Dicas de Empreendedorismo

Dicas para ser efetivado no emprego temporário: saiba como se destacar neste final de ano

Fim de ano é sempre a mesma coisa. A tendência de muita gente é prometer a si mesmo que vai fazer uma revolução na vida no ano seguinte. E por que não começar essa revolução com um emprego novo? Conquistar um espaço no mercado de trabalho por meio de uma vaga temporária nesse final de ano pode ser uma boa oportunidade para o funcionário chamar a atenção do chefe e conquistar o tão sonhado emprego fixo.

Mas é importante lembrar que quem quer trabalhar neste período não pode deixar para entregar o currículo apenas no mês de dezembro. O corre-corre por um vaga de emprego temporário começa cedo. Alguns especialistas pontuam que nos meses que antecedem os festejos de fim de ano, o mercado de trabalho abre novas oportunidades para quem busca uma colocação. Eles revelam que mesmo você não tendo experiência, você tem chances de conseguir uma vaga. Portanto, não desanime!

Vale ressaltar que é importante o funcionário marcar presença durante o tempo em que está atuando no emprego temporário, pois assim, pode vir a ser lembrado em uma futura oportunidade. Há casos em que esse funcionário que se destaca acaba também substituindo um antigo empregado que não estava correspondendo mais às expectativas.

A psicóloga Claudia Marcondes explica que aquele funcionário que sonha em transformar seu trabalho temporário em fixo deve mostrar no dia a dia interesse e motivação pelo trabalho. “O interesse deve ser demonstrado no conhecimento da empresa, no produto e, principalmente no cliente. A motivação é demonstrada na disponibilidade em fazer da melhor forma aquilo que lhe foi proposto”.

Claudia pontua ainda que trabalhar é investir também na sua competência comportamental e para isso é necessário ficar atento a todas as orientações que foram dadas no treinamento. Os recém-formados que procuram uma oportunidade devem prestar atenção no mercado, no sentido de atualizar-se em relação a ele. “Procurar saber qual setor investe em vagas temporárias e quais são as empresas que trabalham com esse tipo de contratação. Manter-se atualizado em relação à qualificação profissional participando de cursos, eventos e leituras, ajudam bastante”, afirma.

Mas também é preciso cautela. Quando falamos em demonstrar interesse não quer dizer que você deva ficar expondo sua vontade de ficar na empresa a todo o momento, mas ser prestativo e dedicado a aprender tudo o que puder sobre aquele trabalho conta muitos pontos. Assim como, ser comunicativo e se dar bem com a equipe. Nada de intrigas! Conhecer pessoas, mostrar que está lá para ajudar e que quer aprender o máximo com elas é fundamental. Esse entrosamento é essencial para você se dar bem na empresa e, com certeza, essas pessoas têm muito a te ensinar e ajudar.

Chegar sempre no horário e respeitar os intervalos para o almoço faz toda a diferença. E de maneira alguma, faça “corpo mole”. Isso é inadmissível em qualquer lugar e, pode ter certeza, no seu emprego temporário não será diferente. Seguindo essas regras, se dedicando e mostrando que está feliz nesse trabalho você terá grandes chances de conseguir à tão esperada efetivação.

E lembre-se – Empresas e organizações sabem muito bem quais são as exigências da lei que assegura os direitos a esses trabalhadores temporários, portanto, peça o seu registro, a jornada de trabalho, horas extras, férias proporcional e descanso semanal remunerado. Tudo isso é válido, até porque a lei determina que esse tipo de contratação ocorra por meio de uma empresa de mão de obra temporária.

Estação Sebrae On-line
Sylvia Simocelli

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.







Comentários

  1. Rui Ludovino disse:

    trabalho temporario é um dor de cabeça, mas acho que se formos bons profissionais não teremos problemas em ficar efectivo

  2. André Coelho disse:

    Isso mesmo, Rui!

    Obrigado por comentar e acompanhar nosso blog!

    Abraço,

    André Coelho
    Unidade de Comunicação
    Sebrae/MS

  3. Carlos Eduardo disse:

    Como agir quando um funcionário já efetivo faz armações para prejudicar um temporário chegando até a constranger este?




Deixe seu Comentário