Mercado e Vendas

18 outubro, 2017 • Mercado e Vendas

Black Friday: oportunidade de conquistar clientes e garantir vendas

Ideia importada do mercado varejista estado-unidense, a Black Friday já se consolidou no Brasil, sendo realizada desde 2010. A data já está marcada, neste ano, ela ocorre em 24 de novembro. A previsão é de que haja crescimento das vendas em relação ao ano passado, então, estar preparado é o melhor modo de garantir sucesso e muitas vendas. O período movimenta o comércio com promoções e descontos feitos para chamar a atenção do público.

Tanto o setor de e-commerce quanto as lojas físicas podem atrair e conquistar compradores. Neste caso, vale refletir sobre o que o seu comércio pode oferecer para fazer a diferença em um período no qual todos estão oferecendo preços mais baixos. Do atendimento ao pós-compra, tudo deve ser pensado com cuidado para garantir a melhor experiência.

Este também é um ótimo período para aliviar o estoque, oferecendo preços promocionais a produtos de difícil saída. De qualquer modo, um elemento é chave para o bom desempenho, garantindo o aumento das vendas durante o período: planejamento. Confira algumas dicas sobre como se planejar e evitar problemas.

Estoque

Pensando no aumento do fluxo de vendas, é importante estar preparado. Vale lembrar que é possível dar descontos maiores em produtos mais antigos. Aproveite a oportunidade para liquidar produtos que têm maior dificuldade de venda, dê uma geral em seu estoque, separe-os e coloque-os em lugares de destaque na loja. No entanto, tome cuidado! Dependendo do setor, produtos mais antigos podem se deteriorar e causar má impressão. Bom senso é fundamental.

Produtos desejados

Embora pareça conflitante com a dica anterior, é importante criar um equilíbrio. Produtos antigos podem ter descontos maiores, mas a grande maioria do público quer comprar os lançamentos com preços abaixo do mercado. Se o produto é novidade, você pode criar promoções-relâmpago, oferecendo um número limitado de produtos com descontos por certo período de tempo.Lembre-se de calcular bem a relação entre o volume de vendas e o tamanho do desconto para não sair perdendo.

Dia especial

Já reparou nas campanhas de marketing envolvendo a Black Friday? Todas procuram criar a imagem de que é um dia de festa e de oportunidades para o comprador. Então, invista na ideia. Técnicas de visual merchandising como disposição dos itens na loja, decoração especial e ampliação do horário de atendimento podem chamar a atenção, assim como degustação de produtos, brindes para compradores e atividades para crianças são diferenciais a serem explorados.

Logística e pós-venda

Não se torne estatística de problemas em entregas e atendimento ou suporte ao cliente depois da venda. Com o aumento do volume de vendas, lojas que realizam entregas de produtos devem se preparar para garantir que os prazos serão cumpridos. No caso do e-commerce, o valor do frete é um elemento a ser explorado. Quando possível, o frete grátis pode ser um fator crucial na decisão. Seja honesto com prazos, de acordo com a sua capacidade logística e prometa apenas o que pode cumprir. É importante deixar bem claro os detalhes sobre troca de produtos e outras questões que podem aparecer no pós-venda.

Equipe treinada

Com o aumento no volume de clientes, é importante garantir que os funcionários estejam preparados para atender as necessidades do público. Neste caso, agilidade no atendimento pode ser um diferencial, mas não se deve confundir isso com descaso com o cliente. Eficiência é a chave. Reúna-se com o os funcionários com antecedência, estabeleça metas e crie estratégias para motivá-los. É um dia importante para eles também.

Entenda a clientela

Embora muitos sejam atraídos por descontos, há quem prefira pagar mais para comprar em um ambiente mais calmo. Isso não significa que liquidações sejam proibidas, mas elas podem ser menos ostensivas. Se um dos valores de sua loja é garantir um atendimento individual, seguindo conceitos de “slow-shopping”, respeite essas características e tente se adequar para não desapontar o público. Há opções para todos os compradores e é importante garantir que elas existam.

Descontos reais

A maquiagem de preços tornou-se uma das características negativas da versão brasileira da Black Friday. Em vez de oferecer descontos reais, empresas inflam os preços nos dias que antecedem a data para baixá-los até o valor real dos produtos. Ser descoberto praticando esse tipo de ação pode ter um impacto negativo muito grande, então, valorize a transparência e a honestidade. Mesmo que os descontos que podem ser oferecidos sejam menores, eles serão recebidos da melhor maneira por seus clientes.

Fontes sobre a Black Friday:

http://revistapegn.globo.com/Administracao-de-empresas/noticia/2016/10/3-dicas-para-sua-empresa-faturar-na-black-friday.html

https://www.administradores.com.br/artigos/marketing/10-dicas-para-vender-mais-na-black-friday/98892/

https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/8-dicas-que-vao-ajudar-o-varejo-a-faturar-na-black-friday/

Ideia importada do mercado varejista estado-unidense, a Black Friday já se consolidou no Brasil, sendo realizada desde 2010. A data já está marcada, neste ano, ela ocorre em 24 de novembro. A previsão é de que haja crescimento das vendas em relação ao ano passado, então, estar preparado é o melhor modo de garantir sucesso e muitas vendas. O período movimenta o comércio com promoções e descontos feitos para chamar a atenção do público.

Tanto o setor de e-commerce quanto as lojas físicas podem atrair e conquistar compradores. Neste caso, vale refletir sobre o que o seu comércio pode oferecer para fazer a diferença em um período no qual todos estão oferecendo preços mais baixos. Do atendimento ao pós-compra, tudo deve ser pensado com cuidado para garantir a melhor experiência.

Este também é um ótimo período para aliviar o estoque, oferecendo preços promocionais a produtos de difícil saída. De qualquer modo, um elemento é chave para o bom desempenho, garantindo o aumento das vendas durante o período: planejamento. Confira algumas dicas sobre como se planejar e evitar problemas.

Estoque

Pensando no aumento do fluxo de vendas, é importante estar preparado. Vale lembrar que é possível dar descontos maiores em produtos mais antigos. Aproveite a oportunidade para liquidar produtos que têm maior dificuldade de venda, dê uma geral em seu estoque, separe-os e coloque-os em lugares de destaque na loja. No entanto, tome cuidado! Dependendo do setor, produtos mais antigos podem se deteriorar e causar má impressão. Bom senso é fundamental.

Produtos desejados

Embora pareça conflitante com a dica anterior, é importante criar um equilíbrio. Produtos antigos podem ter descontos maiores, mas a grande maioria do público quer comprar os lançamentos com preços abaixo do mercado. Se o produto é novidade, você pode criar promoções-relâmpago, oferecendo um número limitado de produtos com descontos por certo período de tempo.Lembre-se de calcular bem a relação entre o volume de vendas e o tamanho do desconto para não sair perdendo.

Dia especial

Já reparou nas campanhas de marketing envolvendo a Black Friday? Todas procuram criar a imagem de que é um dia de festa e de oportunidades para o comprador. Então, invista na ideia. Técnicas de visual merchandising como disposição dos itens na loja, decoração especial e ampliação do horário de atendimento podem chamar a atenção, assim como degustação de produtos, brindes para compradores e atividades para crianças são diferenciais a serem explorados.

Logística e pós-venda

Não se torne estatística de problemas em entregas e atendimento ou suporte ao cliente depois da venda. Com o aumento do volume de vendas, lojas que realizam entregas de produtos devem se preparar para garantir que os prazos serão cumpridos. No caso do e-commerce, o valor do frete é um elemento a ser explorado. Quando possível, o frete grátis pode ser um fator crucial na decisão. Seja honesto com prazos, de acordo com a sua capacidade logística e prometa apenas o que pode cumprir. É importante deixar bem claro os detalhes sobre troca de produtos e outras questões que podem aparecer no pós-venda.

Equipe treinada

Com o aumento no volume de clientes, é importante garantir que os funcionários estejam preparados para atender as necessidades do público. Neste caso, agilidade no atendimento pode ser um diferencial, mas não se deve confundir isso com descaso com o cliente. Eficiência é a chave. Reúna-se com o os funcionários com antecedência, estabeleça metas e crie estratégias para motivá-los. É um dia importante para eles também.

Entenda a clientela

Embora muitos sejam atraídos por descontos, há quem prefira pagar mais para comprar em um ambiente mais calmo. Isso não significa que liquidações sejam proibidas, mas elas podem ser menos ostensivas. Se um dos valores de sua loja é garantir um atendimento individual, seguindo conceitos de “slow-shopping”, respeite essas características e tente se adequar para não desapontar o público. Há opções para todos os compradores e é importante garantir que elas existam.

Descontos reais

A maquiagem de preços tornou-se uma das características negativas da versão brasileira da Black Friday. Em vez de oferecer descontos reais, empresas inflam os preços nos dias que antecedem a data para baixá-los até o valor real dos produtos. Ser descoberto praticando esse tipo de ação pode ter um impacto negativo muito grande, então, valorize a transparência e a honestidade. Mesmo que os descontos que podem ser oferecidos sejam menores, eles serão recebidos da melhor maneira por seus clientes.

Fontes sobre a Black Friday:

http://revistapegn.globo.com/Administracao-de-empresas/noticia/2016/10/3-dicas-para-sua-empresa-faturar-na-black-friday.html

https://www.administradores.com.br/artigos/marketing/10-dicas-para-vender-mais-na-black-friday/98892/

https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/8-dicas-que-vao-ajudar-o-varejo-a-faturar-na-black-friday/


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário