Empreendedorismo

15 janeiro, 2021 • Empreendedorismo

Não existe idade para empreender

O empreendedorismo pode surgir em vários momentos na vida de uma pessoa. Geralmente, quem encontra esse caminho parte de uma motivação de necessidade. Em outros casos, pode ser desenvolvido a partir de uma grande oportunidade. Já no caso de Davi Braga, o jovem investidor que segue em ascensão desde os 13 anos, pode-se dizer que foi plantado e cultivado durante toda a sua formação pessoal.

Mais importante do que entender em que momento o empreendedorismo pode se apresentar, é perceber a força que tem e as portas que é capaz de abrir, impactando as vidas que envolvem-se em cada projeto.

Para contar um pouco mais sobre sua história e incentivar a busca pelo comportamento empreendedor em pessoas das mais diversas idades, conversamos com Davi, o empresário que antes da maioridade viu sua fortuna alcançar patamares inimagináveis.

Davi fez uma retomada de sua história e deixou valiosas dicas para quem sonha em empreender, mas não sabe como ou por onde começar.

Confira!

Tudo começa pelo comportamento

Filho de pai investidor e mãe lojista, Davi, hoje com 18 anos, começou a empreender aos 13, e conta que sempre teve um comportamento voltado ao que, mais tarde, enxergaria como empreendedorismo. “Sempre tive o ímpeto de fazer acontecer, de criar negócios. Sempre fui criativo, perguntador, resolvedor de problemas. Essa atitude empreendedora é parte de quem eu sou”, explica.

Antes de criar sua empresa, Davi buscou de várias formas alcançar sua independência financeira e conta que, desde muito novo, começou vários negócios. Da venda de chicletes e cupcakes na escola até o material escolar, ele direcionou seu olhar para a demanda que percebia em sua volta e buscava supri-la, focado em solidificar sua renda. “Eu sempre curti ganhar dinheiro, fazer acontecer, explorar meu potencial, encontrar oportunidades e essas pequenas experiências me ensinaram muito sobre negócios”.

Explica, ainda, que por mais que pareçam simples, foram essas tentativas que tornaram-se a base do que, no futuro, o permitiria criar seu próprio negócio.

Educação empreendedora

A visão empreendedora faz parte da história de Davi desde seus princípios educacionais. Seus pais, que conforme conta, não o educaram com o comum sistema de “mesadas”, mas estimularam-no a seguir o caminho do empreendedorismo, apoiando-o desde muito cedo a buscar suas próprias fontes de renda.

Quando completou 12 anos, Davi teve a ideia do que, mais tarde, se tornaria a base de sua empresa. Observador, percebeu que a papelaria que sua mãe administrava, anualmente, recebia muitos pais que enfrentavam grandes dificuldades, principalmente de tempo, para efetuar a compra integral dos materiais escolares dos filhos.

Foi então que surgiu a List-it, uma startup de venda de material escolar on-line. De navegação intuitiva, a plataforma permitia que os pais acessassem, digitassem o Estado, escola e a série dos filhos, e os direcionava à lista completa e atualizada de material escolar. Para comprar, bastava selecionar o que não gostariam de incluir e finalizar a compra, que posteriormente receberiam em suas residências.

Foi a partir da fundação da List-it que Davi iniciou uma jornada de crescimento impactante. Com 14 anos, chegou a 10 cidades no Brasil. “Aprendi muito. Com 15 anos fui participar do Shark Tank em busca de investimento, e lá tive a exposição do meu negócio. Isso me ajudou a crescer ainda mais e expandir para outras cidades do Brasil”.

Explore a curiosidade

“O que me direcionou na minha jornada foi, principalmente, a curiosidade”. Quando questionado sobre as características fundamentais para quem deseja seguir os rumos do empreendedorismo, Davi acredita que a curiosidade tenha sido sua melhor aliada durante toda sua trajetória até aqui.

Davi

Para ele, sua vontade de crescer, descobrir e entender como tudo funcionava foi fundamental para desenvolver as demais habilidades que foi conquistando ao longo de sua trajetória. “É a característica mais importante que eu identifico na minha personalidade até hoje”.

Um olhar mais abrangente também é fundamental para quem deseja ir mais longe e alcançar todo seu potencial, principalmente quando o assunto é empreender. Davi explica que é fundamental que as pessoas enxerguem além de seus erros, percebendo cada oportunidade de aprendizado e crescimento que se apresenta. “Todos os erros que eu cometi foram fundamentais para que eu adquirisse aprendizados que, hoje, são importantes para mim”.

Por fim, deixa uma dica valiosa para quem está dando os primeiros passos no caminho do empreendedorismo. “Eu acredito muito em vontade! Quem tem vontade, tem tudo. Se você tem vontade de fazer acontecer, fome de conhecimento, vai entender quais são os caminhos que deve tomar para atingir seus objetivos”, finaliza.

O empreendedorismo pode surgir em vários momentos na vida de uma pessoa. Geralmente, quem encontra esse caminho parte de uma motivação de necessidade. Em outros casos, pode ser desenvolvido a partir de uma grande oportunidade. Já no caso de Davi Braga, o jovem investidor que segue em ascensão desde os 13 anos, pode-se dizer que foi plantado e cultivado durante toda a sua formação pessoal.

Mais importante do que entender em que momento o empreendedorismo pode se apresentar, é perceber a força que tem e as portas que é capaz de abrir, impactando as vidas que envolvem-se em cada projeto.

Para contar um pouco mais sobre sua história e incentivar a busca pelo comportamento empreendedor em pessoas das mais diversas idades, conversamos com Davi, o empresário que antes da maioridade viu sua fortuna alcançar patamares inimagináveis.

Davi fez uma retomada de sua história e deixou valiosas dicas para quem sonha em empreender, mas não sabe como ou por onde começar.

Confira!

Tudo começa pelo comportamento

Filho de pai investidor e mãe lojista, Davi, hoje com 18 anos, começou a empreender aos 13, e conta que sempre teve um comportamento voltado ao que, mais tarde, enxergaria como empreendedorismo. “Sempre tive o ímpeto de fazer acontecer, de criar negócios. Sempre fui criativo, perguntador, resolvedor de problemas. Essa atitude empreendedora é parte de quem eu sou”, explica.

Antes de criar sua empresa, Davi buscou de várias formas alcançar sua independência financeira e conta que, desde muito novo, começou vários negócios. Da venda de chicletes e cupcakes na escola até o material escolar, ele direcionou seu olhar para a demanda que percebia em sua volta e buscava supri-la, focado em solidificar sua renda. “Eu sempre curti ganhar dinheiro, fazer acontecer, explorar meu potencial, encontrar oportunidades e essas pequenas experiências me ensinaram muito sobre negócios”.

Explica, ainda, que por mais que pareçam simples, foram essas tentativas que tornaram-se a base do que, no futuro, o permitiria criar seu próprio negócio.

Educação empreendedora

A visão empreendedora faz parte da história de Davi desde seus princípios educacionais. Seus pais, que conforme conta, não o educaram com o comum sistema de “mesadas”, mas estimularam-no a seguir o caminho do empreendedorismo, apoiando-o desde muito cedo a buscar suas próprias fontes de renda.

Quando completou 12 anos, Davi teve a ideia do que, mais tarde, se tornaria a base de sua empresa. Observador, percebeu que a papelaria que sua mãe administrava, anualmente, recebia muitos pais que enfrentavam grandes dificuldades, principalmente de tempo, para efetuar a compra integral dos materiais escolares dos filhos.

Foi então que surgiu a List-it, uma startup de venda de material escolar on-line. De navegação intuitiva, a plataforma permitia que os pais acessassem, digitassem o Estado, escola e a série dos filhos, e os direcionava à lista completa e atualizada de material escolar. Para comprar, bastava selecionar o que não gostariam de incluir e finalizar a compra, que posteriormente receberiam em suas residências.

Foi a partir da fundação da List-it que Davi iniciou uma jornada de crescimento impactante. Com 14 anos, chegou a 10 cidades no Brasil. “Aprendi muito. Com 15 anos fui participar do Shark Tank em busca de investimento, e lá tive a exposição do meu negócio. Isso me ajudou a crescer ainda mais e expandir para outras cidades do Brasil”.

Explore a curiosidade

“O que me direcionou na minha jornada foi, principalmente, a curiosidade”. Quando questionado sobre as características fundamentais para quem deseja seguir os rumos do empreendedorismo, Davi acredita que a curiosidade tenha sido sua melhor aliada durante toda sua trajetória até aqui.

Davi

Para ele, sua vontade de crescer, descobrir e entender como tudo funcionava foi fundamental para desenvolver as demais habilidades que foi conquistando ao longo de sua trajetória. “É a característica mais importante que eu identifico na minha personalidade até hoje”.

Um olhar mais abrangente também é fundamental para quem deseja ir mais longe e alcançar todo seu potencial, principalmente quando o assunto é empreender. Davi explica que é fundamental que as pessoas enxerguem além de seus erros, percebendo cada oportunidade de aprendizado e crescimento que se apresenta. “Todos os erros que eu cometi foram fundamentais para que eu adquirisse aprendizados que, hoje, são importantes para mim”.

Por fim, deixa uma dica valiosa para quem está dando os primeiros passos no caminho do empreendedorismo. “Eu acredito muito em vontade! Quem tem vontade, tem tudo. Se você tem vontade de fazer acontecer, fome de conhecimento, vai entender quais são os caminhos que deve tomar para atingir seus objetivos”, finaliza.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário