Inovação e Tecnologia

01 novembro, 2021 • Inovação e Tecnologia

Inovação Aberta: o que é e como funciona?

Inovação Aberta é um novo conceito que foi criado por Henry Chesbrough, professor e diretor executivo da Universidade de Berkeley. Foi ainda autor do livro Open Innovation: The New Imperative for Creating And Profiting from Technology (Harvard Business School Press – 2003) e Presidente do Conselho de Administração do Centro de Open Innovation – Brasil.

Henry argumenta que a Inovação Aberta é o conceito do uso de fluxos de conhecimento internos e externos para acelerar a inovação interna e expandir os mercados para o uso externo de inovação, respectivamente.

Mas aqui, no presente artigo, falaremos um pouco mais sobre esse conceito e vamos entender direitinho os benefícios que isso pode trazer quando aplicado na sua realidade e no seu negócio.

Vamos lá? =)

Inovação Aberta: o que é de fato?

Inovação Aberta: o que é e como funciona?

A Inovação Aberta é um procedimento para gerar inovação na empresa, seja de processos ou até mesmo de produtos e serviços.

O grande diferencial desse procedimento é que ele é aplicado quando a empresa sabe que não pode depender completamente dos colaboradores nem de valores financeiros elevados.

Para alcançar esse objetivo, a empresa “se abre” para o mercado, a fim de trazer novas maneiras de alcançar os seus objetivos de inovação.

Com essa abertura para parcerias no mercado, as empresas que praticam a inovação aberta decidem se tornar parceiras de startups, para que a transformação aconteça em ritmo acelerado.

Dessa maneira, criam oportunidades de contratar a solução de uma das startups por um valor mais acessível, investem na startup escolhida como sócio ou acionista ou compra/incorpora a startup para aproveitar mais as soluções.

Diferença entre Inovação Aberta e Inovação Fechada

Como vimos, o conceito de Inovação Aberta é aproveitar todos os benefícios que uma parceria externa pode trazer para os propósitos de inovação.

Já na Inovação Fechada, a empresa fica dependente do modelo específico e fechado de conhecimento interno.

Seja dos colaboradores, seja da metodologia, na inovação fechada acaba ocorrendo o trancamento de transformação, e muito dificilmente a inovação real acontecerá.

Benefícios da Inovação Aberta

Dentre os principais fatores atraentes na Inovação Aberta estão:

  • Redução do tempo da implementação dos novos processos, serviços ou soluções: a empresa não precisará implementar processos, já que estará absorvendo de outra empresa.
  • Redução de custos, prazos e riscos: pois está absorvendo um modelo que já funciona.
  • Aumento do Retorno Sobre Investimento (ROI).
  • Aumento do networking e estimula as conexões empresariais.

Melhor forma para implementação da Inovação Aberta

Ainda não existe a melhor forma de implementar a Inovação Aberta. Esse é um procedimento que está em constante evolução pelas empresas, e cada uma aplica de uma forma diferente.

Uma delas é chamada de hackathon, que é uma espécie de maratona para resolução de problemas. Dura em média um final de semana e reúne várias empresas, com diversas pessoas.

Outra forma é conhecida como crowdsourcing, na qual grande parte da responsabilidade pelo envolvimento e supervisão do processo de inovação vem de fora da empresa.

Existem ainda outras formas, mas essas duas são as mais conhecidas, além de, claro, investir em startups.

SEBRAE – A força do empreendedor brasileiro

Sempre aptos para te ajudar, nós do Sebrae, disponibilizamos os melhores conteúdos, em sua maioria gratuitamente.

Quer descobrir como adequar os processos da sua empresa às inovações tecnológicas? Clique aqui e descubra agora!

Conclusão

Agora que você já está familiarizado com o termo – Inovação Aberta – estude a melhor maneira de pôr em prática e aumente o nível de inovação da sua empresa!

Inovação Aberta é um novo conceito que foi criado por Henry Chesbrough, professor e diretor executivo da Universidade de Berkeley. Foi ainda autor do livro Open Innovation: The New Imperative for Creating And Profiting from Technology (Harvard Business School Press – 2003) e Presidente do Conselho de Administração do Centro de Open Innovation – Brasil.

Henry argumenta que a Inovação Aberta é o conceito do uso de fluxos de conhecimento internos e externos para acelerar a inovação interna e expandir os mercados para o uso externo de inovação, respectivamente.

Mas aqui, no presente artigo, falaremos um pouco mais sobre esse conceito e vamos entender direitinho os benefícios que isso pode trazer quando aplicado na sua realidade e no seu negócio.

Vamos lá? =)

Inovação Aberta: o que é de fato?

Inovação Aberta: o que é e como funciona?

A Inovação Aberta é um procedimento para gerar inovação na empresa, seja de processos ou até mesmo de produtos e serviços.

O grande diferencial desse procedimento é que ele é aplicado quando a empresa sabe que não pode depender completamente dos colaboradores nem de valores financeiros elevados.

Para alcançar esse objetivo, a empresa “se abre” para o mercado, a fim de trazer novas maneiras de alcançar os seus objetivos de inovação.

Com essa abertura para parcerias no mercado, as empresas que praticam a inovação aberta decidem se tornar parceiras de startups, para que a transformação aconteça em ritmo acelerado.

Dessa maneira, criam oportunidades de contratar a solução de uma das startups por um valor mais acessível, investem na startup escolhida como sócio ou acionista ou compra/incorpora a startup para aproveitar mais as soluções.

Diferença entre Inovação Aberta e Inovação Fechada

Como vimos, o conceito de Inovação Aberta é aproveitar todos os benefícios que uma parceria externa pode trazer para os propósitos de inovação.

Já na Inovação Fechada, a empresa fica dependente do modelo específico e fechado de conhecimento interno.

Seja dos colaboradores, seja da metodologia, na inovação fechada acaba ocorrendo o trancamento de transformação, e muito dificilmente a inovação real acontecerá.

Benefícios da Inovação Aberta

Dentre os principais fatores atraentes na Inovação Aberta estão:

  • Redução do tempo da implementação dos novos processos, serviços ou soluções: a empresa não precisará implementar processos, já que estará absorvendo de outra empresa.
  • Redução de custos, prazos e riscos: pois está absorvendo um modelo que já funciona.
  • Aumento do Retorno Sobre Investimento (ROI).
  • Aumento do networking e estimula as conexões empresariais.

Melhor forma para implementação da Inovação Aberta

Ainda não existe a melhor forma de implementar a Inovação Aberta. Esse é um procedimento que está em constante evolução pelas empresas, e cada uma aplica de uma forma diferente.

Uma delas é chamada de hackathon, que é uma espécie de maratona para resolução de problemas. Dura em média um final de semana e reúne várias empresas, com diversas pessoas.

Outra forma é conhecida como crowdsourcing, na qual grande parte da responsabilidade pelo envolvimento e supervisão do processo de inovação vem de fora da empresa.

Existem ainda outras formas, mas essas duas são as mais conhecidas, além de, claro, investir em startups.

SEBRAE – A força do empreendedor brasileiro

Sempre aptos para te ajudar, nós do Sebrae, disponibilizamos os melhores conteúdos, em sua maioria gratuitamente.

Quer descobrir como adequar os processos da sua empresa às inovações tecnológicas? Clique aqui e descubra agora!

Conclusão

Agora que você já está familiarizado com o termo – Inovação Aberta – estude a melhor maneira de pôr em prática e aumente o nível de inovação da sua empresa!


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário