Dicas de Empreendedorismo

27 maio, 2019 • Dicas de Empreendedorismo

Como gerar novas oportunidades para todos no próprio município?

Diversificar os negócios é uma conhecida estratégia para manter a saúde econômica, principalmente quando falamos de macro economias. Por isso, cidades, estados e países têm buscado abrir novos mercados e possibilidades de negócios para seus empreendedores. Se antes era muito bom ser a “cidade do leite”, hoje, é melhor ser a cidade do leite, do porco, do algodão e etc. Afinal, reconhecemos que ter oportunidades para todos é essencial para o desenvolvimento.

Como as economias se fortalecem em escalas – do empreendedor para o município, para o estado e sequencialmente – é importante que cada uma destas esferas encontre suas potencialidades. Um município, por exemplo, precisa ter conhecimento pleno sobre seus principais eixos econômicos para estimular e fortalecer as oportunidades que seus empreendedores precisam e abrir espaço para que grandes investidores e indústrias se instalem na cidade.

Por isso, por meio do programa Cidade Empreendedora, o Sebrae tem como uma das principais entregas aos municípios participantes um diagnóstico completo, que resulta no Mapa de Oportunidades.

Como identificamos um eixo econômico?

> Levantamento de todos os segmentos econômicos.

> Comparativo entre a base de dados do município com os dados das lideranças.

> Classificação de relevância dos setores.

> Definição dos eixos econômicos condutores da economia.

“A metodologia utilizada para definir um eixo prioritário chama-se Matriz de Relevância, que fundamenta-se em dados para definir os eixos econômicos prioritários”, afirma Volmir  Meneguzzo, consultor do Sebrae. Em Mato Grosso do Sul, o processo do Mapa de Oportunidades ajudou Sidrolândia a conhecer seus 14 nichos principais de negócios e entender como rentabilizá-los melhor. O município captou uma grande indústria justamente por ter esse diagnóstico em mãos.

Elaine Brito, secretária de desenvolvimento econômico e turismo de Sidrolândia, afirma que o mapa feito pelo Sebrae/MS tem ajudado a apresentar o município para diferentes tipos de empreendimentos, projetos e convênios.

“Foi quase um ano de estudo detalhado sobre o nosso município e o resultado foi um diagnóstico perfeito, um verdadeiro raio-x da nossa realidade. Esses dados têm nos ajudado e apoiado na tomada de decisão em relação a investimentos, destinação de verba, políticas públicas e muito mais”, explica Elaine.

Por ter o diagnóstico do Mapa de Oportunidades pronto, o município conseguiu atrair um grande investimento: foi contemplado com a unidade de produção de suínos para abate da Cooperalfa, que já tem na cidade uma unidade de recebimento e armazenagem de grãos em funcionamento, e deve implantar a nova unidade em até 10 anos. O projeto prevê investimento na ordem de R$ 200 milhões e deve gerar de cerca de 480 empregos, sendo 120 diretos e 360 indiretos, absorvidos pelos prestadores de serviços.

Municípios interessados em aprimorar seu ambiente econômico ou que buscam soluções de desenvolvimento de negócios, encontram no Sebrae o programa Cidade Empreendedora, que analisa todas suas particularidades para um levantamento de cenários e um plano de desenvolvimento econômico.

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário