Dicas de Empreendedorismo

As empresas e a pequena relação com as mulheres

Ocupando 39% dos empregos formais de Mato Grosso do Sul, estas profissionais possuem 49% de todos os cargos de direção, chefia e magistrado, somando-se, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (Fonte: RAIS 2006).

Apesar disso, este grande número de trabalhadoras ainda representa um segmento de clientes pouquíssimo pensado pelas empresas de comércio e serviços. São consumidoras que tem como realidade um tempo livre cada vez menor, por isso preferem dedicá-lo à família e a si própria do que aos demais afazeres.

Observe: quantos e quais produtos e serviços são destinados a este público? A sua empresa, já pensou nas mulheres como consumidoras?

Dias atrás, uma fisioterapeuta me perguntou se abrir um consultório de fisioterapia seria rentável. Para que ela não seja apenas um consultório a mais no mercado, perguntei quais diferenciais pretendia oferecer para as mães que tivessem que fazer sessões de fisioterapia, se seria necessário recorrer a amigos e parentes ou poderia haver um consultório com berço e vídeo game para crianças.

É simples ter diferencial. Os investimentos, na maioria das vezes, são baixos e para inovar basta facilitar a vida deste público.

Apenas pense um pouquinho diferente. Homens, toda vez que forem pensar em um produto novo, mesmo que não seja especifico para o público feminino, o empresário deve ter em sua equipe pelo menos uma mulher. Desta forma haverá uma contribuição para a idéia sobre uma outra perspectiva. Pequenos ajustes podem provocar grande simpatia do consumo feminino.

Por exemplo, as lojas de calçados teriam que pensar onde as mulheres penduram as bolsas enquanto escolhem os sapatos. As empresas poderiam possuir fraldário. Os salões de cortes femininos, berços. Algumas empresas poderiam pensar na possibilidade de liberar a entrada de animais de estimação, o que já é uma prática comum em algumas cidades.

No caso das escolas e creches, poderiam enviar para as mães a imagem das crianças em tempo real – apenas com uma web cam e uso de programas gratuitos disponíveis hoje na internet. Em busca de oferecer soluções práticas e viáveis vários negócios como lavanderia, minimercado poderiam pensar em maneiras diferenciadas de atendimento, assim como as empresas de terceirização de serviço de limpeza deveriam criar e realizar uma boa divulgação dos seus serviços para os domicílios.

Para se ter novas idéias vale a pena realizar pesquisas na internet e conversar com parentes e amigos que moram nas grandes regiões do Brasil para saber as práticas inovadoras das empresas para atrair as consumidoras. Este tipo de pesquisa tem custo muito baixo e possibilidade de bons retornos.

Mulheres, não percam a esperança, torço para que as empresas dêem um pouco mais de atenção para as suas necessidades. Para isso, espero que tenham empresas que pensem diferente, aumentem a sua relação com o público feminino.

Marcilio Moreira é colaborador do Sebrae/MS, administrador de empresas e analista de mercado.

e-mail: marciliomoreira@gmail.com

Ocupando 39% dos empregos formais de Mato Grosso do Sul, estas profissionais possuem 49% de todos os cargos de direção, chefia e magistrado, somando-se, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (Fonte: RAIS 2006).

Apesar disso, este grande número de trabalhadoras ainda representa um segmento de clientes pouquíssimo pensado pelas empresas de comércio e serviços. São consumidoras que tem como realidade um tempo livre cada vez menor, por isso preferem dedicá-lo à família e a si própria do que aos demais afazeres.

Observe: quantos e quais produtos e serviços são destinados a este público? A sua empresa, já pensou nas mulheres como consumidoras?

Dias atrás, uma fisioterapeuta me perguntou se abrir um consultório de fisioterapia seria rentável. Para que ela não seja apenas um consultório a mais no mercado, perguntei quais diferenciais pretendia oferecer para as mães que tivessem que fazer sessões de fisioterapia, se seria necessário recorrer a amigos e parentes ou poderia haver um consultório com berço e vídeo game para crianças.

É simples ter diferencial. Os investimentos, na maioria das vezes, são baixos e para inovar basta facilitar a vida deste público.

Apenas pense um pouquinho diferente. Homens, toda vez que forem pensar em um produto novo, mesmo que não seja especifico para o público feminino, o empresário deve ter em sua equipe pelo menos uma mulher. Desta forma haverá uma contribuição para a idéia sobre uma outra perspectiva. Pequenos ajustes podem provocar grande simpatia do consumo feminino.

Por exemplo, as lojas de calçados teriam que pensar onde as mulheres penduram as bolsas enquanto escolhem os sapatos. As empresas poderiam possuir fraldário. Os salões de cortes femininos, berços. Algumas empresas poderiam pensar na possibilidade de liberar a entrada de animais de estimação, o que já é uma prática comum em algumas cidades.

No caso das escolas e creches, poderiam enviar para as mães a imagem das crianças em tempo real – apenas com uma web cam e uso de programas gratuitos disponíveis hoje na internet. Em busca de oferecer soluções práticas e viáveis vários negócios como lavanderia, minimercado poderiam pensar em maneiras diferenciadas de atendimento, assim como as empresas de terceirização de serviço de limpeza deveriam criar e realizar uma boa divulgação dos seus serviços para os domicílios.

Para se ter novas idéias vale a pena realizar pesquisas na internet e conversar com parentes e amigos que moram nas grandes regiões do Brasil para saber as práticas inovadoras das empresas para atrair as consumidoras. Este tipo de pesquisa tem custo muito baixo e possibilidade de bons retornos.

Mulheres, não percam a esperança, torço para que as empresas dêem um pouco mais de atenção para as suas necessidades. Para isso, espero que tenham empresas que pensem diferente, aumentem a sua relação com o público feminino.

Marcilio Moreira é colaborador do Sebrae/MS, administrador de empresas e analista de mercado.

e-mail: marciliomoreira@gmail.com


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário