Dicas de Empreendedorismo

Currículo é o anúncio que vende um produto muito especial: você

Candidatos a uma vaga de emprego devem optar pelo bom senso na hora de preparar o currículo.

Podemos dizer que um bom currículo é um verdadeiro trampolim. É nele que você lista o seu histórico escolar e profissional para conquistar o emprego dos sonhos.

Um currículo caprichado pode fazer a diferença pela forma de apresentação das informações, que segue uma lógica e um padrão; o que não impede algumas adaptações para vender melhor o perfil do candidato, que está prestes a participar de uma entrevista de emprego.

Mas se você é daqueles que acham que fazer um currículo é sentar diante do computador e escrever tudo o que fez, está enganado. Pra começar, pense em quem vai receber o seu currículo; ele tem que ser atraente o suficiente para que a pessoa tenha vontade de ler até o final. Facilitar algumas perguntas do contratante ou recrutador é a principal função dessa ferramenta antiga, de nome latino, que ainda preocupa muita gente. Fazer um bom currículo exige clareza, originalidade, coerência, sem falar no conteúdo.

De acordo com Max Gehringer, escritor de diversos livros sobre o mundo empresarial, o currículo não é uma autobiografia. Não adianta ficar enchendo páginas e páginas para tentar impressionar, afinal, tamanho não é documento, mas o conteúdo sim.

A Internet, por exemplo, trouxe os portais de cadastro de currículos onde se congregam vagas e candidatos. E dependendo da área e do porte da empresa, o e-mail institui o envio eletrônico desses currículos para facilitar o contato. Sem dúvida nenhuma, desfrutar desse meio nesses casos é muito mais rápido e seguro.

Atualmente quem procura ferramentas que disponibilizem a criação de um perfil profissional na Web pode se cadastrar no LinkedIn. Sua principal proposta é permitir que profissionais de diferentes áreas criem seus currículos, e o utilize para, além de buscar um emprego, amplie sua rede de contatos. Além do LinkedIn existe outro aplicativo chamado de “Re.Vu”, que permite criar uma simples página para mostrar de maneira diferente seu perfil profissional, através de gráficos.

Vale ressaltar que uma folha de papel é capaz de comandar o seu destino. Portanto, preste atenção. Comece elaborando o seu currículo pela sua identificação, colocando seu nome completo, endereço, telefone, e-mail e principalmente sua idade. A partir daí você trabalha em cima do objetivo, que vem a ser o que você esta buscando, seja uma vaga específica ou uma área em particular; depois preencha a sua qualificação; a sua formação escolar e acadêmica, não se esquecendo dos idiomas. Suas experiências profissionais vêm logo em seguida.

Ao final do seu currículo não se rotule, nem coloque os seus adjetivos. O melhor a fazer é finalizar com atividades extracurriculares, como um trabalho voluntário, um intercâmbio ou um curso complementar. E fique atento a correção ortográfica e gramatical, pois, os erros de português são imperdoáveis. Uma ou duas folhas são o limite; utilize o tamanho 11 ou 12, nas fontes Arial ou Times New Roman e sempre na cor preta. Os tópicos podem ser colocados em letras maiúsculas ou negrito. Não faça desenhos, nem enfeites. A pretensão salarial é colocada apenas se o anúncio da vaga pedir. Também não há necessidade de foto e referência profissional.

Achou muito difícil? Pois bem, realmente criar um currículo não é fácil, sobretudo para quem não tem experiência. Como um estudante, por exemplo, que busca uma oportunidade de estágio, pode montar um currículo interessante? Como ele pode driblar a ausência de experiências profissionais e, ainda assim, mostrar-se interessante o suficiente a ponto de ser contratado por uma empresa?

Claudia Marcondes, psicóloga da Consultoria Agirh, revela que o estudante deve colocar em um currículo todos os cursos que vem fazendo no decorrer da sua vida. Curso de línguas, informática, etc. “Para ser contratado por uma empresa e com um currículo com ausência de experiência, o estudante deve preocupar-se com sua postura comportamental. Esse é o diferencial”.

Outra dica para essa questão é a seguinte: Se você estiver buscando o primeiro emprego, valorize o segundo tópico do currículo que vem a ser o “Objetivo”.  Dê um destaque especial aos seus melhores trabalhos e projetos; mas não revele tudo na folha de papel. Deixe algumas questões para serem discutidas na hora da entrevista.

Hoje em dia, onde as empresas estão cada vez mais exigentes para realizar uma contratação, se faz necessária uma valorização também maior no seu currículo. Isso principalmente para quem almeja cargos de gestão que requerem uma visão estratégica. Portanto, tome nota! Ressalte seus pontos positivos, responda ao que lhe foi perguntado, não minta e esteja bem informado sobre a empresa e o cargo desejado. Obedecendo a essas regras, você conquistará pontos na hora da decisão.

Estação Sebrae On-line Ed.73
Sylvia Simocelli

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário