Dicas de Empreendedorismo

Empréstimo na crise: que cuidados preciso tomar?

Em meio à crise econômica, fazer um empréstimo no banco parece ser a luz no fim do túnel para o empresário em dificuldades financeiras. O dinheiro pode chegar em muito boa hora para alavancar o negócio ou mesmo tapar buracos, pagando dívidas que se acumularam nos tempos difíceis da economia.

Uma nova linha de financiamento foi lançada em junho pelo governo federal a empresas que faturam até R$ 3,6 milhões por ano justamente para amenizar os efeitos da crise. Chamado de ‘Travessia’, o projeto pretende ajudar os pequenos empresários a superar esse momento sem elevar ainda mais o desemprego. Uma das regras para ter acesso ao crédito, por exemplo, é manter o mesmo número de funcionários.

Mas como saber se esse é o melhor caminho e qual a melhor forma de fazê-lo? “A primeira coisa é identificar a real necessidade do empréstimo e saber como está a situação do seu negócio”, aconselha Marco Boza, consultor do Sebrae-MS, “É preciso analisar: eu vou ter condições de pagar tudo isso, de quitar as obrigações que eu estou assumindo?”, complementa.

O perigo do empréstimo na crise financeira

Na avaliação do consultor, tomar dinheiro emprestado do banco para pagar dívidas só é aconselhável no caso em que a taxa de juro do empréstimo é mais baixa do que a das dívidas do empresário. “Aí pode ser, sim, um bom negócio, para minimizar problemas no futuro”, afirma. “Mas a dica sempre é planejamento. Conta, papel e caneta na mão, ver várias opções e analisar quais as consequências de cada uma delas”, observa.

Se por um lado o empréstimo pode aliviar o cenário numa crise, ou mesmo permitir que o empresário mantenha seus investimentos, por outro pode acabar virando um pesadelo. “Isso pode acontecer, primeiro porque você está pagando juros mais altos. A gente vive um momento hoje em que as taxas de juros estão muito altas. Se a pessoa não estiver muito bem organizada pode ser um tiro no pé, sim”, analisa o consultor.

“Não adianta nada eu buscar um empréstimo no mercado com a taxa mais alta de juro do que eu já estou pagando, do que eu tenho de dívidas”, exemplifica. Ele recomenda que o empresário trabalhe com os controles financeiros sempre em dia, tenha um bom fluxo de caixa, um bom estudo do negócio e dos controles financeiros gerais para tomar as melhores decisões, além de um bom planejamento de futuro.

Sem contar que fazer pesquisa em instituições financeiras diferentes também pode ser um bom caminho, a fim de encontrar os melhores benefícios.

Dia do Crédito Sebrae

O Sebrae dá importantes orientações sobre empréstimos e acesso ao crédito para quem está começando ou já tem uma empresa em desenvolvimento.

Para atender esse público foi criado o Dia do Crédito Sebrae, uma iniciativa que atende ao Microempreendedor Individual, Micro Empresa, Produtor Rural e até quem tem o objetivo de abrir uma empresa.

O Dia do Crédito é gratuito e composto por uma hora de palestra e duas horas de atendimento individual com os bancos para buscar as melhores soluções para cada negócio.

O empreendedor também recebe uma cartilha com dicas e boas práticas para que as soluções de crédito e negociação sigam com ele durante toda a vida da empresa, para que o negócio permaneça sustentável e lucrativo.

Para saber mais sobre o Dia de Crédito, procure o Sebrae mais próximo de você e faça sua inscrição.

Em meio à crise econômica, fazer um empréstimo no banco parece ser a luz no fim do túnel para o empresário em dificuldades financeiras. O dinheiro pode chegar em muito boa hora para alavancar o negócio ou mesmo tapar buracos, pagando dívidas que se acumularam nos tempos difíceis da economia.

Uma nova linha de financiamento foi lançada em junho pelo governo federal a empresas que faturam até R$ 3,6 milhões por ano justamente para amenizar os efeitos da crise. Chamado de ‘Travessia’, o projeto pretende ajudar os pequenos empresários a superar esse momento sem elevar ainda mais o desemprego. Uma das regras para ter acesso ao crédito, por exemplo, é manter o mesmo número de funcionários.

Mas como saber se esse é o melhor caminho e qual a melhor forma de fazê-lo? “A primeira coisa é identificar a real necessidade do empréstimo e saber como está a situação do seu negócio”, aconselha Marco Boza, consultor do Sebrae-MS, “É preciso analisar: eu vou ter condições de pagar tudo isso, de quitar as obrigações que eu estou assumindo?”, complementa.

O perigo do empréstimo na crise financeira

Na avaliação do consultor, tomar dinheiro emprestado do banco para pagar dívidas só é aconselhável no caso em que a taxa de juro do empréstimo é mais baixa do que a das dívidas do empresário. “Aí pode ser, sim, um bom negócio, para minimizar problemas no futuro”, afirma. “Mas a dica sempre é planejamento. Conta, papel e caneta na mão, ver várias opções e analisar quais as consequências de cada uma delas”, observa.

Se por um lado o empréstimo pode aliviar o cenário numa crise, ou mesmo permitir que o empresário mantenha seus investimentos, por outro pode acabar virando um pesadelo. “Isso pode acontecer, primeiro porque você está pagando juros mais altos. A gente vive um momento hoje em que as taxas de juros estão muito altas. Se a pessoa não estiver muito bem organizada pode ser um tiro no pé, sim”, analisa o consultor.

“Não adianta nada eu buscar um empréstimo no mercado com a taxa mais alta de juro do que eu já estou pagando, do que eu tenho de dívidas”, exemplifica. Ele recomenda que o empresário trabalhe com os controles financeiros sempre em dia, tenha um bom fluxo de caixa, um bom estudo do negócio e dos controles financeiros gerais para tomar as melhores decisões, além de um bom planejamento de futuro.

Sem contar que fazer pesquisa em instituições financeiras diferentes também pode ser um bom caminho, a fim de encontrar os melhores benefícios.

Dia do Crédito Sebrae

O Sebrae dá importantes orientações sobre empréstimos e acesso ao crédito para quem está começando ou já tem uma empresa em desenvolvimento.

Para atender esse público foi criado o Dia do Crédito Sebrae, uma iniciativa que atende ao Microempreendedor Individual, Micro Empresa, Produtor Rural e até quem tem o objetivo de abrir uma empresa.

O Dia do Crédito é gratuito e composto por uma hora de palestra e duas horas de atendimento individual com os bancos para buscar as melhores soluções para cada negócio.

O empreendedor também recebe uma cartilha com dicas e boas práticas para que as soluções de crédito e negociação sigam com ele durante toda a vida da empresa, para que o negócio permaneça sustentável e lucrativo.

Para saber mais sobre o Dia de Crédito, procure o Sebrae mais próximo de você e faça sua inscrição.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.







Um Comentário

  1. Ryan Jeremy disse:

    Eu sou Ryan Jeremy pelo nome. Eu vivo nos Estados Unidos, eu quero usar esse meio para alertar todos os candidatos a empréstimo para terem muito cuidado porque há golpes em todos os lugares. Alguns meses atrás eu estava financeiramente tenso e, devido ao meu desespero, fiquei enganado por vários credores on-line. Eu quase perdi a esperança até que um amigo meu se referisse a um credor muito confiável chamado globalprovissioncompany SMART FROM SPAIN que me empresta um empréstimo não garantido de $ 50,000 sob 3 horas sem qualquer estresse. Se você precisar de algum tipo de empréstimo apenas entre em contato com globalprovissioncompany@gmail.com Estou usando esse meio para alertar todos os candidatos a empréstimos por causa do inferno que passei nas mãos desses credores fraudulentos. E eu não desejo nem o meu inimigo passar por esse inferno que eu passou nas mãos desses credores on-line fraudulentos, eu também quero que você me ajude a passar essa informação para outros que também precisam de um empréstimo, uma vez que você também recebeu seu empréstimo da empresa global de divulgação da ESPAÇA, rezo para que Deus deva Permita-lhes um contato prolongado,globalprovissioncompany@gmail.com




Deixe seu Comentário