Dicas de Empreendedorismo

15 junho, 2018 • Dicas de Empreendedorismo

5 livros que te ajudam a entender seus clientes

O que fazer para alcançar o sucesso como empreendedor? Se você está procurando uma resposta pronta para esta questão, aqui vai uma resposta que pode te desanimar: não existe uma fórmula pronta de sucesso; cada negócio tem sua história, suas dificuldades e caminhos para o sucesso.

Se a resposta pronta não existe, podemos afirmar que o caminho para chegar até ela passa pela satisfação de seus clientes. É preciso estudar, se qualificar, acompanhar o mercado e suas tendências…Saber como o cliente se comporta é uma maratona em busca de conhecimento.

Para entender melhor o caminho do empreendedorismo e conseguir dicas valiosas de como fidelizar clientes e conquistar seus objetivos, listamos alguns livros que podem ajudar em sua caminhada.

1. Satisfação Garantida – Aprenda fazer a felicidade de um bom negócio, Tom Hsieh

Trata-se de uma empresa, idealizada pelo escritor, cujos colaboradores não medem esforços para atender ao cliente, ao mesmo tempo em que gostam muito do local em que trabalham. Pelo exemplo, a obra de Tony Hsieh transmite uma espécie de manual, por meio de uma história interessante com experiências que valem a pena conhecer, principalmente para atender melhor. 

2. Nos bastidores da Disney, Tom Connellan

Se tem algum lugar no mundo que podemos dizer que desvendou a magia na prática, este lugar é a Disney. Para trazer tanto encantamento, existe um negócio que foca em cada detalhe para obter excelência no atendimento, conhecendo a concorrência e, acima de tudo, empoderando seus colaboradores.

Além de uma leitura agradável, o autor leva o leitor para um passeio com executivos a um curso no Disney Institute, trazendo um ótimo aprendizado de gestão através de exemplos. Basicamente, estimula o empresário a perceber que só será capaz de encantar seus clientes se conseguir fazer o mesmo com seus colaboradores.

3. The Cult of the Customer: Create an Amazing Customer Experience That Turns Satisfied Customers Into Customer Evangelists, Shep Hyken

Para Shep Hyken, o sucesso do cliente é uma filosofia, e não precisa ser complicada, apenas eficiente. Ao longo do livro, Shep desdobra as 5 fases que são inerentes a uma cultura centrada no consumidor: incerteza, alinhamento, experiência, cabeça do dono e encantamento.

Através dessa leitura, o leitor conhecerá boas práticas compartilhadas pelo autor em histórias reais. É prático e direto; para você realizar muitas coisas que sabe, mas nunca utilizou.

4. A Pergunta Definitiva 2.0 (Fred Reichheld)

Como saber se o cliente está satisfeito? Para Fred Reichheld, esta pergunta pode ser respondida a partir de um simples questionamento: você nos recomendaria a um amigo? Esta é a pergunta que está por trás da metodologia Net Promoter Score – NPS, utilizada em grandes empresas como Microsoft, Apple e Netflix. A avaliação, que é feita a partir de notas de 0 a 10 é um indicador real e muitas vezes brutal às aspirações e processos de grandes empresas. A metodologia, aparentemente simples, pode mostrar muito mais sobre sua empresa do que imagina. A aplicação deve fazer com que o relacionamento com seus clientes seja mais transparente e traga novas ideias e iniciativas que farão a diferença no futuro da empresa.

5. Ferramenta Job to be done: você está entregando o que seu consumidor quer?

Uma ferramenta no meio da indicação de livros? A gente explica pra você. A Job to be done pode ser utilizada para colocar em prática os conceitos que foram aprendidos nos livros. Nela, você vai comprovar se sua empresa está, de fato, adequada às necessidades de seus clientes. O modelo canvas permite uma análise mais crítica, para que você possa detectar de forma detalhada se os conceitos aprendidos estão sendo realmente aplicados e quais as consequências deles.

As leituras podem ser o começo de um caminho que, se você tem seu próprio negócio, nunca vai terminar. O relacionamento com os clientes será contínuo e as inovações constantes. O fundamental é estar sempre disposto a estudar, ouvir novas ideias e ter a iniciativa de fazer diferente e aceitar que a rotina de quem empreende não é feita apenas de acertos.









Deixe seu Comentário