Marketing e Vendas

02 setembro, 2020 • Marketing e Vendas

Calendário sazonal: como criar um para a sua marca e manter as vendas durante a pandemia

Um bom planejamento é uma das maiores vantagens competitivas que você pode garantir para a sua empresa. Com ele, é possível identificar as melhores oportunidades relacionadas ao seu segmento e datas comemorativas, e, assim, preparar o seu estoque, equipe e preços para vender mais.

No entanto, desde março a pandemia do coronavírus tem afetado diretamente o consumo de serviços e produtos até nos períodos que geralmente apresentam altos índices de faturamento. De acordo com dados da empresa de análise de crédito Boa Vista, as vendas na Páscoa diminuíram 33% em relação a 2019. No Dia das Mães, um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo em parceria com a F360º registrou uma queda de 92,51% no fluxo de clientes em lojas físicas entre os dias 23 de março de 10 de maio.

Mesmo assim, 2020 ainda não acabou e conta com algumas ocasiões pela frente que devem ser trabalhadas para atrair mais clientes, como a chegada da Primavera, Dia das Crianças, Dia das Bruxas e Black Friday, por exemplo. Neste post separamos sete dicas para você se organizar e fechar mais negócios nos próximos meses. Continue lendo:

1. Crie um calendário sazonal

O primeiro passo da sua programação deve ser um mapeamento de datas para a criação de um calendário sazonal. Ele nada mais é do que um documento (em formato de texto ou calendário) que reúne as principais comemorações do ano de impacto para as suas vendas e pode ser preenchido mensal, trimestral ou anualmente.

Apesar de existirem diversos modelos pré-definidos disponíveis on-line ou para download gratuito, é importante conferir as informações e estruturar o seu da forma mais personalizada possível. Além das datas mais tradicionais para o comércio (Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday e Natal), vale a pena pesquisar também outros dias viáveis e relacionados com o que você promove. Exemplo: se você tem uma loja de instrumentos musicais, o Dia do Baterista (20 de setembro) pode ser comemorado de maneira lucrativa.

2. Determine o público-alvo

Não adianta ter algo bacana para comunicar se você não sabe ao certo com quem pretende falar. Por isso, analise quem são as pessoas que a sua marca se comunica (ou que tem interesse em atingir) e quais campanhas seriam mais adequadas para cada uma delas. Toda a identidade, linguagem e ações serão desenvolvidas a partir desta escolha.

3. Escolha o mix de produtos

Feito isso, é hora de selecionar quais produtos ou serviços serão ofertados. Eles devem atender às expectativas e necessidades dos consumidores ao mesmo tempo que trazem maior receita e margem de lucro para o negócio. Uma ótima alternativa é combinar “pacotes” para chamar mais a atenção. Se possível, dê preferência às alternativas que são consumidas ou contratadas frequentemente e trace uma projeção da demanda para ter a certeza de que não faltará estoque na data.

4. Defina as ações promocionais

O que não faltam são opções de como apresentar a campanha. As ações podem ser nos padrões “compre 1 leve 2”, descontos progressivos, cupons de desconto, etc. Aproveite para usar o tema em questão de forma criativa na apresentação dos materiais e utilize embalagens especiais envolvendo o tema em questão. Determine também um período de vigência da campanha.

5. Treine seus colaboradores

Um mau atendimento pode destruir todo o trabalho executado nos itens anteriores. Então, seja para atrair, conquistar e fidelizar seus clientes pessoalmente ou on-line, oriente sua equipe de funcionários sobre a tarefa, quais são seus objetivos e não se esqueça de atualizá-los com os resultados obtidos — assim, eles se sentirão motivados para participarem de novas ideias futuramente.

6. Prepare o ponto de venda

Se você tem uma loja física, é claro que apostar em itens de decoração que remetam à data comemorativa no visual do espaço e na vitrine nunca é demais. Contudo, como muitos clientes têm evitado o comércio físico nos últimos meses, priorizando as compras em lojas virtuais (e-commerces) ou que oferecem opções de entrega, melhor do que enfeitar tudo, é demonstrar sua preocupação com a saúde de todos. Confira quais são os protocolos de higiene e segurança para o seu tipo de estabelecimento e adote as medidas recomendadas para evitar o contágio da Covid-19.

7. Divulgue a promoção!

Por último, mas não menos importante: reforce a mensagem da campanha nas suas estratégias. Crie posts para suas páginas de mídias sociais sobre a temática, banners para o site, e-mails promocionais, vídeos, spots, e o que mais estiver ao seu alcance. As melhores táticas de divulgação são aquelas que marcam o seu nome e o que você oferece na mente do cliente para que ele conte com você quando precisar.

Um bom planejamento é uma das maiores vantagens competitivas que você pode garantir para a sua empresa. Com ele, é possível identificar as melhores oportunidades relacionadas ao seu segmento e datas comemorativas, e, assim, preparar o seu estoque, equipe e preços para vender mais.

No entanto, desde março a pandemia do coronavírus tem afetado diretamente o consumo de serviços e produtos até nos períodos que geralmente apresentam altos índices de faturamento. De acordo com dados da empresa de análise de crédito Boa Vista, as vendas na Páscoa diminuíram 33% em relação a 2019. No Dia das Mães, um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo em parceria com a F360º registrou uma queda de 92,51% no fluxo de clientes em lojas físicas entre os dias 23 de março de 10 de maio.

Mesmo assim, 2020 ainda não acabou e conta com algumas ocasiões pela frente que devem ser trabalhadas para atrair mais clientes, como a chegada da Primavera, Dia das Crianças, Dia das Bruxas e Black Friday, por exemplo. Neste post separamos sete dicas para você se organizar e fechar mais negócios nos próximos meses. Continue lendo:

1. Crie um calendário sazonal

O primeiro passo da sua programação deve ser um mapeamento de datas para a criação de um calendário sazonal. Ele nada mais é do que um documento (em formato de texto ou calendário) que reúne as principais comemorações do ano de impacto para as suas vendas e pode ser preenchido mensal, trimestral ou anualmente.

Apesar de existirem diversos modelos pré-definidos disponíveis on-line ou para download gratuito, é importante conferir as informações e estruturar o seu da forma mais personalizada possível. Além das datas mais tradicionais para o comércio (Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday e Natal), vale a pena pesquisar também outros dias viáveis e relacionados com o que você promove. Exemplo: se você tem uma loja de instrumentos musicais, o Dia do Baterista (20 de setembro) pode ser comemorado de maneira lucrativa.

2. Determine o público-alvo

Não adianta ter algo bacana para comunicar se você não sabe ao certo com quem pretende falar. Por isso, analise quem são as pessoas que a sua marca se comunica (ou que tem interesse em atingir) e quais campanhas seriam mais adequadas para cada uma delas. Toda a identidade, linguagem e ações serão desenvolvidas a partir desta escolha.

3. Escolha o mix de produtos

Feito isso, é hora de selecionar quais produtos ou serviços serão ofertados. Eles devem atender às expectativas e necessidades dos consumidores ao mesmo tempo que trazem maior receita e margem de lucro para o negócio. Uma ótima alternativa é combinar “pacotes” para chamar mais a atenção. Se possível, dê preferência às alternativas que são consumidas ou contratadas frequentemente e trace uma projeção da demanda para ter a certeza de que não faltará estoque na data.

4. Defina as ações promocionais

O que não faltam são opções de como apresentar a campanha. As ações podem ser nos padrões “compre 1 leve 2”, descontos progressivos, cupons de desconto, etc. Aproveite para usar o tema em questão de forma criativa na apresentação dos materiais e utilize embalagens especiais envolvendo o tema em questão. Determine também um período de vigência da campanha.

5. Treine seus colaboradores

Um mau atendimento pode destruir todo o trabalho executado nos itens anteriores. Então, seja para atrair, conquistar e fidelizar seus clientes pessoalmente ou on-line, oriente sua equipe de funcionários sobre a tarefa, quais são seus objetivos e não se esqueça de atualizá-los com os resultados obtidos — assim, eles se sentirão motivados para participarem de novas ideias futuramente.

6. Prepare o ponto de venda

Se você tem uma loja física, é claro que apostar em itens de decoração que remetam à data comemorativa no visual do espaço e na vitrine nunca é demais. Contudo, como muitos clientes têm evitado o comércio físico nos últimos meses, priorizando as compras em lojas virtuais (e-commerces) ou que oferecem opções de entrega, melhor do que enfeitar tudo, é demonstrar sua preocupação com a saúde de todos. Confira quais são os protocolos de higiene e segurança para o seu tipo de estabelecimento e adote as medidas recomendadas para evitar o contágio da Covid-19.

7. Divulgue a promoção!

Por último, mas não menos importante: reforce a mensagem da campanha nas suas estratégias. Crie posts para suas páginas de mídias sociais sobre a temática, banners para o site, e-mails promocionais, vídeos, spots, e o que mais estiver ao seu alcance. As melhores táticas de divulgação são aquelas que marcam o seu nome e o que você oferece na mente do cliente para que ele conte com você quando precisar.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário