Marketing e Vendas

12 junho, 2020 • Marketing e Vendas

Use o vitrinismo para atrair potenciais clientes

A vitrine é o primeiro ponto de contato do cliente com a sua marca. Além de atrair, ela deve valorizar os seus produtos e reforçar a imagem da sua empresa. Uma vitrine bem montada encanta os olhos de quem passa e pode fazer toda a diferença na decisão de compra.

Conversamos com Wity Prado, consultora de moda e estilo, sobre vitrinismo e reunimos dicas muito valiosas para que você possa montar vitrines bonitas, chamativas e criativas, tudo isso sem gastar muito. Vamos lá?

O que é o vitrinismo?

O vitrinismo faz parte do marketing de varejo e é uma estratégia que visa transformar os produtos expostos em objetos de desejo, além de construir a imagem da loja com base na identidade da marca e público-alvo do empreendimento.

No vitrinismo são utilizadas técnicas de composição estética, além de levar em consideração o comportamento do consumidor. O objetivo é atrair a atenção de quem passa diante da loja e, consequentemente, ampliar o volume de vendas.

Antes de montar a vitrine

“A primeira coisa é entender que a vitrine é SUA PRIMEIRA VENDEDORA FÍSICA: sendo assim, não a trate como parte comum, ela pode ser capaz de despertar desejo, emoções, lembranças, dar vontade de entrar, de consumir, de conhecer e até de morar nela. Explore e invista na sua vendedora. Vale lembrar que suas mídias sociais também são vitrines, só que virtuais e que o mundo é digital”, lembra Wity.

A consultora deu algumas dicas do que levar em consideração antes de começar a montar a sua vitrine, confira:

  • Possui fluxo de pedestres ou de automóveis: caso seja de automóveis, não adianta colocar miudezas, precisa de uma boa iluminação ou de algo que chame a atenção, que seja de fácil identificação do olhar, são milésimos de segundos. Caso seja próximo a um semáforo, aí você ganha um tempo extra de observação;
  • Qual a direção de maior fluxo (exemplo = da direita para esquerda): o caminho que o olhar faz também conta bastante, pois ela pode ser montada pensando nisso e às vezes até direcionada;
  • Quantidade de produtos expostos: querer expor variedade é legal, mas não precisa colocar metade da loja na vitrine, porque assim não desperta vontade de entrar e muitas vezes dispersa o olhar com mais facilidade, pois não se sabe pra onde olhar primeiro;
  • Fundo da vitrine: vitrines que não possuem fundo, o fundo é o visual da loja, acabam por misturar as imagens ao olhar, se a loja for bem iluminada, organizada, pode ser que não atrapalhe; do contrário, irá causar poluição visual;
  • Iluminação: é preciso enxergar o que está exposto e, mais ainda, valorizar o que está expondo. Para isso, uma boa iluminação é imprescindível, pois é capaz de criar clima para este ambiente e dar ênfase a algum produto específico ou um contexto;
  • Planejamento é fundamental: Pensar e planejar as vitrines do ano com antecedência, seja trimestral, semestral ou anual, é a melhor coisa. Deixar pra última hora pode fazer com que o gasto seja maior, a criatividade às vezes menor por conta da pressa, ou até correr o risco de não elaborar nada;
  • Não é preciso rios de dinheiros para ter vitrines criativas, elaboradas e de alta periodicidade: Existem materiais acessíveis e baratos, além de ideias na internet que são simples de fazer. Fuja do óbvio para se destacar, vale o esforço de pesquisar e arriscar ou pensar em investir num profissional que faça.

Vitrinismo temático

Quando o assunto são datas comemorativas no comércio, logo de cara já se começa a pensar em como montar uma vitrine que seja bonita, chamativa e que conquiste a atenção dos potenciais clientes.

A consultora de moda, Wity Prado, explica que para montar uma vitrine temática você pensa não apenas nos elementos mais óbvios que representam a data, mas nos sentimentos e sensações que ela traz.

“E independentemente da data, também pense de acordo com seu orçamento designado para isso e tente elaborar algo atrativo, criativo e que seja reutilizável para uma outra possível vitrine. Essas dicas valem não só para as datas comemorativas padrões, mas qualquer outra data de comemoração que tenha coerência com a sua empresa. Como por exemplo, o aniversário da loja, troca de coleção, novidades internas como reforma/reinauguração, etc”, finaliza.

Materiais acessíveis

Nas imagens de referências você pode ver algumas das opções de materiais reutilizáveis que podem ser utilizados na montagem da sua vitrine. Segundo Wity há uma infinidade de objetos, como, por exemplo “caixote de feira, pneus, cordas, painel de compensado, reutilização de portas, escadas, dobraduras de papel, recortes de papelão, fios ou retalhos”, enumera.

Retomando as atividades

Caso a prefeitura do seu município já tenha liberado, sua empresa precisa estar preparada para voltar às atividades presenciais. Clique aqui para conhecer as consultorias gratuitas do Sebrae e dê atenção à segurança de clientes e colaboradores antes de abrir as portas.

A vitrine é o primeiro ponto de contato do cliente com a sua marca. Além de atrair, ela deve valorizar os seus produtos e reforçar a imagem da sua empresa. Uma vitrine bem montada encanta os olhos de quem passa e pode fazer toda a diferença na decisão de compra.

Conversamos com Wity Prado, consultora de moda e estilo, sobre vitrinismo e reunimos dicas muito valiosas para que você possa montar vitrines bonitas, chamativas e criativas, tudo isso sem gastar muito. Vamos lá?

O que é o vitrinismo?

O vitrinismo faz parte do marketing de varejo e é uma estratégia que visa transformar os produtos expostos em objetos de desejo, além de construir a imagem da loja com base na identidade da marca e público-alvo do empreendimento.

No vitrinismo são utilizadas técnicas de composição estética, além de levar em consideração o comportamento do consumidor. O objetivo é atrair a atenção de quem passa diante da loja e, consequentemente, ampliar o volume de vendas.

Antes de montar a vitrine

“A primeira coisa é entender que a vitrine é SUA PRIMEIRA VENDEDORA FÍSICA: sendo assim, não a trate como parte comum, ela pode ser capaz de despertar desejo, emoções, lembranças, dar vontade de entrar, de consumir, de conhecer e até de morar nela. Explore e invista na sua vendedora. Vale lembrar que suas mídias sociais também são vitrines, só que virtuais e que o mundo é digital”, lembra Wity.

A consultora deu algumas dicas do que levar em consideração antes de começar a montar a sua vitrine, confira:

  • Possui fluxo de pedestres ou de automóveis: caso seja de automóveis, não adianta colocar miudezas, precisa de uma boa iluminação ou de algo que chame a atenção, que seja de fácil identificação do olhar, são milésimos de segundos. Caso seja próximo a um semáforo, aí você ganha um tempo extra de observação;
  • Qual a direção de maior fluxo (exemplo = da direita para esquerda): o caminho que o olhar faz também conta bastante, pois ela pode ser montada pensando nisso e às vezes até direcionada;
  • Quantidade de produtos expostos: querer expor variedade é legal, mas não precisa colocar metade da loja na vitrine, porque assim não desperta vontade de entrar e muitas vezes dispersa o olhar com mais facilidade, pois não se sabe pra onde olhar primeiro;
  • Fundo da vitrine: vitrines que não possuem fundo, o fundo é o visual da loja, acabam por misturar as imagens ao olhar, se a loja for bem iluminada, organizada, pode ser que não atrapalhe; do contrário, irá causar poluição visual;
  • Iluminação: é preciso enxergar o que está exposto e, mais ainda, valorizar o que está expondo. Para isso, uma boa iluminação é imprescindível, pois é capaz de criar clima para este ambiente e dar ênfase a algum produto específico ou um contexto;
  • Planejamento é fundamental: Pensar e planejar as vitrines do ano com antecedência, seja trimestral, semestral ou anual, é a melhor coisa. Deixar pra última hora pode fazer com que o gasto seja maior, a criatividade às vezes menor por conta da pressa, ou até correr o risco de não elaborar nada;
  • Não é preciso rios de dinheiros para ter vitrines criativas, elaboradas e de alta periodicidade: Existem materiais acessíveis e baratos, além de ideias na internet que são simples de fazer. Fuja do óbvio para se destacar, vale o esforço de pesquisar e arriscar ou pensar em investir num profissional que faça.

Vitrinismo temático

Quando o assunto são datas comemorativas no comércio, logo de cara já se começa a pensar em como montar uma vitrine que seja bonita, chamativa e que conquiste a atenção dos potenciais clientes.

A consultora de moda, Wity Prado, explica que para montar uma vitrine temática você pensa não apenas nos elementos mais óbvios que representam a data, mas nos sentimentos e sensações que ela traz.

“E independentemente da data, também pense de acordo com seu orçamento designado para isso e tente elaborar algo atrativo, criativo e que seja reutilizável para uma outra possível vitrine. Essas dicas valem não só para as datas comemorativas padrões, mas qualquer outra data de comemoração que tenha coerência com a sua empresa. Como por exemplo, o aniversário da loja, troca de coleção, novidades internas como reforma/reinauguração, etc”, finaliza.

Materiais acessíveis

Nas imagens de referências você pode ver algumas das opções de materiais reutilizáveis que podem ser utilizados na montagem da sua vitrine. Segundo Wity há uma infinidade de objetos, como, por exemplo “caixote de feira, pneus, cordas, painel de compensado, reutilização de portas, escadas, dobraduras de papel, recortes de papelão, fios ou retalhos”, enumera.

Retomando as atividades

Caso a prefeitura do seu município já tenha liberado, sua empresa precisa estar preparada para voltar às atividades presenciais. Clique aqui para conhecer as consultorias gratuitas do Sebrae e dê atenção à segurança de clientes e colaboradores antes de abrir as portas.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário