Empreendedorismo

Encontre a motivação dos seus colaboradores

A maioria dos funcionários mostra-se motivada e pró-ativa assim que é contratada, mas muitos perdem o ânimo após os primeiros seis meses de trabalho. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Escola de Negócios de Harvard, que especifica, inclusive, que a “culpa” não é dos funcionários, mas sim dos gestores.

Pensando nisso, ouvimos dois gestores de Campo Grande sobre comportamento e motivação. Conheça o ponto de vista desses profissionais e aplique da melhor maneira possível no seu ambiente de trabalho.

Elen Fabiana de Souza é psicóloga , coordenadora de Intermediação de Empregos do Mato Grosso do Sul, coordenadora do curso de gestão de  FCG, professora de comportamento organizacional, defende que: “Hoje a empresa não tem que se preocupar tanto com o que ela vai fazer para motivar, ela tem que se empenhar para não desmotivar. Os motivos estão dentro de cada funcionário, a ação é proporcionar as condições para que a pessoa busque o que ela já tem. Ninguém motiva, gestores movimentam pessoas para descobrir seus motivos e proporcionar esse encontro”.

Outro ponto importante levantado pela psicóloga é a equidade. “O gestor deve desenvolver a sensibilidade de manter o equilíbrio entre o que o colaborador faz e o que ele recebe de volta. Dentro de um setor público, por exemplo, como não há meios de aumentar o salário, a dica é fazer com que o colaborador se torne parte dos processos de decisão da empresa.”

Já para Glaucia Guerra, gestora de Recursos Humanos da Gráfica PEX, é preciso investir em cursos e outras formas de qualificar a equipe. “Os treinamentos sempre foram importantes ferramentas de crescimento do grupo. Empresa e colaboradores saem ganhando no processo, consequentemente o cliente terá uma equipe mais bem preparada para atendê-lo”.

Todas as iniciativas onde as pessoas são pensadas como peça fundamental, respeitando as suas opiniões e ideias, são sempre bem aproveitadas, explica a gestora. “Já pagamos por palestras/treinamentos que pouco envolveram o grupo. Isto significa que tempo e dinheiro foram investidos em ações com poucos resultados práticos, principalmente quando são generalizados, não atendendo especificamente as pessoas, nem a empresa. Um treinamento mal direcionado pode desestruturar uma equipe.”

Fonte: Estação Sebrae Online
Foto: Sebrae/MS

A maioria dos funcionários mostra-se motivada e pró-ativa assim que é contratada, mas muitos perdem o ânimo após os primeiros seis meses de trabalho. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Escola de Negócios de Harvard, que especifica, inclusive, que a “culpa” não é dos funcionários, mas sim dos gestores.

Pensando nisso, ouvimos dois gestores de Campo Grande sobre comportamento e motivação. Conheça o ponto de vista desses profissionais e aplique da melhor maneira possível no seu ambiente de trabalho.

Elen Fabiana de Souza é psicóloga , coordenadora de Intermediação de Empregos do Mato Grosso do Sul, coordenadora do curso de gestão de  FCG, professora de comportamento organizacional, defende que: “Hoje a empresa não tem que se preocupar tanto com o que ela vai fazer para motivar, ela tem que se empenhar para não desmotivar. Os motivos estão dentro de cada funcionário, a ação é proporcionar as condições para que a pessoa busque o que ela já tem. Ninguém motiva, gestores movimentam pessoas para descobrir seus motivos e proporcionar esse encontro”.

Outro ponto importante levantado pela psicóloga é a equidade. “O gestor deve desenvolver a sensibilidade de manter o equilíbrio entre o que o colaborador faz e o que ele recebe de volta. Dentro de um setor público, por exemplo, como não há meios de aumentar o salário, a dica é fazer com que o colaborador se torne parte dos processos de decisão da empresa.”

Já para Glaucia Guerra, gestora de Recursos Humanos da Gráfica PEX, é preciso investir em cursos e outras formas de qualificar a equipe. “Os treinamentos sempre foram importantes ferramentas de crescimento do grupo. Empresa e colaboradores saem ganhando no processo, consequentemente o cliente terá uma equipe mais bem preparada para atendê-lo”.

Todas as iniciativas onde as pessoas são pensadas como peça fundamental, respeitando as suas opiniões e ideias, são sempre bem aproveitadas, explica a gestora. “Já pagamos por palestras/treinamentos que pouco envolveram o grupo. Isto significa que tempo e dinheiro foram investidos em ações com poucos resultados práticos, principalmente quando são generalizados, não atendendo especificamente as pessoas, nem a empresa. Um treinamento mal direcionado pode desestruturar uma equipe.”

Fonte: Estação Sebrae Online
Foto: Sebrae/MS


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário


ankara escort çankaya escort ankara escort çankaya escort escort ankara çankaya escort escort bayan çankaya istanbul rus escort eryaman escort escort bayan ankara ankara escort kızılay escort istanbul escort ankara escort ankara rus escort escort çankaya ankara escort bayan istanbul rus Escort atasehir Escort beylikduzu Escort Ankara Escort malatya Escort kuşadası Escort gaziantep Escort izmir Escort