Dicas de Empreendedorismo

A sua empresa ainda se alimenta de papinha de bebê?

A realidade de muitas empresas inicia com o seu proprietário fazendo praticamente todas as atividades, sozinho, no balcão de loja, vendendo seus produtos, recebendo, dando o troco. Então, o proprietário não consegue mais vender e dar o troco porque o fluxo de pessoas aumenta, e quando menos se percebe precisa de mais um funcionário. Desta forma passa para o caixa, ficando apenas com esta função. Como uma empresa que vende muito precisa também comprar muito, o empresário não consegue mais ficar no caixa, realizar todas as compras e ainda administrar a empresa. Inevitavelmente tem que contratar, confiar e gerenciar alguém para trabalhar no caixa da empresa.

Este exemplo mostra como uma empresa passa por vários “Colapsos”, pois caso o empresário sempre mantenha o padrão inicial de administração “com a barriga encostada no balcão vendendo”, o próprio modelo de gestão ou “o jeitão”, que deu muito sucesso no passado, pode ser o que está abortando qualquer possibilidade de crescimento da empresa. É como se você, hoje, com trinta ou quarenta anos tivesse ainda se alimentando de papinha de bebê, porque quando nasceu era assim, deu certo, e vai ser assim.

Não é útil nem interessante definir aqui quais são as etapas de crescimento comuns às empresas. O que será um grande aliado do crescimento da empresa é um plano. Chame como quiser: plano, planejamento, plano de trabalho, um norte, um rumo. Não importa se tem um ou duzentos funcionários, planeje e siga, deixe uma cópia em sua mesa ou monte um quadro, veja todo dia, toda hora, sinta, respire. Não saia colando em todas as paredes da empresa, cole primeiro na sua sala, sinta e respire o que planejou com seus colaboradores. Caso seja necessário mudar os rumos, é só registrar a mudança e seguir. É fácil. Treine. Tente.

Tire o mito da cabeça de que administrar com planejamento é apenas para grandes empresas. Mude o padrão, se ajuste às novas realidades, não pague o preço por não escutar. Muitas vezes a solução está na frente, de graça, com os funcionários alertando para algo, os clientes dizendo a mesma coisa e só o empresário não quer escutar. Pare com a papinha de bebê, pense em ações diferentes, defina pequenas mudanças, registre e acompanhe o plano.

Ter um planejamento mínimo é o que diferencia as empresas que crescem das que se desenvolvem de maneira estruturada. As que simplesmente crescem, sem um plano, além de não saber o motivo do crescimento, não constroem bases e alicerces que sustentem uma estrutura maior. As que se desenvolvem de maneira estruturada, fazem acompanhamento de um plano e estão preparadas para crescer e se manter. Planos dão sustentabilidade para qualquer negócio, porque orienta e minimiza os riscos.

Adote esta idéia permita conhecer como é trabalhar com uma rota definida previamente, até porque um plano é diferente de um trilho “imexível”, é um caminho que tem flexibilidade e permitir ajustes. Tem muitos empresários que acham que seria engessar a gestão, porém não ter um plano pode ser um sinal de que estas empresas podem estar totalmente engessadas e imóveis. Paradas no tempo e estagnadas muito mais do que se tivessem estruturado um caminho de crescimento.

Se para ir de casa ao trabalho de ônibus ou de carro, pode-se planejar o caminho, é porque também é possível definir o caminho pelo qual iremos trilhar o crescimento da nossa empresa.

E agora na prática? Como fazer ?

O melhor é ter uma consultoria, caso não possa, faça uma busca na internet de passo-a-passo de planejamento para pequenas empresas ou procure uma universidade e peça para um professor de administração indicar um bom aluno e ofereça a sua empresa para ele fazer o trabalho de conclusão de curso. Apenas cuidado com grandes idéias, inovações muito caras. Implemente uma ação de cada vez e confira o retorno.

Tire a mão da massa e coloque no seu plano. Administre sua empresa porque ela precisa.

Por Marcilio Moreira

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário