Empreendedorismo

Projeto de vida

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os defeitos, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.” Fernando Pessoa.

As pessoas passam todo o tempo tomando decisões. Fazer ou não fazer? Tentar ou não tentar? Somente para aqueles indivíduos que possuem um forte espírito empreendedor, a vida é vivida intensamente em vez de postergá-la. Se você se encontra entediado e não aguenta mais a rotina de seu tabalho, daquele emprego chato, tá na hora de virar o jogo. Vivendo e aprendendo a lição, praticando o passo passo para se reinventar, e fugir dos grupos daquelas pessoas que vivem economizando tudo para no final apenas descobrir que a vida já passou.

1º passo: A DEFINIÇÃO.

Este é o primeiro passo que explica de um maneira geral a receita do Projeto de Vida, quais são os seus fundamentos, os caminhos, objetivos, estratégias e metas pessoais.

A maioria das pessoas nunca sabe exatamente o que quer da vida. Comece respondendo às seguintes perguntas: “ O que eu quero”? “Quais são os meus objetivos para 6 meses, dois anos, ou 5 anos”. “ o que me empolga fazer? “ qual é a minha paixão”? Empreendedores são aqueles que fazem as coisas acontecer, então vai, o que você está esperando? Todos fazemos promessas a nós mesmos, mas não há felicidade sem ação, a visão sem ação é só um sonho.

2º passo: A ELIMINAÇÃO.

Quando você faz? Como gerencia o seu tempo para aumentar a sua produtividade em 100% ou 200% ? Os objetivos não são os mesmos para empregados e empreendedores. Para os empregados, o aumento da produtividade está na capacidade de aumentar seu poder de negociar em busca de dois objetivos: conseguir aumentos e um acordo de trabalho com melhor qualidade e crescimento profissional. Para o empreendedor, dono de seu negócio, o objetivo é diferente, passa a ser reduzir a quantidade de trabalho ao mesmo tempo que as receitas aumentam, e isso é possível através da Automação, da Terceirização, ou da Delegação eficaz. Trabalhe no piloto automático aprendendo as regras da terceirização. Você somente será eficaz se puder fazer as coisas necessárias para deixá-lo mais perto de seus objetivos. O que devo delegar?

A regra de ouro é “ elimine antes de delegar”. Eliminar tudo que é desnecessário. É como você usar seu assistente pessoal para alavancar um processo certinho, bem refinado, e isso vai multiplicar a produção e gerar bons resultados. Mas se o processo nasce ineficiente, a delegação multiplica os problemas.

3º. Passo: A MOBILIDADE.

É o rompimento de laços afetivos, perder o medo da vida, de realizar os seus sonhos. É a busca pela liberação, escapando de coisas que o prendem a um único lugar. O princípio da mobilidade diz prá você não esperar que o barco afunde, deixando escapar uma grande oportunidade da sua vida, que nunca mais volta atrás. É preciso evitar lançar raízes. As raízes são capazes de inibir seus movimentos. Se você fez investimentos em negócios que não deu certo, não se deixe apanhar por sentimentos de lealdade e saudade. Jamais se apegue a coisas, somente a pessoas.

4º. Passo: A OPORTUNIDADE.

Como encontrar a Vaca Leiteira? Onde está a grande oportunidade de sua vida? Empreendedores bem sucedidos escolhem um nicho de mercado alcançável. Primeiro você encontra um mercado, depois define quem são seus clientes, e então tenta desenvolver um produto para eles. É mais lucrativo investir e identificar grupos de pessoas que compram as mesmas coisas. Nicho… Nicho…Nicho…. Pois é, mas se você acredita que todo mundo é seu cliente, ninguém é seu cliente. A criação de um produto novo ou de um mercado novo é mais lucrativo, quando se tem menos concorrente e o mercado ainda está no oceano azul, de poucos competidores. Mas se você prefere investir na revenda de produtos, este pode ser o caminho mais fácil, mas também é o menos lucrativo, e também o primeiro a se extinguir por conta da acirrada concorrência de outros vendedores. Você está no oceano vermelho, cheio de competidores.

Prof. Rosival Moreira Fagundes
Palestrante e Consultor
Analista do Sebra/Ba
Fonte: http://www.sitedoempreendedor.com.br

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os defeitos, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.” Fernando Pessoa.

As pessoas passam todo o tempo tomando decisões. Fazer ou não fazer? Tentar ou não tentar? Somente para aqueles indivíduos que possuem um forte espírito empreendedor, a vida é vivida intensamente em vez de postergá-la. Se você se encontra entediado e não aguenta mais a rotina de seu tabalho, daquele emprego chato, tá na hora de virar o jogo. Vivendo e aprendendo a lição, praticando o passo passo para se reinventar, e fugir dos grupos daquelas pessoas que vivem economizando tudo para no final apenas descobrir que a vida já passou.

1º passo: A DEFINIÇÃO.

Este é o primeiro passo que explica de um maneira geral a receita do Projeto de Vida, quais são os seus fundamentos, os caminhos, objetivos, estratégias e metas pessoais.

A maioria das pessoas nunca sabe exatamente o que quer da vida. Comece respondendo às seguintes perguntas: “ O que eu quero”? “Quais são os meus objetivos para 6 meses, dois anos, ou 5 anos”. “ o que me empolga fazer? “ qual é a minha paixão”? Empreendedores são aqueles que fazem as coisas acontecer, então vai, o que você está esperando? Todos fazemos promessas a nós mesmos, mas não há felicidade sem ação, a visão sem ação é só um sonho.

2º passo: A ELIMINAÇÃO.

Quando você faz? Como gerencia o seu tempo para aumentar a sua produtividade em 100% ou 200% ? Os objetivos não são os mesmos para empregados e empreendedores. Para os empregados, o aumento da produtividade está na capacidade de aumentar seu poder de negociar em busca de dois objetivos: conseguir aumentos e um acordo de trabalho com melhor qualidade e crescimento profissional. Para o empreendedor, dono de seu negócio, o objetivo é diferente, passa a ser reduzir a quantidade de trabalho ao mesmo tempo que as receitas aumentam, e isso é possível através da Automação, da Terceirização, ou da Delegação eficaz. Trabalhe no piloto automático aprendendo as regras da terceirização. Você somente será eficaz se puder fazer as coisas necessárias para deixá-lo mais perto de seus objetivos. O que devo delegar?

A regra de ouro é “ elimine antes de delegar”. Eliminar tudo que é desnecessário. É como você usar seu assistente pessoal para alavancar um processo certinho, bem refinado, e isso vai multiplicar a produção e gerar bons resultados. Mas se o processo nasce ineficiente, a delegação multiplica os problemas.

3º. Passo: A MOBILIDADE.

É o rompimento de laços afetivos, perder o medo da vida, de realizar os seus sonhos. É a busca pela liberação, escapando de coisas que o prendem a um único lugar. O princípio da mobilidade diz prá você não esperar que o barco afunde, deixando escapar uma grande oportunidade da sua vida, que nunca mais volta atrás. É preciso evitar lançar raízes. As raízes são capazes de inibir seus movimentos. Se você fez investimentos em negócios que não deu certo, não se deixe apanhar por sentimentos de lealdade e saudade. Jamais se apegue a coisas, somente a pessoas.

4º. Passo: A OPORTUNIDADE.

Como encontrar a Vaca Leiteira? Onde está a grande oportunidade de sua vida? Empreendedores bem sucedidos escolhem um nicho de mercado alcançável. Primeiro você encontra um mercado, depois define quem são seus clientes, e então tenta desenvolver um produto para eles. É mais lucrativo investir e identificar grupos de pessoas que compram as mesmas coisas. Nicho… Nicho…Nicho…. Pois é, mas se você acredita que todo mundo é seu cliente, ninguém é seu cliente. A criação de um produto novo ou de um mercado novo é mais lucrativo, quando se tem menos concorrente e o mercado ainda está no oceano azul, de poucos competidores. Mas se você prefere investir na revenda de produtos, este pode ser o caminho mais fácil, mas também é o menos lucrativo, e também o primeiro a se extinguir por conta da acirrada concorrência de outros vendedores. Você está no oceano vermelho, cheio de competidores.

Prof. Rosival Moreira Fagundes
Palestrante e Consultor
Analista do Sebra/Ba
Fonte: http://www.sitedoempreendedor.com.br


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário