Dicas de Empreendedorismo

07 maio, 2009 • Dicas de Empreendedorismo

Profissão: Empreendedor

ImagemConsultor recomenda reflexão antes da decisão de montar negócio. Perfil do empresário inclui persistência e capacidade de correr riscos
Abrir uma padaria, uma banca de jornais, um restaurante. Quem tem ou já teve esse tipo de sonho – e pensa em entrar para o universo de 16,5 milhões de empreendedores do país, entre formais e informais – pode aumentar suas chances de sucesso avaliando, antes de tomar qualquer decisão, o seu próprio perfil.
Segundo especialistas no assunto, embora não exista uma receita que defina o que é ser empreendedor, uma série de estudos indica características que acabam sendo comuns a essas pessoas.


Para o consultor de orientação empresarial do Sebrae-SP Renato Fonseca de Andrade, é importante observar essas características comuns entre os empreendedores e tentar perceber até que ponto elas estão presentes no seu perfil.

“É claro que existem muitas variáveis a considerar, como a experiência de trabalho, a região de origem da pessoa, o nível de educação e até a cultura familiar. Ninguém tem uma receita pronta. Mas é possível trabalhar com algumas referências”, completa o consultor.

Qualidades
Tomando como base estudos difundidos nos EUA, Canadá e no Brasil, várias características de empreendedorismo se repetem, explica Fonseca.

“Há variações e. diferenças em cada modelo de estudo. Ainda assim, é possível idealizar o empreendedor como um indivíduo dinâmico, que identifica oportunidades de negócio, atento ao mundo, disposto a correr riscos. Também costuma ser criativo, persistente, auto-confiante, realizador e participante de redes de relações sociais”, resume.
Outro exercício prático para quem deseja saber se tem perfil empreendedor, destaca Andrade, é colocar-se no lugar de alguém que tenha obtido sucesso nos negócios. E perguntar-se que tipo de atitudes e sentimentos teria na mesma posição dessa pessoa.
“Pode ser algum amigo, vizinho ou conhecido. que tenha conseguido bons resultados à frente de uma empresa, de preferência no ramo em que a pessoa gostaria de atuar”, orienta. Andrade faz questão de destacar que ninguém precisa ser Super-Homem para empreender. “Muitos podem fazer isso. Mas o caminho será mais fácil para quem tomar a decisão de forma consciente. E, em seguida, se preparar muito para as dificuldades e a grande concorrência do mercado” afirma o consultor.

Plano de negócios amplia as chances de sucesso
Além de refletir sobre suas características de comportamento antes de se decidir a abrir um negócio, o candidato a empresário precisa ter claro que precisará de muito preparo para enfrentar o dia-a-dia e a concorrência do mercado.
O consultor Renato Fonseca de Andrade destaca que uma ferramenta que ajudará muito o empreendedor a organizar as informações e a tomar decisões com maior consciência é o plano de negócios. Trata-se, diz o consultor, de uma forma de registrar o aprendizado dele em relação aos pontos-chave do empreendimento.
“Um bom plano, que identifique corretamente a oportunidade de negócio e como viabilizá-lo, é importantíssimo. Mas o empreendedor deve ter clareza de que não é o plano que levará ao sucesso, mas a sua tomada de decisão em relação às questões centrais relativas ao negócio, que deverão estar registradas no seu plano”, alerta o especialista.

Pesquisa
A maioria das pessoas que busca orientação nos balcões do Sebrae já chega decidida a montar a empresa e, muitas vezes, já escolheu até o ramo de negócio.
No último levantamento desse tipo, feito com uma amostra de quase mil pessoas físicas em 97, uma fatia de 76% já havia tomado a decisão de ser empresária. Desse total, 79 % tinham escolhido sua futura atividade, com destaque para empresas de comércio e serviços em geral, restaurantes, bares, lanchonetes e lojas de calçado e vestuário. Uma fatia de 44 % estava buscando pela primeira vez os serviços e a orientação nos balcões do Sebrae.
O perfil dessas pessoas era variado, mas com preponderância de gente com idade de 30 a 39 anos, com curso colegial completo a superior incompleto, pertencentes às classes sociais Bl, B2 e C.
Cerca de 35 % delas estavam empregadas; dessas, um terço era de funcionários públicos e dois terços do setor privado. Outros 28% da amostra total eram autônomos atrás do sonho de serem donos de seu próprio negócio.

Serviço
Mais informações e orientação nos escritórios Sebrae-SP ou 0800780202.
Consulte ainda www.sebraesp.com.br em “Abrindo seu Negócio”
10 Características do Empreendedor
1- Busca de oportunidades e iniciativa.
2- Correr riscos calculados
3- Exigência de qualidade e eficiência
4- Busca de informações
5- Persistência
6- Comprometimento
7- Estabelecimento de Metas
8- Persuasão e rede de contatos
9- Planejamento e monitoramento sistemáticos
10- Independência e autoconfiança

 

 

Fonte: DIÁRIO DE SÃO PAULO
Autor: Sandra Motta

ImagemConsultor recomenda reflexão antes da decisão de montar negócio. Perfil do empresário inclui persistência e capacidade de correr riscos
Abrir uma padaria, uma banca de jornais, um restaurante. Quem tem ou já teve esse tipo de sonho – e pensa em entrar para o universo de 16,5 milhões de empreendedores do país, entre formais e informais – pode aumentar suas chances de sucesso avaliando, antes de tomar qualquer decisão, o seu próprio perfil.
Segundo especialistas no assunto, embora não exista uma receita que defina o que é ser empreendedor, uma série de estudos indica características que acabam sendo comuns a essas pessoas.


Para o consultor de orientação empresarial do Sebrae-SP Renato Fonseca de Andrade, é importante observar essas características comuns entre os empreendedores e tentar perceber até que ponto elas estão presentes no seu perfil.

“É claro que existem muitas variáveis a considerar, como a experiência de trabalho, a região de origem da pessoa, o nível de educação e até a cultura familiar. Ninguém tem uma receita pronta. Mas é possível trabalhar com algumas referências”, completa o consultor.

Qualidades
Tomando como base estudos difundidos nos EUA, Canadá e no Brasil, várias características de empreendedorismo se repetem, explica Fonseca.

“Há variações e. diferenças em cada modelo de estudo. Ainda assim, é possível idealizar o empreendedor como um indivíduo dinâmico, que identifica oportunidades de negócio, atento ao mundo, disposto a correr riscos. Também costuma ser criativo, persistente, auto-confiante, realizador e participante de redes de relações sociais”, resume.
Outro exercício prático para quem deseja saber se tem perfil empreendedor, destaca Andrade, é colocar-se no lugar de alguém que tenha obtido sucesso nos negócios. E perguntar-se que tipo de atitudes e sentimentos teria na mesma posição dessa pessoa.
“Pode ser algum amigo, vizinho ou conhecido. que tenha conseguido bons resultados à frente de uma empresa, de preferência no ramo em que a pessoa gostaria de atuar”, orienta. Andrade faz questão de destacar que ninguém precisa ser Super-Homem para empreender. “Muitos podem fazer isso. Mas o caminho será mais fácil para quem tomar a decisão de forma consciente. E, em seguida, se preparar muito para as dificuldades e a grande concorrência do mercado” afirma o consultor.

Plano de negócios amplia as chances de sucesso
Além de refletir sobre suas características de comportamento antes de se decidir a abrir um negócio, o candidato a empresário precisa ter claro que precisará de muito preparo para enfrentar o dia-a-dia e a concorrência do mercado.
O consultor Renato Fonseca de Andrade destaca que uma ferramenta que ajudará muito o empreendedor a organizar as informações e a tomar decisões com maior consciência é o plano de negócios. Trata-se, diz o consultor, de uma forma de registrar o aprendizado dele em relação aos pontos-chave do empreendimento.
“Um bom plano, que identifique corretamente a oportunidade de negócio e como viabilizá-lo, é importantíssimo. Mas o empreendedor deve ter clareza de que não é o plano que levará ao sucesso, mas a sua tomada de decisão em relação às questões centrais relativas ao negócio, que deverão estar registradas no seu plano”, alerta o especialista.

Pesquisa
A maioria das pessoas que busca orientação nos balcões do Sebrae já chega decidida a montar a empresa e, muitas vezes, já escolheu até o ramo de negócio.
No último levantamento desse tipo, feito com uma amostra de quase mil pessoas físicas em 97, uma fatia de 76% já havia tomado a decisão de ser empresária. Desse total, 79 % tinham escolhido sua futura atividade, com destaque para empresas de comércio e serviços em geral, restaurantes, bares, lanchonetes e lojas de calçado e vestuário. Uma fatia de 44 % estava buscando pela primeira vez os serviços e a orientação nos balcões do Sebrae.
O perfil dessas pessoas era variado, mas com preponderância de gente com idade de 30 a 39 anos, com curso colegial completo a superior incompleto, pertencentes às classes sociais Bl, B2 e C.
Cerca de 35 % delas estavam empregadas; dessas, um terço era de funcionários públicos e dois terços do setor privado. Outros 28% da amostra total eram autônomos atrás do sonho de serem donos de seu próprio negócio.

Serviço
Mais informações e orientação nos escritórios Sebrae-SP ou 0800780202.
Consulte ainda www.sebraesp.com.br em “Abrindo seu Negócio”
10 Características do Empreendedor
1- Busca de oportunidades e iniciativa.
2- Correr riscos calculados
3- Exigência de qualidade e eficiência
4- Busca de informações
5- Persistência
6- Comprometimento
7- Estabelecimento de Metas
8- Persuasão e rede de contatos
9- Planejamento e monitoramento sistemáticos
10- Independência e autoconfiança

 

 

Fonte: DIÁRIO DE SÃO PAULO
Autor: Sandra Motta


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário