Dicas de Empreendedorismo

21 março, 2017 • Dicas de Empreendedorismo

Logística reversa: o que é e como implantá-la em seu negócio

No ano de 2010 foi instituída no Brasil a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10), que tem como um de seus instrumentos a logística reversa. Apesar de o nome parecer confuso, o conceito da logística reversa é simples de entender, e não somente nós o explicamos abaixo como também iremos mostrar maneiras simples e eficazes de se implantar esse conceito em seu negócio.Apesar do nome confuso, a logística reversa é simples. Descubra o que é e quais são algumas das maneiras simples e eficazes de implantá-la no seu negócio.


A preocupação com o meio ambiente e o descarte correto de lixo não são mais problemas aos quais apenas os ecologistas dão importância. Com a questão ambiental tendo destaque cada vez maior nas mídias, hoje consumidores e empresários buscam produtos, serviços e até um estilo de vida cada vez menos nocivos para o ambiente.

Mas afinal, o que é logística reversa?

Segundo a Lei 12.305/10, a logística reversa é “instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”.

Ou seja, esse mecanismo faz com que o empresário tenha responsabilidade com o recolhimento do resíduo resultante de seu produto (geralmente sua embalagem) para que esse resíduo tenha um destino melhor do que o seu descarte em locais inadequados.

A quem a logística reversa beneficia?

A Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), em 2015, realizou um estudo e constatou que, em Mato Grosso do Sul, 59,9% do lixo coletado (cerca de 2,4 mil toneladas de lixo por dia) tem um descarte impróprio: vão parar em lixões ou em aterros controlados, sem nenhum tratamento para que o solo, o ar e os lençóis freáticos não sejam contaminados.

A logística reversa visa melhorar esse cenário, dando um melhor destino a boa parte do lixo produzido, melhorando a qualidade do meio ambiente, além de também dar a possibilidade de redução de custos, uma vez que as embalagens recolhidas podem ser recicladas e reaproveitadas.

Logística reversa e suas oportunidades

Com o conceito de logística reversa, o processo da reciclagem deixa de se tornar um processo opcional dentro do ciclo de um produto para fazer o papel de protagonista. Com isso, um novo nicho de mercado se abre: empresas que visam trabalhar com reciclagem podem encontrar na logística reversa uma ótima oportunidade de negócio.

Além disso, empresas que possuem uma abordagem mais sustentável saem na frente no processo. Talvez seja o momento de reavaliar a estratégia e o posicionamento de sua empresa em relação a questões ambientais, de modo a aumentar a competitividade, concorda?

Como aplicar a logística reversa na minha microempresa?

Existem diversos mecanismos simples que você pode utilizar para aplicar a logística reversa em seu negócio. Um exemplo de uma ação simples e efetiva é da grande marca canadense de maquiagens M.A.C. Com o programa “Back to M.A.C.”, a empresa fornece descontos e até produtos gratuitos de acordo com o número de embalagens vazias que os consumidores levam até suas lojas.

Ações simples como essa podem mudar a maneira que o cliente vê sua marca em relação ao seu posicionamento ambiental, e além de estar ajudando o meio ambiente, você estará conquistando sua clientela. Para mais ideias, sugestões ou suporte, procure um de nossos consultores.

Você aplica a logística reversa no seu negócio? Conte para a gente nos comentários!


Fontes:

 


Que bom tê-lo como leitor do blog do Sebrae MS!
Tem interesse em saber mais sobre as nossas consultorias?

Clique aqui!







Deixe seu Comentário