Dicas de Empreendedorismo

Inovação é essencial para produtores rurais

Paulo César Rezende de Carvalho

No momento em que o produtor rural sul-mato-grossense faz a transição para se tornar um empreendedor do agronegócio, a inovação assume um papel fundamental para garantir a sustentabilidade da ‘empresa’, segundo o gerente da Unidade de Acesso à Mercado e Serviços Financeiros do Sebrae Nacional e ex-gerente da unidade de Agronegócios,  Paulo César Rezende de Carvalho Alvim*.

Nesta entrevista ao Conexão Sebrae/MS ele aponta que mais que assegurar a permanência no mercado, inovar para o assentado, o agricultor familiar, o pequeno e o médio produtor, é sempre a certeza de uma porta aberta, ou melhor, uma porteira aberta para os novos negócios.

Conexão Sebrae/MS – O que significa inovar para o agronegócio?
Paulo Alvim – A questão da inovação é algo que não diz respeito apenas à indústria, mas a qualquer atividade econômica. O mercado exige a inovação no processo produtivo, a utilização de novas técnicas para ampliar e qualificar essa produção. Temos um exemplo muito claro disso, quando o produtor deixa de trabalhar com uma variedade de milho para utilizer outra, que é mais adequada ao clima e ao tipo de solo que ele tem na propriedade e vai ter uma produtividade melhor.

Então está aperfeiçoando o modo de produção, está inovando. Além disso, inovar sempre abre a perspectiva de novos negócios para o produtor rural. Inovar no campo significa fazer diferente, e quem faz isso se destaca.

Como conscientizar o produtor rural para o fato de que se ele não inovar vai acabar ficando fora do mercado?
Paulo Alvim – No agronegócio funciona muito o que nós chamamos da ‘Teoria do Compadre’. O produtor rural precisa ver que determinada prática ou técnica está dando certo com o seu vizinho, o compadre da história, para que ele também se interesse por levar isso para a propriedade dele. Só que às vezes, esse produtor não sabe que ele pode fazer isso ou que precisa fazer para manter sua competitividade no mercado.

Como a entidade trabalha essa questão?
Paulo Alvim – Na maioria das vezes o produtor sabe que precisa de auxílio mas não consegue identificar exatamente em que aspecto, então, o papel do Sebrae e também de outras instituições que também fazem esse tipo de trabalho, é ajudá-lo a identificar suas necessidades e apontar que com medidas simples ou até somente com mudança de postura é possível atender estas demandas.

O investimento em inovação no agronegócio é alto?
Paulo Alvim – Inovar envolve risco. Não somente financeiro, mas mercadológico também. Em algumas situações um produto em que se apostava muito não tem aceitação prevista no mercado. Então o produtor, quando decide investir em inovação tem de estar consciente destes riscos, mas também não deve ter receio, porque em um ambiente altamente competitivo, como é o agronegócio, ele precisa constantemente aperfeiçoar seu modo de produção, para se garantir e expandir sua atuação no mercado.

Quais as macrotendências em âmbito mundial no agronegócio e que podem ser trazidas ou incentivadas no Brasil?
Paulo Alvim – Em âmbito mundial está se discutindo muito a questão da produção agroecológica e dos produtos orgânicos. Então esse é um segmento do agronegócio que deve despertar ainda mais interesse nos próximos anos e que tem um grande mercado consumidor.

Outra atividade, que sempre tem um público ávido por novidades, é o do cultivo de flores, com o desenvolvimento de novas variedades e de cores diferentes.

Qual orientação o senhor deixa para os produtores rurais que querem investir em inovação?
Paulo Alvim – Pesquisem muito. Busquem informações, orientação, conhecimento antes, para que tenham ao seu dispor a maior quantidade possível de dados no momento de tomarem suas decisões.


* Alvim é engenheiro, especialista em gestão de ciência, tecnologia e inovação em inteligência competitiva. Mestre em Ciência da Informação. Possui experiência pública e privada em inovação, desenvolvimento da produção, pequenos negócios e informação de interesse empresarial. Experiência acadêmica em gestão de empreendedorismo e inovação.

Crédito foto: Anderson Viegas

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.







Um Comentário

  1. Ótima matéria. a inovação na globalização está intimamente ligada a competitividade! ou seja, para um empreendedor 1 hora é uma eternidade!




Deixe seu Comentário