Dicas de Empreendedorismo

Como se preparar para enfrentar o “furacão” de contas do início do ano

contas1O empresário Helker Correa Martins, que tem uma loja de calçados nas Moreninhas, em Campo Grande, desenvolveu uma estratégia para amenizar a ressaca de vendas do início do ano: tentar aumentar a entrada de dinheiro em novembro e dezembro e cortar gastos. “Diminuo as despesas e faço promoções pra facilitar pro cliente comprar à vista”, conta, no esforço de se capitalizar para as contas de janeiro e fevereiro, época de redução do movimento.

Na região central da Capital, outro empresário, André Moretto, dono de uma loja de roupas, faz do planejamento constante um escudo para se defender do fantasma que ronda o comércio todo o início de ano. “Meu planejamento é contínuo. Não faço só no fim do ano. É o tempo todo”, conta, explicando que tem como rotina o controle frequente do fluxo de caixa. “A gente compra mais ou faz uma liquidação conforme o caixa”, detalha.

As preocupações de Helker e André são as mesmas de todo comerciante em relação ao  furação do início do ano”, segundo definição do consultor credenciado pelo Sebrae/MS, Luís Antônio Ferreira Caetano. “É muito difícil não se preocupar com as tormentas ocorridas após um furacão de gastos que geralmente ocorrem no final do ano”, afirma Caetano. Ele lembra que, em janeiro e fevereiro, “o volume de vendas cai e os gastos com tributos e encargos aumentam”.

André Moretto, dono da loja Via 14, afirma que realiza planejamento constante

André Moretto, dono da loja Via 14, afirma que realiza planejamento constante

Planejar com larga antecedência é o caminho apontado pelo consultor para sair ileso. “O melhor remédio para tais sintomas sempre será a prevenção através de um bom planejamento logo no início do ano, pois se já sabemos que teremos, no fim do ano, um volume de gastos maior com o aumento dos estoques de produtos e matérias primas, além de 13º salários de funcionários, férias, bonificações, impostos entre outros, por que não nos prepararmos desde o início do ano?”, argumenta.

Dicas

A pedido do Conexão Sebrae, Caetano listou as seguintes dicas para o empresário minimizar os problemas de início de ano. Confira:

– Utilize, de forma correta, as informações gerencias que já possui em função do histórico da empresa. Analise o volume de vendas ocorrido em anos anteriores respeitando suas sazonalidades para que possa planejar melhor suas compras, eliminando estoques de produtos com pouca saída no período. Assim, você evita a quebra de caixa resultante do capital parado em estoque.

– Calcule o valor que excede aos gastos normais no final do ano. Em seguida, divida esse valor por 12. O resultado deverá ser depositado mês a mês em uma conta investimento ou poupança, pois quando chegar ao início do ano seguinte, você terá uma reserva suficiente para suprir os gastos nesse período.

– Converse com seu contador sobre a melhor forma de recolher seus impostos, pois janeiro é o mês em que as empresas devem planejar e escolher o meio mais econômico de pagar os tributos durante o ano.

– Todo o capital imobilizado com a estrutura da empresa – incluindo imóvel, veículos, móveis, máquinas e equipamentos – sofre depreciação com o tempo de uso. Trata-se de uma despesa fixa sem desembolso de caixa, capaz de abater o lucro para o pagamento de um imposto menor. Consulte seu contador e planeje uma reserva mensal baseada no valor dessa depreciação. Assim, no futuro, você estará preparado para substituir itens velhos imobilizados por itens novos.

– Evite os empréstimos constantes para a busca de capital de giro, pois isso poderá prejudicar a saúde financeira da empresa, principalmente se essa alternativa for provocada por má gestão dos recursos da empresa e não pela falta de clientes.

– Para o maior movimento no início do ano, recomendamos uma análise acurada no histórico de vendas, observando quais produtos tiveram baixo giro nos estoques. Em seguida, utilize as ferramentas de vendas promocionais para a queima desses estoques. Com isso você poderá renovar seus estoques por produtos de melhor aceitação pelo mercado.

– Pesquise a satisfação de seus clientes com seus produtos e serviços, analisando suas necessidades e desejos. A partir daí focalize suas ações de marketing e vendas para esse público.

Conexão Sebrae, ed. 67
Osvaldo Passos Pereira Júnior

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.







Um Comentário

  1. Alexsandro disse:

    Ufa…. sinto 18 tpos de medos só de pensar nas contas do inicio do ano…
    Boas dicas, obrigado!




Deixe seu Comentário