Planejamento Estratégico

09 abril, 2021 • Planejamento Estratégico

Como organizar e validar minhas ideias?

Quem atua na área de inovação sabe o quanto trabalhar as ideias é importante. É a partir delas que nascem grandes projetos, com potencial enorme. Mas é fundamental que, dentro deste processo, seja possível organizá-las e classificá-las para que sejam validadas e tocadas adiante. Mas como fazer isso? Como trabalhar ideias e saber qual priorizar? Essas são algumas das maiores dúvidas sobre o tema.

Janaína Mansilha, analista técnica do Sebrae, afirma que é preciso analisar as opções e entender qual tem mais a ver com você: “Trazendo para o ambiente de negócios, se você tem três ideias que considera boas, mas está em dúvida em qual delas se dedicar, eu recomendo que você eleja a que você tenha mais afinidade e interesse, e que se conecte mais com seu propósito de vida, e comece a pesquisar mais a respeito.” Além disso, tão importante quanto pesquisar sobre sua ideia é conversar com pessoas de diferentes tipos de ambientes, experiências e posicionamentos. “Isso enriquece nossa visão de mundo e comportamento humano”, comenta.

Empreendedora pensando como organizar e validar ideias

Busque por orientação

“Uma característica de uma pessoa empreendedora é a capacidade que ela tem de ver oportunidades onde muita gente não consegue enxergá-las, e mais: de criar espaços, ter a mente voltada a novos projetos e iniciativas. Essa pessoa pode ser funcionário em uma empresa ou ter um negócio próprio e, independente da situação, estará sempre em busca de fazer o novo, fazer melhor e fazer o que ninguém está fazendo, porque isso a motiva, a impulsiona e a desafia”, salienta Janaína.

A grande sacada para quem tem esse perfil é conseguir organizar e validar ideias para concretizá-las. Por isso a importância de se munir de orientação e mentorias. Elas é que impulsionam estas ideias e, como resultado, levam além. A especialista acredita que não existe uma má ideia, mas sim uma ideia que não foi executada. Sem colocá-la em prática, não será possível saber quais os resultados e se realmente são eficazes ou não. “É com esse pensamento que os mentores de negócios orientam seus mentorados e os incentivam a colocar em prática seus projetos”, diz.

 

Organizar e validar sua ideia: entenda o passo a passo!

Segundo a especialista, é preciso levantar as hipóteses da sua ideia antes de tudo. “Hipóteses são as afirmações, as crenças que você tem a respeito dessa ideia que te fazem julgá-la uma boa ideia. Sabe quando alguém te pergunta por que você acha que essa é uma boa ideia? A resposta ou respostas que você dá são suas hipóteses. Quem vai dizer se elas são reais é aquele que vai pagar pelo seu produto ou serviço. Você pode ter várias hipóteses e será conversando com o seu potencial cliente que irá saber se são reais. Você pode fazer um roteiro de perguntas e aplicar pessoalmente ou em formulários eletrônicos, por exemplo. Essa mesma lógica serve para validar os atributos do seu produto, serviço, canais de distribuição e outros”, explica.

“Depois disso, crie um MVP – Mínimo Produto Viável ou protótipo do seu produto ou serviço para saber se de fato o seu cliente vai comprá-lo. Usando como exemplo o nicho de alimentação saudável, teste o formato do serviço, se será marmita, delivery, a embalagem, o custo e tente vender para as pessoas. Quem comprou? Quantos compraram? Como foi a experiência do meu cliente? Quais esforços tive para rodar a lógica completa do meu negócio?”, conclui Janaína. Para entender mais sobre esse processo de validação e prototipagem, consulte o Sebrae ou o Living Lab MS.

 

Encontre ferramentas que te auxiliem a trabalhar ideias

O Sebrae tem muitas ferramentas que auxiliam o empreendedor a organizar e validar ideias: em primeiro lugar, temos a plataforma Radar Sebrae, que é uma ferramenta gratuita onde se pode buscar dados de mercado, tendências de negócios, perfil socioeconômico da população por região e outras informações que podem ajudar a sinalizar entre as suas ideias qual tem hoje um mercado consumidor potencial. Em segundo lugar, temos o Oraculli, um aplicativo de mentorias virtuais, com sessões de 1h por videochamadas, gratuitas ou pagas, com mentores de todo o país, com diferentes expertises.

O Canvas on-line ajuda a organizar e visualizar o modelo de negócio. Para empresas e produtos inovadores, há programas com jornadas 100% digitais e gratuitas que o Living Lab MS (laboratório de inovação do Sebrae) oferta para todo o país e auxiliam nesse processo. Além destes, oferecidos pelo Sebrae, existem outros espaços virtuais onde é possível discutir e fomentar o tema. O Clubhouse, por exemplo, é um aplicativo para debates e conversas por áudio em grupos temáticos. Lá você pode conversar com mentores e pessoas que possuem vivência em determinadas áreas, e ter uma troca rica sobre isso. Experimente e encontre a plataforma que mais combina com você!

 

Fuja das ciladas!

Você se preparou para organizar e validar ideias de uma forma eficaz! Por fim, preste atenção às maiores ciladas que todo futuro empreendedor enfrenta e evite-as:

  • Apaixonar-se pela ideia de negócio partindo apenas da crença de que tudo vai dar certo;
  • Não buscar entender sobre o mercado em que pretende atuar;
  • Não validar sua ideia/hipóteses com muitos clientes em potencial ;
  • Investir todo recurso financeiro na concretização da ideia sem antes prototipar;
  • Não buscar ajuda de mentores, especialistas, cursos e empresas como o SEBRAE, que apoiam a jornada empreendedora.

Agora é só colocar em prática! Aproveite para acessar os conteúdos especiais que o Sebrae preparou para complementar seu estudo:

Como validar minha ideia e construir um Modelo de Negócio? (Videoaula + Template de Canvas)

Quem atua na área de inovação sabe o quanto trabalhar as ideias é importante. É a partir delas que nascem grandes projetos, com potencial enorme. Mas é fundamental que, dentro deste processo, seja possível organizá-las e classificá-las para que sejam validadas e tocadas adiante. Mas como fazer isso? Como trabalhar ideias e saber qual priorizar? Essas são algumas das maiores dúvidas sobre o tema.

Janaína Mansilha, analista técnica do Sebrae, afirma que é preciso analisar as opções e entender qual tem mais a ver com você: “Trazendo para o ambiente de negócios, se você tem três ideias que considera boas, mas está em dúvida em qual delas se dedicar, eu recomendo que você eleja a que você tenha mais afinidade e interesse, e que se conecte mais com seu propósito de vida, e comece a pesquisar mais a respeito.” Além disso, tão importante quanto pesquisar sobre sua ideia é conversar com pessoas de diferentes tipos de ambientes, experiências e posicionamentos. “Isso enriquece nossa visão de mundo e comportamento humano”, comenta.

Empreendedora pensando como organizar e validar ideias

Busque por orientação

“Uma característica de uma pessoa empreendedora é a capacidade que ela tem de ver oportunidades onde muita gente não consegue enxergá-las, e mais: de criar espaços, ter a mente voltada a novos projetos e iniciativas. Essa pessoa pode ser funcionário em uma empresa ou ter um negócio próprio e, independente da situação, estará sempre em busca de fazer o novo, fazer melhor e fazer o que ninguém está fazendo, porque isso a motiva, a impulsiona e a desafia”, salienta Janaína.

A grande sacada para quem tem esse perfil é conseguir organizar e validar ideias para concretizá-las. Por isso a importância de se munir de orientação e mentorias. Elas é que impulsionam estas ideias e, como resultado, levam além. A especialista acredita que não existe uma má ideia, mas sim uma ideia que não foi executada. Sem colocá-la em prática, não será possível saber quais os resultados e se realmente são eficazes ou não. “É com esse pensamento que os mentores de negócios orientam seus mentorados e os incentivam a colocar em prática seus projetos”, diz.

 

Organizar e validar sua ideia: entenda o passo a passo!

Segundo a especialista, é preciso levantar as hipóteses da sua ideia antes de tudo. “Hipóteses são as afirmações, as crenças que você tem a respeito dessa ideia que te fazem julgá-la uma boa ideia. Sabe quando alguém te pergunta por que você acha que essa é uma boa ideia? A resposta ou respostas que você dá são suas hipóteses. Quem vai dizer se elas são reais é aquele que vai pagar pelo seu produto ou serviço. Você pode ter várias hipóteses e será conversando com o seu potencial cliente que irá saber se são reais. Você pode fazer um roteiro de perguntas e aplicar pessoalmente ou em formulários eletrônicos, por exemplo. Essa mesma lógica serve para validar os atributos do seu produto, serviço, canais de distribuição e outros”, explica.

“Depois disso, crie um MVP – Mínimo Produto Viável ou protótipo do seu produto ou serviço para saber se de fato o seu cliente vai comprá-lo. Usando como exemplo o nicho de alimentação saudável, teste o formato do serviço, se será marmita, delivery, a embalagem, o custo e tente vender para as pessoas. Quem comprou? Quantos compraram? Como foi a experiência do meu cliente? Quais esforços tive para rodar a lógica completa do meu negócio?”, conclui Janaína. Para entender mais sobre esse processo de validação e prototipagem, consulte o Sebrae ou o Living Lab MS.

 

Encontre ferramentas que te auxiliem a trabalhar ideias

O Sebrae tem muitas ferramentas que auxiliam o empreendedor a organizar e validar ideias: em primeiro lugar, temos a plataforma Radar Sebrae, que é uma ferramenta gratuita onde se pode buscar dados de mercado, tendências de negócios, perfil socioeconômico da população por região e outras informações que podem ajudar a sinalizar entre as suas ideias qual tem hoje um mercado consumidor potencial. Em segundo lugar, temos o Oraculli, um aplicativo de mentorias virtuais, com sessões de 1h por videochamadas, gratuitas ou pagas, com mentores de todo o país, com diferentes expertises.

O Canvas on-line ajuda a organizar e visualizar o modelo de negócio. Para empresas e produtos inovadores, há programas com jornadas 100% digitais e gratuitas que o Living Lab MS (laboratório de inovação do Sebrae) oferta para todo o país e auxiliam nesse processo. Além destes, oferecidos pelo Sebrae, existem outros espaços virtuais onde é possível discutir e fomentar o tema. O Clubhouse, por exemplo, é um aplicativo para debates e conversas por áudio em grupos temáticos. Lá você pode conversar com mentores e pessoas que possuem vivência em determinadas áreas, e ter uma troca rica sobre isso. Experimente e encontre a plataforma que mais combina com você!

 

Fuja das ciladas!

Você se preparou para organizar e validar ideias de uma forma eficaz! Por fim, preste atenção às maiores ciladas que todo futuro empreendedor enfrenta e evite-as:

  • Apaixonar-se pela ideia de negócio partindo apenas da crença de que tudo vai dar certo;
  • Não buscar entender sobre o mercado em que pretende atuar;
  • Não validar sua ideia/hipóteses com muitos clientes em potencial ;
  • Investir todo recurso financeiro na concretização da ideia sem antes prototipar;
  • Não buscar ajuda de mentores, especialistas, cursos e empresas como o SEBRAE, que apoiam a jornada empreendedora.

Agora é só colocar em prática! Aproveite para acessar os conteúdos especiais que o Sebrae preparou para complementar seu estudo:

Como validar minha ideia e construir um Modelo de Negócio? (Videoaula + Template de Canvas)


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário