Dicas de Empreendedorismo

Mentoria: um caminho para o aprendizado

Quando nos lançamos em uma atividade empresarial, por mais que seja algo que desejamos e tenhamos pesquisado sobre o assunto, nem sempre estamos preparados para o que está por vir. Novos desafios sempre nos colocam em dificuldades que não prevíamos.

Como na vida, no empreendedorismo sempre haverá alguém que já passou por essas mesmas dificuldades, sejam elas desafios do mercado ou simples contingências do crescimento.

Por isso, ao invés de ficar esperando que a solução venha do céu, o mais sensato e produtivo é procurar quem já passou por uma situação parecida e expor nossas dificuldades e inseguranças em busca de conselhos e aprendizado.

Especialista em Gestão de Negócios com 20 anos de experiência no Sebrae, Leandra Costa diz que a mentoria é um dos melhores caminhos para quem está começando. “A mentoria é a ajuda de quem tem mais experiência, uma troca. Muitas vezes, a dificuldade do mentorado é fazer o que nunca tinha visto antes. O mentor, por meio de sua experiência, oferece alternativas, opina sobre o que não deu certo. A relação é produtiva para ambos, desde que haja o desejo genuíno em aprender e ensinar”.

Procurar ajuda significa correr atrás de soluções. Por isso, é importante entender que a mentoria que traz mais aprendizado pode não ser necessariamente a do empresário que tenha conquistado mais sucesso em seus negócios. Muitas vezes, o mentor ideal pode ser aquele pequeno empreendedor, que está crescendo como o mentorado, porém, consegue ver um detalhe que passou despercebido.

“A experiência compartilhada sai do individual para o coletivo, pois o momento é do aprendizado conjunto, do fazer, não só do dizer. Quem insiste em não inovar ou não está disposto a aprender, está fadado ao erro”, diz Leandra.

Para ela, não existe melhor ou pior mentor; muitas vezes o que o mentorado precisa entender é que não existe uma fórmula pronta. As soluções são encontradas em conjunto e quando se amplia o olhar para novas possibilidades (que podem, inclusive, nem terem sido tentadas anteriormente).

Anahi Philbois, que recebe mentoria de Leandra e é proprietária da Edoo, uma startup que promove cursos de educação domiciliar, conta que a mentoria foi fundamental para melhorar o planejamento e execução do negócio.

“Já tive empreendimentos sem mentoria e asseguro que, com ela, o trabalho se torna mais produtivo, porque o mentor sempre tem mais experiência de mercado. Ao ouvir suas dúvidas ou ideias, lhe dá um feedback rapidamente. Aprendo a administrar o tempo, prioridades, metas e estratégia. Ainda sou mentorada, pois conforme você vai solucionando problemas e desenvolvendo seu empreendimento, vão aparecendo variáveis que levam a busca de mais conhecimento. Considero a mentoria um ciclo contínuo na vida do empreendedor”.

Davi Barbosa, fundador e proprietário da Automobi, uma plataforma que intermedia o pós-compra de automóveis, reitera a importância da mentoria e do compartilhamento de conhecimento entre mentor e mentorado; e que a mentoria, de fato, começa no berço. “Assim que iniciei o meu empreendimento na área digital, percebi que precisaria de ajuda. Considero que nossos primeiros mentores são nossos pais, que em cada etapa de nossa vida, nos orientam. No mercado também precisamos de orientações específicas para cada fase, o desenvolvimento se processa assim, por isso, o valor da mentoria é imensurável.”

Barbosa recebeu ajuda de diversos mentores que contribuíram para o crescimento de seu negócio, e agora se transformou em mentor, não só por acreditar no processo como também uma forma de gratidão a todos que ajudaram em sua caminhada. “Hoje, presto mentorias para vários empreendedores. Tive um mentor extremamente importante para mim que, numa das vezes que fui agradecer sua ajuda, me disse para dar de graça o que recebi de graça. Essas pessoas que compartilharam seus conhecimentos comigo me transformaram também como ser humano”, completa.

O bom mentor deve despertar no mentorado uma ou mais entre três variáveis: desafio, motivação ou insight. Por isso, é imprescindível entender que o mentor será aquele que um dia também teve a iniciativa de procurar ajuda, ou seja, que também é um mentorado.

 

Fonte; Leandra, Living Lab

Davi Barbosa, Automobi

Anahi Philbois, Edoo









Deixe seu Comentário