Dicas de Empreendedorismo

O natal já começou para quem é empreendedor

Para os empresários do varejo de confecções, tão importante quanto o momento eleitoral deste outubro é lembrar que dezembro se aproxima, e com ele virá o tão esperado movimento de final de ano.

Passe a acompanhar, a partir de agora, as costumeiras previsões de vendas natalinas. Aposto que a partir de novembro, as previsões não serão otimistas, e os especialistas, magos do mercado, prenunciarão “vendas inferiores às do ano anterior”. Ao chegar o mês de dezembro, dirão até mesmo que “o comércio não acredita que as vendas venham a ser boas neste Natal”. Aposto também que o fato mais interessante será que, quando o Natal passar, o empresário que tiver sido ousado, ágil, flexível e competente perceberá, como em todos os anos, que o Natal foi muito bom.

Aliás, como sempre é para empreendedores que atuam com dinamismo em seu mercado! O hábito de dar um presente sempre foi cultivado, desde a nossa infância e, mesmo com o resultado das eleições, a alta do dólar, o aumento de combustíveis, o aumento da taxa Selic ou cor da roupa do Papai Noel, nada indica, pelo menos para mim, que este ano seja diferente.

Então o que fazer em sua loja para não desperdiçar esta valiosa oportunidade? Pegue, agora mesmo, papel e lápis e responda a algumas perguntas que poderão lhe ajudar. Para respondê-las de forma adequada, você precisa apenas dos conhecimentos que tem de seu negócio!

– a qual linha de artigos você dará destaque neste Natal?
– quem fornecerá estes artigos, e qual a grade (tamanho e quantidade) a ser adquirida?
– você está a par das tendências para estas linhas, e da compatibilidade com seu público alvo?
– quando você vai colocar os artigos novos na loja para aproveitar o efeito “novidade”?
– qual será a localização destes itens de destaque no interior da loja, a fim de despertar a atenção da clientela potencial?
– que embalagem será utilizada para valorizar os produtos comercializados?
– já planejou o fornecedor de embalagens, bem como as quantidades e prazos de entrega?
– se a decoração cria o clima natalino, como será a decoração interna, vitrines e displays?
– e o pessoal extra a ser contratado? Serão necessários balconistas, embaladores, entregadores, etc.? Vai treiná-los, ou vai arriscar pegar alguém só interessado em fazer um “biquinho” de Natal, sem nenhum compromisso com seu negócio?

Pare um momento, reflita sobre o fato de o Natal ser responsável por mais de 30% do faturamento anual em nosso segmento. Perceba a oportunidade que este fato oferece a seu negócio. Pessoal, ainda dá tempo! Mãos à obra! Natal, uma palavra de cinco letras. Que tal uma dica começando com cada uma dessas letras? Vamos lá!
– Não deixe escapar a oportunidade para realizar bons negócios. Planeje bem as compras e os estoques, sem descuidar do fluxo de caixa da empresa.
– Atenção redobrada a tudo que estimula as vendas de Natal: novidades, tendências, decoração e vitrines!
– Tenha artigos compatíveis com sua clientela. Atenção à qualidade exigida pelos clientes, e ao preço praticado pela concorrência!
– Analise os desejos de consumo de sua clientela, por meio de pesquisas de mercado junto a seu público-alvo. Crie condições seguras e favoráveis para que os clientes possam adquirir o que desejam, mesmo não tendo todo o dinheiro naquele momento.
– Lembre-se que o espírito faz o Natal. Você, juntamente com sua equipe, o fará. Sejam encantadores, e encantem seus clientes.

Que outubro já comece a ensejar um Feliz Natal!

Autor: Reinaldo Messias, consultor – Sebrae/SP

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário