a palavra propósito também está ligada ao prazer e felicidade, muitos pensam que para ser feliz, primeiro precisam obter o sucesso. Mas o livro “O jeito Harvard de ser feliz” de Shawn Achor, desmistifica isso.

Para ele, o nosso erro é pensar que solucionando um determinado problema ficaremos felizes. Sendo que, na verdade, a fórmula certa da felicidade é moldar o nosso cérebro para enxergar o mundo de uma forma mais positiva.

E só conseguimos fazer isso aumentando o nosso nível de otimismo, aprofundando nossas conexões sociais e sabendo enfrentar problemas e desafios, mesmo depois de falharmos.

Buscar pelo seu propósito leva tempo, mas se você decidiu sair da teoria e colocar em prática essa jornada de autoconhecimento, a analista do Sebrae/MS, Eliane Arruda, fez um passo a passo para você descobrir o seu propósito:

Diversão é um ponto-chave
Faça uma lista das coisas que você faz para se divertir, coisas que você gosta de fazer. Inclua nessa lista partes do seu trabalho e as atividades que você é voluntário.

Pessoas que você admira
Anote o nome das pessoas que você admira e o motivo. Assim que você terminar a lista, destaque o que você aprecia nos outros e que também está em você.

Talentos naturais
Liste as coisas que você faz naturalmente e peça um feedback para as pessoas mais próximas porque é comum os outros verem talentos em nós que não vemos.

Faça todos os dias
Observe as três listas citadas acima e passe pelo menos 10 minutos do seu dia fazendo algo que você escreveu.

Sinta
Observe o que você sente fazendo essas coisas. Se você estiver animado e feliz, você pode ter encontrado o seu propósito.

Vai! E se der medo, vai com medo mesmo!
Tudo o que vale a pena é normal sentirmos medo. Mas para você sair do lugar, pense no medo como um empurrãozinho para dar o próximo passo.

É fundamental colocar em prática
Incorpore as listas de paixões, ações e talentos cada vez mais em sua vida.

Gostou das dicas? Fique de olho na programação do Sebrae/MS para oficinas e workshops que vão te ajudar nessa jornada de autoconhecimento.

The post “Propósito não é teoria, é prática!” appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/empreendedorismo/proposito-nao-e-teoria-e-pratica/feed/ 0
Faça uma gestão financeira eficiente e potencialize os resultados do seu negóciohttps://sebrae.ms/gestao-financeira/gestao-financeira-inteligente/ https://sebrae.ms/gestao-financeira/gestao-financeira-inteligente/#respond Thu, 21 Mar 2019 11:30:08 +0000 https://sebrae.ms/?p=8525 A maioria das pessoas que começa um negócio considera que a gestão das finanças é um dos maiores desafios. Ainda mais em micro e pequenas empresas, onde o empreendedor – na maioria das vezes – é o exclusivo responsável pelo controle financeiro. E mesmo as grandes empresas, que possuem um setor especializado para cuidar de […]

The post Faça uma gestão financeira eficiente e potencialize os resultados do seu negócio appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
A maioria das pessoas que começa um negócio considera que a gestão das finanças é um dos maiores desafios. Ainda mais em micro e pequenas empresas, onde o empreendedor – na maioria das vezes – é o exclusivo responsável pelo controle financeiro.

E mesmo as grandes empresas, que possuem um setor especializado para cuidar de todos os procedimentos financeiros, precisam que você, como empreendedora, conheça sua situação financeira e avalie os indicadores. Nesse post, vamos te dar dicas de como organizar as finanças da sua empresa de forma prática e fácil.

Por que conhecer suas finanças?

Entender e conhecer suas finanças é parte do empreendedorismo e deve estar sempre nos seus estudos. Ter esse conhecimento vai te fazer tomar decisões mais acertadas, como, por exemplo, decidir se é possível aumentar seu estoque para aumentar o volume de vendas no próximo semestre. Se você não sabe como está a situação financeira da sua empresa, fica impossível esse tipo de decisão.

Por onde começar?

Para manter suas finanças em ordem, o primeiro passo é encontrar um sistema de gestão que permita que você faça o controle de vendas, do fluxo de caixa, as contas a receber e a pagar. Você pode começar com as planilhas, se for mais fácil para você, ou encontrar aplicativos para celular e programas para computador que sejam gratuitos e que também ajudem a fazer esse controle.

O segundo passo importante é saber separar suas finanças pessoais das finanças do seu negócio. Você não pode encontrar no meio das contas a pagar, faturas do seu cartão de crédito, mensalidade escolar e outros gastos. Misturar as contas pessoais e da sua empresa atrapalha a avaliação dos resultados, e não conseguir medi-los faz com que você não consiga dizer se sua empresa está dando lucro ou não.

Invista na sua educação financeira

São poucas as pessoas que começam um negócio já entendendo de finanças. Por isso, você deve estudar, tanto sobre o seu nicho de mercado, produto ou serviço, quanto sobre estratégias e ferramentas para otimizar a sua gestão. Quando o assunto são as finanças, há um universo de termos e conceitos, como despesas fixas e variáveis, análise da margem de lucro, depreciação e muitas outras. A partir do momento em que você toma conhecimento desses indicadores, sua empresa começa a funcionar melhor.

Procure aprender sobre as ferramentas de gestão financeira. Seja por meio de cursos presenciais, online, palestras ou workshops. Muitas vezes, o investimento financeiro não é necessário, apenas a força de vontade e desejo de aprender são suficientes para começar. Na internet há uma infinidade de conteúdos gratuitos sobre o assunto; um bom exemplo é o material que separamos para você aprender um pouco mais sobre finanças!

O eBook “Como organizar as finanças sem dor de cabeça” é um material bem simples e de rápida  leitura que vai te ajudar a administrar melhor sua empresa. Clique aqui e acesse!

The post Faça uma gestão financeira eficiente e potencialize os resultados do seu negócio appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/gestao-financeira/gestao-financeira-inteligente/feed/ 0
8 documentários que todo empreendedor deveria assistirhttps://sebrae.ms/empreendedorismo/8-documentarios-que-todo-empreendedor-deveria-assistir/ https://sebrae.ms/empreendedorismo/8-documentarios-que-todo-empreendedor-deveria-assistir/#respond Wed, 20 Mar 2019 11:30:46 +0000 https://sebrae.ms/?p=8533 Você que é empreendedor sabe da importância de conhecer histórias inspiradoras. Elas são importantes não só para te fazer acreditar que tudo pode dar certo, mas também para mostrar os caminhos e estratégias que empresários famosos utilizaram ao longo de suas carreiras. Já tivemos aqui no blog vários doses de inspiração com posts sobre filmes, […]

The post 8 documentários que todo empreendedor deveria assistir appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Você que é empreendedor sabe da importância de conhecer histórias inspiradoras. Elas são importantes não só para te fazer acreditar que tudo pode dar certo, mas também para mostrar os caminhos e estratégias que empresários famosos utilizaram ao longo de suas carreiras.

Já tivemos aqui no blog vários doses de inspiração com posts sobre filmes, livros e palestras. Hoje, vamos indicar documentários que possuem lições valiosas para você! Confira nossa lista:

Hank: 5 anos depois do colapso
Neste documentário, o ex-secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, conta como foi a condução da crise econômica de 2008 no país. A produção detalha como a crise marcou a história não só dos Estados Unidos mas do mundo todo.

Print the legend
Se você se interessa por tecnologia, esta indicação é para você! O documentário fala sobre o mercado que envolve as impressoras 3D e como ainda falta muito campo a ser explorado. Você verá como é a rotina das pessoas envolvidas nessa área e ainda entender a polêmica que gira em torno do equipamento e sua capacidade de imprimir armas.

Vai que dá: a cara das startups brasileiras
A produção é da Endeavor Brasil e mostra seis empreendedores brasileiros que trabalham para inovar e revolucionar suas áreas. O foco principal é mostrar como está o empreendedorismo brasileiro hoje em dia.

Jiro dreams of sushi
O documentário conta como a história de Jiro, um sushiman de 85 anos e seu restaurante em Tóquio. Além de falar sobre o negócio, a produção ainda aborda a relação do empresário com sua família e a questão de passar o seu negócio para uma geração mais nova.

Brinquedos que marcaram época
O documentário conta como bonecas Barbie, Hello Kitty, Comandos em Ação e outros brinquedos icônicos conseguiram se tornar sucesso de vendas. Veja as estratégias e conheça a história por trás desses brinquedos.

Trump: um sonho americano
O polêmico presidente dos Estados Unidos, antes de ocupar esse cargo já era um empresário de sucesso. Neste documentário você irá conhecer sua trajetória de vida e nos negócios.

Steve Jobs: o homem e a máquina
Em uma lista de produções para empreendedores, não poderia faltar algo relacionado a um dos mais famosos: Steve Jobs. Nesse documentário, sua vida e legado são examinados por meio de entrevistas com pessoas que estiveram próximas em fases diferentes A proposta é tentar capturar a essência do empresário e entender como seus valores influenciaram nossa cultura.

Abstract: the art of design
O design também está presente no empreendedorismo, assim como em produtos, serviços, propagandas, embalagens e nesse documentário você vai conhecer oito designers profissionais que irão mostrar como é o seu processo criativo.

O empreendedorismo exige que você esteja sempre estudando, participando de eventos e buscando conversar com pessoas que possam contribuir para a sua jornada. Mas também é possível aprender nas horas de lazer.

Além de se inspirar e ganhar um novo fôlego para continuar nos negócios, você pode ter insights e começar a ver sua empresa de uma nova maneira. Aproveite nossas dicas e se planeje para começar sua maratona o quanto antes!


The post 8 documentários que todo empreendedor deveria assistir appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/empreendedorismo/8-documentarios-que-todo-empreendedor-deveria-assistir/feed/ 0
Razão x Emoção: o que realmente importa na decisão de compra do cliente?https://sebrae.ms/mercado-e-vendas/razao-emocao-decisao-de-compra/ https://sebrae.ms/mercado-e-vendas/razao-emocao-decisao-de-compra/#respond Mon, 18 Mar 2019 11:30:46 +0000 https://sebrae.ms/?p=8529 É comum ouvirmos que, quanto maior o valor da compra, mais racional é a decisão do cliente. De fato, isso pode acontecer. Mas tanto razão como emoção estão presentes em qualquer processo de decisão. É que nele é levado em conta uma necessidade ou desejo do ser humano. No caso de uma necessidade, a compra […]

The post Razão x Emoção: o que realmente importa na decisão de compra do cliente? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
É comum ouvirmos que, quanto maior o valor da compra, mais racional é a decisão do cliente. De fato, isso pode acontecer. Mas tanto razão como emoção estão presentes em qualquer processo de decisão. É que nele é levado em conta uma necessidade ou desejo do ser humano.

No caso de uma necessidade, a compra será dominada pela razão. No caso do desejo, a emoção é o que mais pesa na hora de decidir.

O ato da compra

A partir do momento em que surge a ideia racional ou emocional de consumo, o cliente acessa suas lembranças de locais onde já encontrou ou pode encontrar o produto que tem em mente.

Além disso, com a facilidade da internet, os consumidores pesquisam os valores e modelos do produto nos sites, antes mesmo de ir até uma loja física para efetuar a compra. O que geralmente determina a decisão final de levar o produto ou não para casa é o valor x benefício.

E um dos diferenciais que as empresas podem agregar valor e até mesmo influenciar na compra dos consumidores é ter um propósito atrelado à marca. Se sua empresa se posiciona diante da sociedade, ou até mesmo levanta uma bandeira de causa social, muitos clientes observam, consideram e valorizam esses propósitos.

Um diferencial para as suas vendas

Para o administrador e empresário Odair Monbach, o cliente está cada vez mais informado e, em muitos casos, sabe mais sobre o produto que o próprio vendedor. “É importante que a empresa treine a sua equipe para que não perca vendas e muito menos clientes em potencial”, orienta Odair.
Para garantir o mínimo do atendimento, é importante ter em mente que o processo de venda segue as seguintes etapas:

1. Atenção: Pense com carinho no cliente que vai até a sua loja. Geralmente ele já vai com a ideia de efetuar a compra e a sua equipe só precisa atender bem, de forma rápida e assertiva, para que o seu cliente fique satisfeito.

2. Necessidade: Ouça o que ele diz para saber o que ele está procurando.

3. Apresentação: Um dos maiores diferenciais é a sua equipe saber muito sobre o produto que está vendendo. Assim, ele consegue passar todas as informações necessárias para o seu cliente.

4. Desejo: Dando a devida atenção, sabendo o que ele está procurando e apresentando o produto da melhor forma, você gera um desejo de consumo. Se o seu cliente por acaso entrou com dúvidas se ia levar ou não o produto, é aqui que ele precisa chegar para poder efetuar a compra.

5. Fechamento: Muito mais do que só levar o produto para casa, o cliente deve estar satisfeito com a experiência que teve dentro da loja. Assim, fica mais fácil dele voltar mais vezes para comprar, além de recomendar sua marca para amigos e familiares.

Melhorando cada um dos itens citados acima, a sua equipe conseguirá converter muito mais vendas.

Outro ponto para o qual Odair chama a atenção é que as empresas se preocupem em conhecer, calcular e elaborar estratégias a partir do ticket médio de venda.

O ticket médio

É um indicador de performance de vendas que se refere ao valor gasto em uma compra. Sabendo o que analisar nesse processo, você consegue definir um plano estratégico de vendas, de acordo com as metas e objetivos do seu negócio.

O ticket médio pode ser calculado de diversas formas, mas as duas principais são:

1. Em função do valor de vendas totais da sua empresa dividido pelo número de vendas.

Ticket médio de vendas  = Volume Total de Vendas / Número de Vendas Realizadas

Esse cálculo leva em conta o número de vendas e você consegue até mensurar a performance de um vendedor. Por exemplo, se uma venda é realizada mais de uma vez para o mesmo cliente, em um determinado período, você consegue avaliar o desempenho da sua equipe em cada negociação.

2. Em função do número de clientes que entraram na sua loja e o valor médio das compras realizadas em um determinado período.

Ticket médio de clientes = Volume Total de Vendas / Número de Clientes que Compraram nesse período

Como esse cálculo leva em consideração o seu número de clientes, você consegue saber quais os consumidores são mais importantes para o seu negócio. Aqueles que realmente fazem diferença, tanto no faturamento, como no lucro da sua empresa.

Assim, você pode traçar plano estratégicos de como atender esses potenciais clientes para gerar ainda mais resultados para o seu negócio.

The post Razão x Emoção: o que realmente importa na decisão de compra do cliente? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/mercado-e-vendas/razao-emocao-decisao-de-compra/feed/ 0
4 estratégias para vender mais em 2019https://sebrae.ms/mercado-e-vendas/estrategias-para-vender-mais/ https://sebrae.ms/mercado-e-vendas/estrategias-para-vender-mais/#respond Thu, 14 Mar 2019 11:30:58 +0000 https://sebrae.ms/?p=8521 Toda empresa que quer crescer deve estabelecer estratégias bem definidas de vendas. Mesmo se você ainda não estruturou seu negócio muito bem, é importante conhecer quais são as suas possibilidades. Se lançar nos negócios sem metas, objetivos e estratégias para suas vendas e sem conhecer os seus consumidores pode fazer com que você fracasse logo […]

The post 4 estratégias para vender mais em 2019 appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Toda empresa que quer crescer deve estabelecer estratégias bem definidas de vendas. Mesmo se você ainda não estruturou seu negócio muito bem, é importante conhecer quais são as suas possibilidades. Se lançar nos negócios sem metas, objetivos e estratégias para suas vendas e sem conhecer os seus consumidores pode fazer com que você fracasse logo de início.

Ter conhecimento desses fatores é muito importante para o sucesso do seu negócio a curto, médio e longo prazo. E é importante entender também que a forma como os consumidores tomam suas decisões de compra muda constantemente. É preciso que você defina suas estratégias de forma que elas possam ser revisadas ao longo do tempo, eliminando o que não funciona mais. Reunimos quatro principais estratégias para que você lucre mais em 2019, confira:

1. Escolha o seu método

Você deve determinar como vai fazer para vender e promover os seus produtos/serviços. Mas, antes de chegar lá, é preciso encontrar os seus potenciais clientes e estabelecer uma relação com eles. O contato pode ser feito por landing pages, telefone, e-mail ou redes sociais. Essa escolha é determinada pelo tipo de cliente que você deseja atingir. Depois de estabelecer esse contato, você começa fazer ele se interessar pelo seu produto/serviço até que ele vá até você.

2. Área de atuação

É importante saber qual vai ser a abrangência da sua estratégia de vendas: Você vai focar em um bairro ou na cidade inteira? Aqui também entra uma pesquisa e análise para definir o melhor local para instalar seu negócio. Lembrando que abraçar uma região maior não significa que você vai vender mais. Locais mais específicos e áreas menores podem atingir seus clientes de forma mais certeira. Já no caso dos e-commerces, é válido analisar a questão do frete e como isso impacta nos seus custos.

3. Conhecer a concorrência

Pesquise sobre o que os seus concorrentes estão fazendo e o que você pode fazer para se diferenciar. Você precisa encontrar como mostrar que o seu produto/serviço é vantajoso para o cliente e ainda demonstrar que ele tem valor agregado. Para fazer esse monitoramento, você deve levantar os canais de relacionamento que seu concorrente utiliza, com que frequência ele interage com os clientes e se sua estratégia é mais passiva ou agressiva.

4. Tendências de mercado

Além da pesquisa sobre a concorrência, é legal estudar as tendências para saber quando o mercado está mais favorável para os seus produtos. As redes sociais possuem um papel fundamental nessa pesquisa. Muitos consumidores repercutem suas opiniões nos canais digitais e você consegue obter informações sobre o comportamento do público, identificar tendências ou insatisfação com determinada marca ou produto. Monitorar as redes sociais te dá um resultado imediato.

Esse plano estratégico de vendas é muito importante e ajuda muito o seu negócio a alcançar o sucesso. O setor de vendas é o motor de qualquer empresa, não importa o porte, e deve ter toda sua atenção. Anote o que for dando mais resultado, o que não funcionou, e vá se adaptando com o tempo.

Queremos que você desenvolva habilidades estratégicas nesse setor e, por isso, preparamos um material especial para você. Clique aqui para acessar o conteúdo sobre mercado e vendas, e as principais técnicas para atrair, conquistar e fidelizar clientes.

The post 4 estratégias para vender mais em 2019 appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/mercado-e-vendas/estrategias-para-vender-mais/feed/ 0
Como superar as instabilidades econômicas e prosperarhttps://sebrae.ms/casos-de-sucesso/como-superar-instabilidades-economicas/ https://sebrae.ms/casos-de-sucesso/como-superar-instabilidades-economicas/#respond Wed, 13 Mar 2019 11:30:32 +0000 https://sebrae.ms/?p=8509 Em meados de 2014, o Brasil experimentava um período de instabilidade econômica que deixou inseguro até o mais experiente dos empreendedores. A economia contraiu, as taxas de desemprego subiram e o PIB ficou negativo. Esse cenário durou dois anos e muitos pequenos negócios não deram conta e ficaram pelo caminho. Mas, em compensação, outros mudaram […]

The post Como superar as instabilidades econômicas e prosperar appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Em meados de 2014, o Brasil experimentava um período de instabilidade econômica que deixou inseguro até o mais experiente dos empreendedores. A economia contraiu, as taxas de desemprego subiram e o PIB ficou negativo.

Esse cenário durou dois anos e muitos pequenos negócios não deram conta e ficaram pelo caminho. Mas, em compensação, outros mudaram suas estratégias e conseguiram manter seus empreendimentos a salvo.

Buscamos histórias de empresários e empresárias de Campo Grande que repensaram a forma de administrar suas empresas para enfrentar as instabilidades econômicas e aqueles que não tiveram medo de começar a empreender em meio a essas dificuldades.

Corta daqui, corta dali

Dona Dalva, proprietária da Dalva Confecções, está acostumada a cortar tecidos; mas quando viu seu negócio em meio a uma situação econômica delicada teve que aprender a cortar gastos. “A maior dificuldade na época era a compra da matéria-prima. Os juros estavam muito altos para comprar a prazo, então, para poder comprar à vista, tive que fazer cortes”, conta Dalva.

A empresária dispensou duas costureiras e passou a pegar trabalhos menores, em que o cliente encomendava poucas peças, mas pagava à vista. Dessa forma, conseguiu sustentar seu negócio, até que o cenário pudesse melhorar e as grandes empresas voltassem a contratar seus serviços.

Dona Dalva, com certeza, é um exemplo de resiliência e sua história com o Sebrae é antiga. Para conhecer sua trajetória, clique aqui.

Uma questão de posicionamento

Felipe Zuffo foi criado por uma família sulista acostumada a fazer o próprio alimento e, hoje, ele fabrica a própria cerveja na Cervejaria Moagem. Segundo o empresário, o setor também sentiu o abalo da incerteza econômica de alguns anos atrás. “Nossos pontos de venda que sentiram e, fatalmente, isso acabou nos atingindo também”, comenta.

O empreendedor diz ainda que os clientes que compravam cerveja diretamente dele, não para revenda, foram os menos afetados. “Para esse tipo de cliente, as vendas aumentaram”, afirma. De acordo com Felipe, o foco em aumentar a qualidade dos produtos e a busca constante por novos clientes, sem mexer no preço, garantiram que o negócio não se abalasse diante da instabilidade na economia.

Mas Felipe acredita ter aprendido com essa situação. “Sobrevive com o nariz para fora d’água quem percebe com precisão a mudança e se posiciona. Eu não percebi 100%, muita coisa fui ver depois que havia passado. Mas me considero atento e um pouco mais preparado agora”, finaliza.

Para conhecer como a Cervejaria Moagem surgiu, basta clicar aqui.

Terreno fértil mesmo em tempos de crise

Águeda Maia, mineira de Passos, abriu o Kanto de Minas  junto com o marido Júlio Maia, movidos pela vontade de ter um negócio próprio. Sempre que visitavam Minas, voltavam cheios de encomendas de produtos tradicionais e a receita artesanal de pão de queijo também era bem recebida pelos amigos. Com todo o incentivo, a ideia de empresa surgiu: um espaço onde fossem servidos produtos tradicionais mineiros, do café ao doce de leite.

Inaugurado em 2017, o Kanto de Minas não passou pelo pior período de desestabilização econômica, mas Águeda acredita que o comércio é sempre afetado como um todo quando o país não está em um bom momento. Independentemente do cenário, a empreendedora considera importante que os empresários busquem se preparar. “É essencial que tenha um planejamento bom, com contenção de gastos e tentar trabalhar da melhor forma possível para trazer qualidade para os clientes”, afirma.

Se você quer abrir a sua empresa ou dar guinada no seu negócio que já está em funcionamento, conte com as consultorias, cursos e soluções do Sebrae/MS.

The post Como superar as instabilidades econômicas e prosperar appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/casos-de-sucesso/como-superar-instabilidades-economicas/feed/ 0
As habilidades do profissional do futurohttps://sebrae.ms/inovacao/habilidades-profissional-futuro/ https://sebrae.ms/inovacao/habilidades-profissional-futuro/#respond Mon, 11 Mar 2019 11:30:43 +0000 https://sebrae.ms/?p=8505 Depois de décadas de ensino e mercado altamente especializados, a transformação digital tem gerado novas demandas de conhecimentos e habilidades para todos: alunos, instituições de ensino, empresas, gestores, profissionais e empreendedores. Um relatório do Foro Econômico Mundial revela que quase 65% dos empregos que os alunos do Ensino Fundamental terão no futuro ainda não existem. […]

The post As habilidades do profissional do futuro appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Depois de décadas de ensino e mercado altamente especializados, a transformação digital tem gerado novas demandas de conhecimentos e habilidades para todos: alunos, instituições de ensino, empresas, gestores, profissionais e empreendedores.

Um relatório do Foro Econômico Mundial revela que quase 65% dos empregos que os alunos do Ensino Fundamental terão no futuro ainda não existem. Se o mercado evolui, os profissionais também precisam progredir.

“Teremos cada vez mais profissionais tecnicamente qualificados. A grande oferta de cursos a distância nivelará os profissionais no que tange aos aspectos técnicos. As competências emocionais é que distinguirão os profissionais, pois fatores como comprometimento, proatividade e rápida capacidade de adaptação auxiliam as empresas a se desenvolverem”, explica a consultora de Recursos Humanos do Sebrae/MS, Adriana Gregório.

As competências emocionais que Adriana cita são as chamadas soft skills, competências de relação interpessoal e frutos da personalidade, cultura e educação de cada um.

“Pessoas que possuem soft skills desenvolvidas fazem as empresas e o mundo lugares melhores para se viver. Elas auxiliam pessoas e organizações a evoluírem, ensinam e aprendem rápido, se adaptam com facilidade, apresentam flexibilidade para soluções de problemas e se moldam às novas situações que o mundo e o mercado apresentam”, exemplifica Adriana.

O assunto é tão importante e representa uma realidade tão próxima que a ONU (Organização das Nações Unidades) divulgou sua lista das 10 habilidades essenciais para o profissional do futuro.

Com a ajuda da consultora Adriana Gregório, o Sebrae MS também listou algumas. Confira:

1. Pensamento Crítico e Resolução de Problemas

Foi-se o tempo que os “chefes” tinham todas as respostas e as equipes apenas executavam. Cada vez mais, todos os profissionais da empresa precisam questionar e encontrar soluções.

2. Adaptabilidade

A tecnologia se transforma e transforma tudo à sua volta quase que diariamente. É necessário, cada vez mais, ser um profissional que sabe se adaptar, aprender algo novo, adicionar atividades novas e assumir novas responsabilidades.

3. Análise de informações

Produzimos e acessamos, diariamente, uma quantidade imensurável de dados e conteúdos e tudo precisa ser traduzido em informações úteis para estratégias de negócio. Analisar números e gráficos e ter insights sobre estes materiais será cada vez mais indispensável. Além disso, na era das “fake news”, é preciso ser capaz de avaliar informações de várias fontes diferentes e com uma lente crítica.

4. Habilidades sociais

Essas características têm a ver com a forma como se comunicam com seus colegas, a influência que possuem no ambiente de trabalho e a criatividade que aplicam nos projetos. Outros pontos como a empatia, a transparência e a integridade ganham destaque dentro dos valores das organizações.

Ainda que se fale das habilidades dos profissionais do futuro, é fato que todos deverão desenvolvê-las, independentemente do cargo, função ou posição que ocupem. Fazer isso não só transformará o mercado, mas também o mundo em que vivemos.

The post As habilidades do profissional do futuro appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/inovacao/habilidades-profissional-futuro/feed/ 0
Como criar um perfil no Whatsapp Business?https://sebrae.ms/inovacao/como-criar-um-perfil-no-whatsapp-business/ https://sebrae.ms/inovacao/como-criar-um-perfil-no-whatsapp-business/#respond Fri, 08 Mar 2019 21:00:54 +0000 https://sebrae.ms/?p=8477 Se a sua empresa utiliza muito o Whatsapp, seja para vendas ou para relacionamento, talvez seja hora de migrar para a versão de negócios que traz muitas ferramentas úteis para quem empreende via aplicativo. Vamos entender os diferenciais? – Infos de contato: É possível inserir endereço, horário de funcionamento e afins. – Estatísticas: Você recebe […]

The post Como criar um perfil no Whatsapp Business? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Se a sua empresa utiliza muito o Whatsapp, seja para vendas ou para relacionamento, talvez seja hora de migrar para a versão de negócios que traz muitas ferramentas úteis para quem empreende via aplicativo. Vamos entender os diferenciais?

– Infos de contato: É possível inserir endereço, horário de funcionamento e afins.

– Estatísticas: Você recebe informações sobre os resultados de suas interações.

– Etiquetas: Para rotular clientes, fornecedores, demandas e identificar cada coisa.

– Grupos com descrição: Significa que é possível criar um grupo com um assunto principal e regras, por exemplo.

– Mensagens automáticas: Respostas prontas, tipo um F.A.Q. do seu serviço, podem ser uma mão na roda para questões comuns.

Tutorial: Como criar a conta

1. Vá até a loja de apps do seu celular e baixe o app Whatsapp Business! Após o download abra o aplicativo para iniciar a configuração.

2. Concorde e permita as solicitações do app, pois sem isso ele não funcionará. Depois disso, insira o telefone da sua empresa com o DDD. Não é possível utilizar o mesmo número do seu telefone pessoal, mas é possível utilizar um telefone fixo.

3. Você receberá um código de ativação para validar o aplicativo. Insira o código para liberar o uso.

4. Hora de personalizar: O nome da sua empresa é o primeiro passo. ATENÇÃO: Não será possível alterar o nome depois, por isso, muito cuidado neste passo.

5. Para inserir: marca, endereço e afins, toque no botão de “…” no canto superior direito e abra o menu de configurações > configurações da empresa > edite seu perfil. Tenha à mão sua marca em jpg e seu cep. 😉

6. Siga com as configurações, depois insira manualmente ou faça o download dos seus contatos direto da nuvem. É só começar a usar.

Use com sabedoria

Ufa! O Whatsapp Business está na sua mão, configurado e incrível, mas existem algumas regras de etiqueta e dicas que podem te orientar sobre como se relacionar com seus clientes via aplicativos. O Sebrae disponibiliza inúmeros materiais gratuitos de orientação para empreendedores, dê uma olhada nas dicas do especialista Tony Ventura e melhore seus resultados com Whatsapp.


The post Como criar um perfil no Whatsapp Business? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/inovacao/como-criar-um-perfil-no-whatsapp-business/feed/ 0
NFe, DANFE e XMLs: saiba as diferenças entre essas notas fiscaishttps://sebrae.ms/gestao-financeira/diferencas-entre-notas-fiscais/ https://sebrae.ms/gestao-financeira/diferencas-entre-notas-fiscais/#respond Fri, 08 Mar 2019 11:30:23 +0000 https://sebrae.ms/?p=8471 A gestão financeira, por si só, já é complicada. Quando envolve várias partes de um mesmo processo, pode confundir ainda mais. Por isso, saber exatamente o que são Nota Fiscal Eletrônica (NFe), Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) e XMLs, as diferenças e a utilidade de cada uma dessas transações comerciais é de extrema […]

The post NFe, DANFE e XMLs: saiba as diferenças entre essas notas fiscais appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
A gestão financeira, por si só, já é complicada. Quando envolve várias partes de um mesmo processo, pode confundir ainda mais.

Por isso, saber exatamente o que são Nota Fiscal Eletrônica (NFe), Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) e XMLs, as diferenças e a utilidade de cada uma dessas transações comerciais é de extrema importância para você, micro e pequeno empreendedor.

Para te ajudar, vamos explicar cada uma dessas partes que complementam a operação comercial, contábil e gerencial do seu negócio, e quais as suas principais diferenças.

Nota Fiscal Eletrônica (NFe)

A nota fiscal, por ser um documento obrigatório em qualquer tipo de venda, é um recibo importante para o comerciante e para o comprador. O documento comprova a transação de mercadorias ou serviços prestados, o recolhimento de impostos, além de indicar quanto de dinheiro entrou e saiu da sua empresa.

E a NFe é uma versão eletrônica da antiga nota fiscal emitida em papel. Assim, a operação de venda fica registrada no seu sistema e envia em tempo real todas as informações das atividades comerciais do seu negócio para a Receita Federal.

A emissão eletrônica desse processo apresenta vantagens para os empreendedores:

– Redução de custos na emissão das notas;

– Redução de espaço de arquivamento;

– Facilidade na consulta de informações;

– Tem maior credibilidade em suas atividades.

De acordo com o administrador Múcio Marinho, para adotar a emissão de NFe é fácil, inicialmente é preciso ter acesso à internet e seguir os seguintes passos:

1. Saber qual o tipo de nota a sua empresa irá emitir;

2. Saber qual o enquadramento fiscal da empresa;

Múcio Marinho

3. Solicitar o credenciamento como emissora de NFe na Secretaria de Fazenda do estado que deseja atuar, ou na prefeitura, caso a NFe seja de prestação de serviços apenas. Caso sua cidade não tenha sistema próprio de emissão será preciso adquirir um software emissor disponibilizado pelo fisco;

4. Possuir certificação digital da sua empresa, emitida por alguma autoridade certificadora credenciada pela ICP-Brasil.

Caso você tenha dúvidas em algum desses passos é importante pedir auxílio de um contador.

Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE)

É uma representação impressa e simplificada da Nota Fiscal Eletrônica (NFe). Esse documento também é emitido pelo mesmo sistema que gera o NFe e é importante para o cliente que precisa de uma representação física da nota fiscal em mãos, principalmente quando há transporte de mercadorias.

Isso porque, para entregar um produto, o transportador é obrigado a estar com o DANFE. Caso seja parado em uma fiscalização e não estiver com o DANFE, pode ser multado. Mas, atenção: o DANFE não substitui a NFe, só facilita o acesso dos principais dados da nota fiscal.

“Em alguns casos, esse documento facilita a comprovação de entrega de mercadorias, com a coleta de assinaturas do comprador. E também serve para auxiliar no arquivamento contábil do seu negócio, devendo ser guardado pelo prazo exigido pela legislação”, explica Múcio.

XMLs

Os arquivos chamados XMLs são representações digitais das NFes e por isso complementa as funções dos outros dois documentos, NFe e DANFE.

A emissão desse arquivo pode ser disponibilizada para o comprador pelo e-mail ou até mesmo no site da empresa para otimizar o gerenciamento das notas fiscais do seu negócio.

É importante saber que tanto o comerciante, como o comprador devem manter os arquivos XMLs guardados no prazo de até cinco anos. Esse arquivo substitui a nota fiscal e pode ser usado na troca de um produto, por exemplo.

Como facilitar esse processo na sua empresa

Existem diversos sistemas no mercado que agilizam todo o gerenciamento financeiro, contábil e de estoque da empresa. E o sistema adequado vai depender da atividade econômica da sua empresa.

Assim, seus documentos fiscais são emitidos automaticamente e organizados de forma mais fácil, o que melhora o controle das suas vendas.

“Adotar um sistema de automação para emissão e controle dessas notas faz com que todas as informações de compra, venda, estoque, produção e controles financeiros fiquem organizados em um único lugar, de forma simples, para você poder gerenciar o seu negócio de maneira mais fácil”, finaliza Múcio.

Viu só como a emissão de notas fiscais não é um bicho de sete cabeças? Se você quer melhorar ainda mais a gestão financeira do seu negócio, conte com as consultorias do Sebrae/MS, para implementar esse e outros sistemas, de acordo com o segmento da sua empresa.

Se você quer saber detalhes sobre emissão de Nota Fiscal Eletrônica, acesse esse guia especial que preparamos para você.

The post NFe, DANFE e XMLs: saiba as diferenças entre essas notas fiscais appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/gestao-financeira/diferencas-entre-notas-fiscais/feed/ 0
5 dicas para você se tornar uma mulher empreendedora de sucessohttps://sebrae.ms/empreendedorismo/dicas-mulher-empreendedora/ https://sebrae.ms/empreendedorismo/dicas-mulher-empreendedora/#respond Thu, 07 Mar 2019 11:30:23 +0000 https://sebrae.ms/?p=8466 A cada ano, mais e mais mulheres estão seguindo os seus sonhos e se tornando aquilo que sempre desejaram ser. Seja fazendo um curso que antes nem imaginavam que seriam perfeito para elas, ocupando cargos de chefia em grandes empresas ou abrindo seus próprios negócios. E ser empreendedora está entre as atividades que têm ganhado […]

The post 5 dicas para você se tornar uma mulher empreendedora de sucesso appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
A cada ano, mais e mais mulheres estão seguindo os seus sonhos e se tornando aquilo que sempre desejaram ser. Seja fazendo um curso que antes nem imaginavam que seriam perfeito para elas, ocupando cargos de chefia em grandes empresas ou abrindo seus próprios negócios. E ser empreendedora está entre as atividades que têm ganhado mais adeptas no Brasil: dados do Sebrae mostram que mais da metades dos novos negócios são liderados por mulheres.

Mas, apesar de marcarem tanta presença no mercado, elas ainda enfrentam mais dificuldades do que os homens para crescer. Isso acontece por questões culturais e sociais, que ainda acreditam que a mulher não consegue lidar com determinadas situações tão bem quanto um homem. Exemplo disso é que as próprias mulheres passaram muito tempo sendo pressionadas a escolher entre maternidade e carreira, e muitas ainda se vêem nesse dilema.

Entretanto, aos poucos, essa realidade está mudando, e muitas mulheres estão descobrindo o quão fortes são e o quão longe podem chegar seguindo seus sonhos. Pensando em te inspirar, reunimos 5 pensamentos de mulheres que são exemplo para qualquer empreendedora. Confira só as dicas que elas deram:

Mulher Empreendedora

1.“Olhe para sua meta e não para o obstáculo”
As crises são oportunidades de crescimento e é durante um período difícil que é possível repensar sua empresa, ver onde está errando e corrigir. – Monja Coen

2.“Estude o universo em que você trabalha”
Ter qualificação é fundamental e, para isso, você precisa estudar a área em que já empreende ou que pretende empreender. O conhecimento ajuda a tomar decisões mais assertivas. – Isabela Raposeiras, fundadora do Coffee Lab.

3. “Procure quem pode te ajudar”
Junto com o conhecimento vindo do estudo, é preciso que você busque pessoas ou empresas que possam te ajudar a se planejar e estruturar o seu negócio da melhor forma. – Bianca Pires, dona da Paola Prime.

4.“Você faz o seu lugar”
Nenhuma área de negócio é exclusiva para mulheres ou homens, você pode investir onde quiser e se tornar a melhor nisso. – Anaíra Costa, dona da Water Clean.

5. “Inove em uma área em que existe demanda e resolva um problema”
Fazer o que todo mundo faz não vai te fazer se destacar, você precisa encontrar um modo de fazer diferente e ainda suprir uma demanda. – Tânia Gomes, CEO da 33e34.com.br

Gostou das dicas? Clicando aqui você acessa o nosso Kit Mulher Empreendedora, com vídeos dessas e outras mulheres empreendedoras que alcançaram o sucesso. Aproveite esses insights para repensar o seu caminho no empreendedorismo e como você pode alavancar o seus negócios. Procure o Sebrae. Nós podemos te ajudar!

The post 5 dicas para você se tornar uma mulher empreendedora de sucesso appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/empreendedorismo/dicas-mulher-empreendedora/feed/ 0
Ser profissional de beleza e ainda administrar o próprio negócio. É possível?https://sebrae.ms/empreendedorismo/profissional-de-beleza/ https://sebrae.ms/empreendedorismo/profissional-de-beleza/#respond Wed, 06 Mar 2019 11:30:02 +0000 https://sebrae.ms/?p=8458 As empresas do segmento de Beleza crescem mais a cada ano no Brasil. E não é para menos, já que os brasileiros gastam 2% do seu orçamento em cuidados com a aparência. Só para você ter uma ideia, de acordo com um levantamento do Sebrae, só de salões existiam 600 mil em 2017 no país. […]

The post Ser profissional de beleza e ainda administrar o próprio negócio. É possível? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
As empresas do segmento de Beleza crescem mais a cada ano no Brasil. E não é para menos, já que os brasileiros gastam 2% do seu orçamento em cuidados com a aparência. Só para você ter uma ideia, de acordo com um levantamento do Sebrae, só de salões existiam 600 mil em 2017 no país. Apenas esses números já confirmam que essa é uma área que vive um bom momento.

A cada ano que passa, mais profissionais se formam e se inserem no mercado, seja para trabalhar como empregados de algum estabelecimento ou abrindo sua própria empresa. A concorrência não é ruim, é necessária, mas, de acordo com a consultora de gestão de empresas Ana Carla Castello, é preciso inovar.

“Fazer o que todo mundo faz não vai te destacar, é preciso ir além. Outro ponto que entra nesse aspecto é a localização do lugar. Muitas vezes, é melhor abrir um salão em um bairro do que no centro, onde já existem diversos negócios”, comenta.

Do atendimento à gestão

Pensar em como sua empresa pode se destacar no mercado faz parte do que a consultora chamou de “planejamento básico inicial”; e é nesse ponto que muitos profissionais fracassam. O que acontece é que a realidade da profissão é bem diferente do que a que vemos normalmente pelas redes sociais, onde maquiadores e cabeleireiros possuem milhares de seguidores e agendas lotadas. É preciso muita mão na massa e estratégia para chegar ao prestígio e ao sucesso.

“Depois de ter a formação você precisa fazer um planejamento. Decidir se vai trabalhar para alguém ou ter seu próprio negócio. Nesse último caso, você vai buscar saber qual a estrutura necessária para montar o local e para mantê-lo, qual é o seu ticket médio, quais profissionais vão trabalhar para você e o tipo de técnicas que você vai oferecer. Ter isso em mãos é fundamental para começar”, alerta a consultora.

Quando você atende e ainda é o responsável por cuidar da gestão, pode parecer impossível conciliar as duas funções, mas há saídas. De acordo com Ana Carla, ter um aplicativo no celular ou um software de computador que te ajude a lançar informações sobre custos, preços e montar uma base de dados com informações dos clientes, ajuda e muito a gerir de forma mais segura. “Mas se você não gosta dessa parte, procure alguém que possa fazer para você. Mas não fique sem ter esse controle”, recomenda Ana Carla.

Ana Cristina, do Cris Hair, entrou no universo da beleza por necessidade e, ao se ver ganhando uma quantia considerável de dinheiro, enxergou a possibilidade de investir nessa carreira. Especializou-se e se tornou oficialmente uma cabeleireira e dona do seu próprio salão. “Cuidar da gestão não é muito fácil, mas acho que tenho me virado bem. E ser cabeleireira eu adoro e faço com muito carinho. Enfrento dificuldades diárias, pois lidar com os profissionais colaboradores não é fácil. O que tento fazer é sempre separar um tempo para o profissional e para o administrativo”, confessa.

Tenha uma reserva e um Plano B

Há sete meses, Célia Bento decidiu que investir em uma empresa era a melhor escolha que poderia fazer. Podóloga há 12 anos, a profissional era funcionária em um local, mas decidiu arriscar abrir o próprio negócio. “Atender e cuidar da gestão é complicado, porque ainda estou em fase de aprender a me administrar. Mas ser a proprietária ótimo, tenho mais trabalho, mas tenho também mais lucro”, comenta.

Com esse “lucro a mais”, a consulta Ana Carla recomenda o profissional faça uma reserva de dinheiro, tanto para ser usada para sua especialização, melhorias na estrutura do espaço, ou para caso as coisas não saiam do jeito que você esperava. “Minha dica é guardar 10% de tudo que você ganha para a reserva. Parece pouco, mas quando você faz as contas, percebe que no final do mês está guardando um bom dinheiro e que pode te ajudar muito”, diz.

Seja para começar a sua jornada empreendedora ou aprender a gerir melhor o seu negócio, conte com o Sebrae/MS. Especialistas irão te ajudar na gestão e no dia a dia da empresa.

The post Ser profissional de beleza e ainda administrar o próprio negócio. É possível? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/empreendedorismo/profissional-de-beleza/feed/ 0
Qual a diferença entre página e perfil de Facebook?https://sebrae.ms/internetedes-sociais/pagina-perfil-facebook/ https://sebrae.ms/internetedes-sociais/pagina-perfil-facebook/#respond Sat, 02 Mar 2019 08:00:31 +0000 https://sebrae.ms/?p=8434 E mais: quais as vantagens das páginas e por onde começar! Afinal, que história é essa de página ou perfil? O perfil é uma conta pessoal, para pessoas se relacionarem com pessoas, é o primeiro serviço oferecido pela rede social e o que mantém este tipo de mídia em movimento. Além de não oferecer as […]

The post Qual a diferença entre página e perfil de Facebook? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
E mais: quais as vantagens das páginas e por onde começar!

Afinal, que história é essa de página ou perfil? O perfil é uma conta pessoal, para pessoas se relacionarem com pessoas, é o primeiro serviço oferecido pela rede social e o que mantém este tipo de mídia em movimento. Além de não oferecer as vantagens que as páginas oferecem para as marcas, o próprio Facebook pode desativá-lo caso haja denúncia de uso indevido.

Ao criar uma página, você se identifica como marca dentro do Facebook, o que é um processo de transparência com seus clientes e te permite a utilização de ferramentas voltadas para o crescimento dos negócios. Entenda as vantagens de utilizar estes recursos:

Benefícios da página

As páginas possibilitam que você entre em contato com os clientes, obtenha dados sobre seu desempenho, receba dados sobre o seu público, delegue funções administrativas para terceiros e veicule anúncios publicitários. Na prática, você terá em mãos:

1. Publicidade: que pode ocorrer de forma nativa ou paga, mas que permite uma abrangência muito maior do que o seu grupo de amigos. Disseminando informação sobre sua marca para mais pessoas e/ou localidades.

2. Informação: você tem dados reais sobre o que seus consumidores estão curtindo ou não. Quais produtos, propagandas, comportamentos são aprovados ou reprovados, além de saber mais sobre seu próprio público: sexo, faixa etária e afins.

3. Monetização: somente com as páginas é possível abrir lojas, vender serviços e utilizar outras ferramentas para ganhar dinheiro por meio do Facebook.

Vamos criar uma página?

Tutorial para quem não tem nada além do seu perfil pessoal e vai começar uma página do zero.

Passo 01:

Acesse: https://www.facebook.com/pages/creation/

Passo 02:

Escolha negócio ou marca e preencha os dados com cuidado e atenção, principalmente com nomes porque as edições depois serão limitadas.

Passo 03:

Coloque sua foto de perfil (priorize sua marca!) e sua capa, de preferência algo que ajude seus clientes a identificarem seu negócio com clareza.

Passo 04:

Siga os demais tutoriais e coloque conteúdo relevante para que o seu público se identifique.

Já tem um perfil?

Existe um tutorial do Facebook para quem já tem um perfil da marca e precisa transformar em página de negócios. Acesse: https://www.facebook.com/pages/create/migrate. Siga os passos com atenção e tudo vai dar certo!

As redes sociais podem te levar além

Claro que não basta fazer a página, você precisa aprender a usar a seu favor e otimizar seu uso em busca de resultados reais (sim, eles existem!). No Sebrae você encontra cursos e workshops, em sua maioria gratuitos, com especialistas em redes sociais. Saiba mais: http://atendimento2.ms.sebrae.com.br/ecommerce/index.php  ou  0800 570 0800.

The post Qual a diferença entre página e perfil de Facebook? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/internetedes-sociais/pagina-perfil-facebook/feed/ 0
Por que devemos nos educar para o fracasso?https://sebrae.ms/empreendedorismo/educar-para-o-fracasso/ https://sebrae.ms/empreendedorismo/educar-para-o-fracasso/#respond Fri, 01 Mar 2019 11:30:18 +0000 https://sebrae.ms/?p=8445 Em um tempo no qual só o sucesso é exaltado, temos milhões de pessoas frustradas. A vida é feita de altos e baixos e, em algum momento, temos que lidar com as derrotas. Quando conseguimos olhar e analisar os aspectos envolvidos nas situações de fracasso, temos muito mais chances de aprender algo novo que pode […]

The post Por que devemos nos educar para o fracasso? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Em um tempo no qual só o sucesso é exaltado, temos milhões de pessoas frustradas. A vida é feita de altos e baixos e, em algum momento, temos que lidar com as derrotas. Quando conseguimos olhar e analisar os aspectos envolvidos nas situações de fracasso, temos muito mais chances de aprender algo novo que pode nos ajudar a vencer.

De acordo com a psicóloga Ceres Duarte, podemos nos tornar vítimas e cair em um ciclo de desistência, o que pode diminuir as nossas possibilidades de conquistas, pelo simples medo de fracassar.

“No mundo competitivo, há uma ênfase em idolatrar quem tem sucesso e desqualificar quando as pessoas fracassam em algo. Por isso, é importante saber lidar com essas situações adversas”, explica a psicóloga.

Se conseguirmos identificar o que está sob nosso controle e o que não está, é possível trabalharmos internamente aquilo que é possível para superar a situação. E a partir do momento que sabemos como lidar com o fracasso, temos muito mais coragem e persistência para alcançar o sucesso.

É fato que cada um entende o sucesso de uma maneira diferente, de acordo com suas próprias referências, com histórias e experiência que já viveu. Mas é fato também que ninguém gosta de fracassar e todos queremos ter sucesso, seja na vida profissional ou pessoal.

Por isso, Ceres separou algumas dicas para aprender a lidar com o fracasso:

1. Reveja suas ações

Tente deixar a raiva e a emoção de lado, avalie seu comportamento e tomada de deciões, tente identificar o que poderia ter sido diferente.

2. Tenha uma visão de aprendizagem

Não olhe apenas para a frustração que você passou, mas sim para a experiência como um todo. Levante quais questões você aprendeu e leve este conhecimento adquirido para a próxima tentativa. Assim, você não cometerá o mesmo erro

3. Assuma sua responsabilidade

Com bastante maturidade, olhe para toda a situação e verifique qual a parte em que você foi responsável, assuma sua parcela de culpa, mas saiba reconhecer também aquilo que foge do seu controle, que não dependia de você e não sofra por isso.

4. Faça um plano

Com todos os erros em mente, você consegue construir um plano, com uma rota melhor para a próxima tentativa. Lembre-se que novas oportunidades surgem em meio ao fracasso, então, não se prenda ao que deu errado.

5. Não desista!

Entenda que quando você fracassa, você está mais perto do que imagina de alcançar o seu objetivo. Todo mundo já experimentou ou vai experimentar o fracasso algum dia, em algum momento da vida. Confie em você mesmo.

A psicóloga finaliza com uma frase para você ter sempre em mente quando enfrentar uma situação de fracasso: “tudo aquilo que você dá mais atenção, tem probabilidade de aumentar. Portanto, saiba direcionar melhor o seu pensamento e seu foco”.

The post Por que devemos nos educar para o fracasso? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/empreendedorismo/educar-para-o-fracasso/feed/ 0
Por que saber sobre negociação pode ajudar o seu negócio a lucrar mais?https://sebrae.ms/empreendedorismo/negociacao-para-lucrar-mais/ https://sebrae.ms/empreendedorismo/negociacao-para-lucrar-mais/#respond Thu, 28 Feb 2019 21:00:37 +0000 https://sebrae.ms/?p=8453 Estamos a todo tempo decidindo e fazendo escolhas. Por exemplo: você escolheu clicar neste texto e vai escolher continuar lendo ou não. Decisões e ações são a base de tudo! Quando falamos em decisões no empreendedorismo, estamos, inevitavelmente, também falando das negociações. E a nossa intenção nesse post é mostrar como você pode desenvolver habilidades […]

The post Por que saber sobre negociação pode ajudar o seu negócio a lucrar mais? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Estamos a todo tempo decidindo e fazendo escolhas. Por exemplo: você escolheu clicar neste texto e vai escolher continuar lendo ou não. Decisões e ações são a base de tudo! Quando falamos em decisões no empreendedorismo, estamos, inevitavelmente, também falando das negociações.

E a nossa intenção nesse post é mostrar como você pode desenvolver habilidades para negociar melhor e aplicá-las no seu negócio, que, independentemente do porte, poderá se beneficiar muito da sua inteligência na hora de analisar as situações e os melhores momentos para negociar.

O que é a negociação?

É um tipo de relacionamento em que duas partes buscam um acordo que traga vantagens para ambos. Se você quer que uma pessoa decida e aja a seu favor, e não contra você, o caminho é negociação. Saber decidir, agir e negociar são as características que uma líder ou administradora que quer ser bem-sucedida precisa ter.

Vivemos num mundo de negociações

Você pode nem se dar conta de que vivemos rodeados por esses acordos. São vendas, compras, fusões e incorporações de empresas, alianças estratégicas… Tudo passa por um processo de negociação. E quando você é dona de um negócio, as negociações acontecem tanto fora da empresa, com seus clientes, quanto dentro com os seus funcionários.

Características de uma boa negociadora

Esteja sempre preparada: Informe-se a respeito da pessoa com quem você irá negociar. Levantar as informações básicas sobre a pessoa ou empresa faz com que você desenvolva empatia e demonstre interesse no decorrer da conversa.

Tenha a mente aberta: Não vá para a negociação já com uma proposta fechada e achando que ela é irrecusável. Você precisa dar a chance de estabelecer um diálogo!

Escute o outro: A base de qualquer relacionamento é ter a capacidade de escutar e compreender a visão do outro. Na negociação não é diferente.

Abandone a ideia de que negociar é um cabo de guerra e comece a pensar quais estratégias podem ser benéficas para ambos os lados. Quando você chega para uma negociação com a mentalidade de colaboração, a chance de ser assertiva e produtiva é muito maior!

E para que você aprenda táticas infalíveis para ser a melhor negociadora que você conhece, nós separamos um material exclusivo e gratuito para você. Para acessar o eBook “Uma Efetiva Negociação”, clique aqui.

The post Por que saber sobre negociação pode ajudar o seu negócio a lucrar mais? appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/empreendedorismo/negociacao-para-lucrar-mais/feed/ 0
Negócios com propósito: o crescimento do “mercado verde”https://sebrae.ms/inovacao/negocios-com-proposito-estilo-de-vida-saudavel/ https://sebrae.ms/inovacao/negocios-com-proposito-estilo-de-vida-saudavel/#respond Wed, 27 Feb 2019 11:30:26 +0000 https://sebrae.ms/?p=8428 Bases capazes de cobrir todas as imperfeições, cremes para sumir com as rugas instantaneamente. Durante muito tempo, a regra de ouro do mercado de cosméticos e produtos de beleza era o “milagre”; não havia muita preocupação com os componentes ou como eram feitos esses produtos. De uns cinco anos para cá, o mercado tem demandado […]

The post Negócios com propósito: o crescimento do “mercado verde” appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
Bases capazes de cobrir todas as imperfeições, cremes para sumir com as rugas instantaneamente. Durante muito tempo, a regra de ouro do mercado de cosméticos e produtos de beleza era o “milagre”; não havia muita preocupação com os componentes ou como eram feitos esses produtos.

De uns cinco anos para cá, o mercado tem demandado um novo padrão de consumo: muitos clientes querem comer, vestir, calçar, passar na pele e nos cabelos produtos que sejam orgânicos, sustentáveis e cruelty free (aqueles que não usam animais para testes).

De acordo com a pesquisa “A Nova Era dos Naturais”, feita com 4.000 pessoas em 2018 pela empresa de pesquisa The Benchmarking Company, 74% dos entrevistados compram algum produto orgânico por acreditar que são mais saudáveis para o organismo. É a nova “onda verde”.

Empreendimentos orgânicos e sustentáveis

Foi justamente por perceber que o mercado de beleza estava caminhando para uma realidade mais sustentável que a fisioterapeuta dermatofuncional Nelise Machado Roza Peres e o marido, o consultor financeiro Bruno Vidal, decidiram trazer a Simple Organic para Campo Grande. Nelise conheceu a marca como cliente enquanto viajava em busca de especialização e novidades para sua clínica de estética.

“Pensamos primeiro em uma multimarcas de cosméticos orgânicos, mas acabou não dando certo. Quando a Simple abriu para as franquias, entramos em contato, o Bruno foi até Florianópolis conhecer a marca. A franqueadora já tinha feito o estudo de viabilidade para entender em quais cidades a Simple Organic gostaria de abrir lojas, porque o mercado demandava seus produtos”, conta Nelise.

estilo de vida saudável

Com a loja em funcionamento desde janeiro deste ano, Nelise se mostra animada com a receptividade dos produtos e acredita que a cidade tenha um grande potencial. “Da busca por uma alimentação mais natural, vegana, que tem crescido muito aqui, vem também a busca dos cosméticos da mesma linha. É uma tendência forte”, aponta.

Vestir com consciência

Foi pensando no impacto que as novas gerações vão deixar no mundo que a marca de produtos infantis Timirim surgiu. Em Campo Grande, a marca ganhou espaço na Casa Nuvem.

“Observando o movimento da Casa Nuvem, percebi que tínhamos um público materno bem grande e, até então, não havia produtos para crianças na casa. Mas não queria vender por vender, queria algo que fosse apaixonante”, explica a empresária Luciana Susuki.

A marca possui roupas para bebês de 0 a 12 meses feitas em Algodão Pima Orgânico, considerado o melhor algodão do mundo, com fibras mais longas, que garantem maciez e durabilidade às peças. A tinta é à base de água e os botões são livres de níquel e chumbo; ou seja, são roupinhas naturalmente hipoalergênicas.

A proposta da marca paulista é gerar menos lixo têxtil também. Por serem roupas em que as fibras de algodão não são misturadas com materiais sintéticos, as peças são recicláveis e biodegradáveis.

“Ficamos surpresas com a receptividade que nossos produtos tiveram. Quem compra não compra somente o produto, mas leva consigo a ideia e a vontade de que um dia possamos viver livres de produtos químicos que agridem a natureza. Na Timirim, todo o processo respeita o ser humano e a natureza”, finaliza.

The post Negócios com propósito: o crescimento do “mercado verde” appeared first on Blog do SEBRAE MS.

]]>
https://sebrae.ms/inovacao/negocios-com-proposito-estilo-de-vida-saudavel/feed/ 0