Mercado e Vendas

12 novembro, 2018 • Mercado e Vendas

Como dar descontos no final do ano sem ficar no prejuízo?

As vendas no final do ano tendem a aumentar, principalmente por conta de datas promocionais – como a Black Friday – e datas comemorativas, como o Natal. E para acompanhar as tendências do mercado, com o objetivo de ampliar as vendas, vários empreendedores entram no universo dos descontos, mas, muitas vezes, não sabem como aplicar as estratégias certas e acabam saindo no prejuízo.

Isso acontece porque a maioria dos micro e pequenos empreendedores desconhecem os números de lucro e prejuízo do próprio negócio ao longo do ano. Para o consultor de finanças, Werner Dreyer, o principal instrumento para uma boa estratégia de venda é fazer uma planilha com demonstrativo de resultados (DRE).

Esse relatório consegue apresentar as operações da sua empresa como receitas, custos, despesas, lucros e impostos em um determinado período de tempo. Por isso, é muito importante usá-lo em todos os meses do ano, para ter um controle financeiro do seu negócio.

Com uma boa base de DRE, você consegue saber se sua empresa pode dar descontos e entrar na onda da Black Friday, por exemplo. Assim que você tiver certeza que pode oferecer esse diferencial para os seus clientes, o próximo passo é saber precificar os seus produtos para fechar a conta em prejuízo e com cliente satisfeito.

Depois disso, é preciso saber quais as estratégias de marketing sua empresa pode usar nessas ações promocionais. Para Rodrigo Sleiman, analista técnico do Sebrae MS, como as datas da Black Friday, que este ano está marcada para o dia 23 de novembro, e do Natal são muito próximas e muitas pessoas antecipam as compras de final de ano durante a tão aguardada promoção norte-americana, é importante o empresário saber diferenciar bem as promoções para chamar a atenção dos seus clientes da maneira certa e consequentemente gerar mais vendas.

Black Friday

De origem norte-americana, a data é celebrada na quarta sexta-feira do mês de novembro e é popular por conta das suas significativas promoções. Essa tendência se espalhou pelos países e os descontos podem se entender por dois dias ou mais.

A Black Friday é vista pelos clientes como uma oportunidade. Por isso, sua empresa deve apelar no marketing para a compra por impulso, com caráter de urgência, já que a tendência do consumidor nesta data é comprar os produtos para si e não para presentar alguém.

A dica para os empreendedores nesta ação promocional é deixar de lado a ideia de buscar o lucro desenfreado e dar lugar ao grande fluxo de vendas. É importante fazer um cadastro desses clientes (atualizar os antigos e captar os novos), para que você consiga trabalhar o relacionamento com eles novamente.

Natal

Aqui a estratégia de marketing precisa ser mais espaçada, porque, a partir de novembro, os consumidores começam a pesquisar pelos melhores preços. E diferente da Black Friday, no Natal as pessoas compram produtos para presentear amigos ou parentes.

De acordo com a pesquisa do Google sobre as mudanças de consumo no Brasil em 2017, uma pessoa compra cerca de cinco presentes nessa época do ano. Por isso, a estratégia de venda deve ser feita pelo remarketing, onde os anúncios chegam para os clientes fidelizados, aqueles que já foram até a sua loja ou acessaram o seu site.

Por ser uma data comemorativa, o apelo da publicidade deve estar na celebração e união em família e não no prazer do consumo, como é feito na Black Friday.

E aí, curtiu o texto? Aproveite nossas dicas porque ainda dá tempo do seu negócio participar e lucrar muito na Black Friday. E já pode começar a pensar também nas estratégias para oferecer um diferencial para seus clientes no Natal.

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário