Destaque

Crie um ambiente inspirador para chacoalhar a zona de conforto

Para chacoalhar a zona de conforto, incentive seus funcionários a duvidar sempre das verdades e das certezas, porque nada é mais aprisionador do que uma certeza que se cristaliza numa prática cotidiana, tomada como verdade inquestionável.

Crie um ambiente inspirador para chacoalhar a zona de conforto


“A mídia tem veiculado a ideia de que é um grande valor e uma meta você buscar uma vida equilibrada e harmoniosa em todos os setores. No entanto, esta não só é uma meta praticamente impossível como também está deixando as pessoas extremamente angustiadas e com uma sensação de incompetência”. A afirmação perturbadora é do psicólogo, psicanalista e pesquisador Luiz Alberto Hans, para quem a vida não flui de forma tão harmoniosa.

“Há um mito corporativo e midiático de que pessoas bem-sucedidas têm vidas equilibradas. Não procure uma vida equilibrada e não se culpe por não ter uma vida equilibrada. Não tente atingir esse tipo de meta”, afirma o pesquisador. Na visão dele, uma meta legítima e possível é ter equilíbrio emocional, aprendendo um pouco mais sobre si mesmo, do que é possível abrir mão, o que essa época exige de você, administrando melhor o seu estresse e escolhendo as zonas de prazer.

Ainda que fosse possível alcançar o pleno equilíbrio em todas as áreas da vida, essa condição muito provavelmente levaria a um efeito colateral desastroso para quem vive no ambiente competitivo do empreendedorismo: a zona de conforto. Curiosamente, a palavra ‘conforto’ parece estar associada a tudo o que é agradável e que traz prazer à vida, assim como o equilíbrio. Mas há uma máxima de autor desconhecido que diz: “A vida começa onde termina a zona de conforto”.

Mas por que, se sempre fomos ensinados a trabalhar pelo conforto e a buscar desesperadamente o equilíbrio? Talvez porque, seguindo essa lógica, vida quer dizer pulsão, energia, potência, movimento, encontros inesperados e, portanto, desconforto, instabilidade e risco. O mesmo vale para as empresas que, não raramente, atuam no mercado sem nenhuma visão inspiradora, o que resulta em ambientes burocráticos nos quais os profissionais fazem o mínimo e pronto, acomodados na zona de conforto.

Crie um ambiente inspirador para chacoalhar a zona de conforto


Fazer parte de algo maior

Você já se perguntou se, na sua empresa, os funcionários estão executando as tarefas no piloto automático, sem questionar o que estão fazendo, com receio de ousar, de experimentar o novo? Se isso tem ocorrido, é porque a empresa e os funcionários entraram no modo zona de conforto, em que as pessoas preferem se preservar, evitar o risco, manter a ansiedade num nível razoável e o desempenho num padrão estável, mas longe do extraordinário.

A consequência lógica é a estagnação generalizada e um ambiente empresarial de mais do mesmo. “Para mudar esse cenário, em que as pessoas não se sentem parte de algo maior, a empresa também precisa criar o compromisso de sair ela própria da sua zona de conforto. Uma reformulação dos mantras da empresa é o primeiro passo para tirar todos da mesmice”, diz o sociólogo e consultor de liderança Odino Marcondes, autor do livro O Poder de uma Visão Inspiradora.

Para criar um ambiente inspirador e mover as pessoas para fora da zona de conforto, o sociólogo entende que a visão da empresa deve ser como um mantra entranhado no pensamento dos profissionais, do qual eles se lembrem diariamente ao chegar para trabalhar. “Quando a empresa diz que deseja ser a maior, a melhor ou a mais rentável, isso não faz as pessoas brilharem os olhos. O que faz isso é ter um propósito e um compromisso conjunto de sair da zona de conforto, diz.


Um propósito real e palpável, além da zona de conforto

Então, o que fazer para superar essa zona de conforto? A revista Harvard Business Review, uma das mais prestigiadas publicações do mundo sobre gestão de negócios, indica que ter um propósito real, verdadeiro e palpável é um bom começo, pois dá um motivo tangível para a tomada de decisões e execução de tarefas. Esse propósito é, portanto, um motivo para o funcionário se orgulhar e acreditar que o seu trabalho tem impacto em algum lugar. Ou seja, um norte que deve ser claro e compartilhado por todos, como um compromisso moral.

A internet está repleta de fórmulas prontas para que você crie um ambiente inspirador e motive seus funcionários a sair da zona de conforto. Muitas delas são válidas, mas é possível que a filosofia possa ajudar ainda mais nessa direção. Por exemplo, ela incentiva as pessoas a duvidar sempre das verdades e das certezas, porque nada é mais aprisionador do que uma certeza que se cristaliza numa prática cotidiana, tomada como verdade inquestionável.

Nesse sentido, você pode criar um ambiente no qual as pessoas não tenham receio de exercitar suas paixões e pulsões, como definiram os filósofos: energia vital para Spinoza, vontade de viver para Shopenhauer, vontade de potência para Nietzsche e libido para Freud. É esse tesão pela vida, como acrescenta o professor e filósofo Clóvis de Barros Filho, que move as pessoas na direção do propósito e dá sentido ao ato de acordar e ir para o mesmo local todos os dias.

Para saber mais sobre um ambiente inspirador, procure o Sebrae.

Para chacoalhar a zona de conforto, incentive seus funcionários a duvidar sempre das verdades e das certezas, porque nada é mais aprisionador do que uma certeza que se cristaliza numa prática cotidiana, tomada como verdade inquestionável.

Crie um ambiente inspirador para chacoalhar a zona de conforto


“A mídia tem veiculado a ideia de que é um grande valor e uma meta você buscar uma vida equilibrada e harmoniosa em todos os setores. No entanto, esta não só é uma meta praticamente impossível como também está deixando as pessoas extremamente angustiadas e com uma sensação de incompetência”. A afirmação perturbadora é do psicólogo, psicanalista e pesquisador Luiz Alberto Hans, para quem a vida não flui de forma tão harmoniosa.

“Há um mito corporativo e midiático de que pessoas bem-sucedidas têm vidas equilibradas. Não procure uma vida equilibrada e não se culpe por não ter uma vida equilibrada. Não tente atingir esse tipo de meta”, afirma o pesquisador. Na visão dele, uma meta legítima e possível é ter equilíbrio emocional, aprendendo um pouco mais sobre si mesmo, do que é possível abrir mão, o que essa época exige de você, administrando melhor o seu estresse e escolhendo as zonas de prazer.

Ainda que fosse possível alcançar o pleno equilíbrio em todas as áreas da vida, essa condição muito provavelmente levaria a um efeito colateral desastroso para quem vive no ambiente competitivo do empreendedorismo: a zona de conforto. Curiosamente, a palavra ‘conforto’ parece estar associada a tudo o que é agradável e que traz prazer à vida, assim como o equilíbrio. Mas há uma máxima de autor desconhecido que diz: “A vida começa onde termina a zona de conforto”.

Mas por que, se sempre fomos ensinados a trabalhar pelo conforto e a buscar desesperadamente o equilíbrio? Talvez porque, seguindo essa lógica, vida quer dizer pulsão, energia, potência, movimento, encontros inesperados e, portanto, desconforto, instabilidade e risco. O mesmo vale para as empresas que, não raramente, atuam no mercado sem nenhuma visão inspiradora, o que resulta em ambientes burocráticos nos quais os profissionais fazem o mínimo e pronto, acomodados na zona de conforto.

Crie um ambiente inspirador para chacoalhar a zona de conforto


Fazer parte de algo maior

Você já se perguntou se, na sua empresa, os funcionários estão executando as tarefas no piloto automático, sem questionar o que estão fazendo, com receio de ousar, de experimentar o novo? Se isso tem ocorrido, é porque a empresa e os funcionários entraram no modo zona de conforto, em que as pessoas preferem se preservar, evitar o risco, manter a ansiedade num nível razoável e o desempenho num padrão estável, mas longe do extraordinário.

A consequência lógica é a estagnação generalizada e um ambiente empresarial de mais do mesmo. “Para mudar esse cenário, em que as pessoas não se sentem parte de algo maior, a empresa também precisa criar o compromisso de sair ela própria da sua zona de conforto. Uma reformulação dos mantras da empresa é o primeiro passo para tirar todos da mesmice”, diz o sociólogo e consultor de liderança Odino Marcondes, autor do livro O Poder de uma Visão Inspiradora.

Para criar um ambiente inspirador e mover as pessoas para fora da zona de conforto, o sociólogo entende que a visão da empresa deve ser como um mantra entranhado no pensamento dos profissionais, do qual eles se lembrem diariamente ao chegar para trabalhar. “Quando a empresa diz que deseja ser a maior, a melhor ou a mais rentável, isso não faz as pessoas brilharem os olhos. O que faz isso é ter um propósito e um compromisso conjunto de sair da zona de conforto, diz.


Um propósito real e palpável, além da zona de conforto

Então, o que fazer para superar essa zona de conforto? A revista Harvard Business Review, uma das mais prestigiadas publicações do mundo sobre gestão de negócios, indica que ter um propósito real, verdadeiro e palpável é um bom começo, pois dá um motivo tangível para a tomada de decisões e execução de tarefas. Esse propósito é, portanto, um motivo para o funcionário se orgulhar e acreditar que o seu trabalho tem impacto em algum lugar. Ou seja, um norte que deve ser claro e compartilhado por todos, como um compromisso moral.

A internet está repleta de fórmulas prontas para que você crie um ambiente inspirador e motive seus funcionários a sair da zona de conforto. Muitas delas são válidas, mas é possível que a filosofia possa ajudar ainda mais nessa direção. Por exemplo, ela incentiva as pessoas a duvidar sempre das verdades e das certezas, porque nada é mais aprisionador do que uma certeza que se cristaliza numa prática cotidiana, tomada como verdade inquestionável.

Nesse sentido, você pode criar um ambiente no qual as pessoas não tenham receio de exercitar suas paixões e pulsões, como definiram os filósofos: energia vital para Spinoza, vontade de viver para Shopenhauer, vontade de potência para Nietzsche e libido para Freud. É esse tesão pela vida, como acrescenta o professor e filósofo Clóvis de Barros Filho, que move as pessoas na direção do propósito e dá sentido ao ato de acordar e ir para o mesmo local todos os dias.

Para saber mais sobre um ambiente inspirador, procure o Sebrae.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário