Planejamento Estratégico

31 março, 2021 • Planejamento Estratégico

A importância do Plano de Negócio

Muitos empreendedores ainda não tem noção da importância do plano de negócio. Trata-se de uma ferramenta de gestão muito utilizada no mundo do empreendedorismo. Ele é um grande auxiliar na criação e estruturação de um novo empreendimento. Isso por que, nele são descritos todos os objetivos, metas, passos a serem seguidos e prazos. Cada informação necessária para as próximas ações são destrinchadas neste plano. Isso tudo, a fim de tornar todo o trabalho mais organizado e assertivo, com uma visualização ampla do processo e do futuro do negócio.

O plano de negócio é necessário, pois ajuda o empreendedor a entender se suas ideias são viáveis e como ele deverá colocá-las em prática. Nele são incluídos todos os pontos fortes e fracos que envolvem o projeto e cada etapa dele é organizada e analisada de forma estratégica. Por isso, essa é uma ferramenta essencial para o planejamento da empresa. Ela é utilizada como um guia efetivo do empreendimento. Como você pode ver, nenhuma empresa sobrevive muito tempo sem um plano de negócios!

empreendedor analisando seu plano de negócio

Mas como iniciar o seu plano de maneira efetiva? A gente te ajuda!

Os primeiros passos a serem seguidos quando pensamos em um plano de negócios são: entender quais são os objetivos e depois. Depois, definir quais são os seus principais produtos e serviços oferecidos, os prazos, e assim por diante. É preciso colocar todas estas informações no papel. Como resultado, é possível visualizar o negócio como um todo, sem deixar que nenhuma informação se perca no caminho.

Feito isso, é hora de fazer uma análise do seu mercado, para entender as tendências, o que a concorrência está fazendo de bom e de ruim. Conhecer o seu nicho é importante para entender quais as melhores opções oferecer no momento, quem é seu público e como ele se comporta. Por isso, estude muito bem cada detalhe do seu mercado, as últimas novidades e as estratégias que vêm dando certo. Isso fará com que sua empresa tenha um bom plano.

Analise outros setores, como financeiro, operacional e marketing

A análise da área financeira também deve estar descrita em seu plano de negócio. Primeiro, procure informar todas as suas estimativas. Desde dados de faturamento, gastos, lucro, até tudo mais que envolva o setor. Entender como essa parte da sua empresa funciona e enxergar todas as suas projeções, combinadas com seu plano de ação, fará com que o trabalho tenha mais efetividade.

Uma parte valiosa do plano de negócio é o planejamento operacional. Com ele, o gestor define quais são as demandas de trabalho e como elas devem ser executadas – e ainda, se será viável executá-las. Nesta etapa você revisa tudo que envolve a produção em sua estratégia. Além disso, analisa se a empresa comporta o volume estimado de trabalho. Isso vai evitar que você tenha gastos excessivos ou que busque por uma demanda alta demais.

Quando tudo isso tiver sido feito, é interessante inserir seu plano de marketing no plano de negócios. Ele é o planejamento das ações e estratégias de marketing da empresa. É ideal montá-los juntos, pois as ações desenhadas neste plano devem estar alinhadas com o plano geral, para que tudo saia como esperado.

Iniciei meu plano de negócio, e agora?

Depois de fazer todas as partes de um bom plano de negócio, é o momento de fazer a gestão da empresa. Comece a colocar em prática todas as estratégias e táticas descritas no planejamento. Faça simulações tanto positivas como negativas das suas ações. Siga o passo a passo que você criou. Por fim, não se esqueça de que o seu plano pode, sim, ser alterado ao longo do tempo e conforme a situação avança. Convoque sua equipe e delegue as tarefas para cada setor. Tenha sempre uma boa comunicação com todos, para que cada um entenda seu papel e saiba executar seu trabalho da maneira correta.

Quer saber como fazer uma boa gestão da sua empresa, mesmo quando estiver ausente? Leia nosso texto a respeito!

Os principais impactos que o plano de negócio traz para sua empresa são:

Entendimento do negócio: quando o plano de negócios é completo e bem feito, ele ajuda muito na sua visão do negócio. É possível observar os pontos positivos, negativos, a necessidade ou não de mudança, e muito mais!

Otimização dos processos: todos os processos da sua empresa são melhorados quando se tem um planejamento prévio de tudo. Por isso, o plano é essencial: ele faz com que a empresa esteja pronta para o trabalho. Além disso, ajuda para que sua empresa avance no aprimoramento de cada ação ao longo do tempo.

Adaptação: O plano de negócio serve como um guia, mas não significa que ele é imutável. A verdade é que ele ajuda o empresário a se preparar para o trabalho, prever ações, estipular metas, entre outras coisas – e tudo isso pode mudar. Quando você prevê estas possibilidades e entende que atualizações são necessárias para acompanhar o mercado, desenvolve sua resiliência e força de adaptação. Como resultado, você tem uma grande vantagem.

Posicionamento: quando uma empresa tem um plano de negócio bem estruturado, ela começa a ter um posicionamento. Isso é algo muito importante para que ela ganhe reconhecimento. Enfim, definir missão, visão e valores do negócio são fundamentais para o bom funcionamento do negócio.

Precisa de ajuda para começar a elaborar o plano de negócios da sua empresa?

Conte com os materiais de apoio do Sebrae para essa jornada!

Baixe agora o nosso manual: Como fazer um Plano de Negócios fácil e acessível?

 

Muitos empreendedores ainda não tem noção da importância do plano de negócio. Trata-se de uma ferramenta de gestão muito utilizada no mundo do empreendedorismo. Ele é um grande auxiliar na criação e estruturação de um novo empreendimento. Isso por que, nele são descritos todos os objetivos, metas, passos a serem seguidos e prazos. Cada informação necessária para as próximas ações são destrinchadas neste plano. Isso tudo, a fim de tornar todo o trabalho mais organizado e assertivo, com uma visualização ampla do processo e do futuro do negócio.

O plano de negócio é necessário, pois ajuda o empreendedor a entender se suas ideias são viáveis e como ele deverá colocá-las em prática. Nele são incluídos todos os pontos fortes e fracos que envolvem o projeto e cada etapa dele é organizada e analisada de forma estratégica. Por isso, essa é uma ferramenta essencial para o planejamento da empresa. Ela é utilizada como um guia efetivo do empreendimento. Como você pode ver, nenhuma empresa sobrevive muito tempo sem um plano de negócios!

empreendedor analisando seu plano de negócio

Mas como iniciar o seu plano de maneira efetiva? A gente te ajuda!

Os primeiros passos a serem seguidos quando pensamos em um plano de negócios são: entender quais são os objetivos e depois. Depois, definir quais são os seus principais produtos e serviços oferecidos, os prazos, e assim por diante. É preciso colocar todas estas informações no papel. Como resultado, é possível visualizar o negócio como um todo, sem deixar que nenhuma informação se perca no caminho.

Feito isso, é hora de fazer uma análise do seu mercado, para entender as tendências, o que a concorrência está fazendo de bom e de ruim. Conhecer o seu nicho é importante para entender quais as melhores opções oferecer no momento, quem é seu público e como ele se comporta. Por isso, estude muito bem cada detalhe do seu mercado, as últimas novidades e as estratégias que vêm dando certo. Isso fará com que sua empresa tenha um bom plano.

Analise outros setores, como financeiro, operacional e marketing

A análise da área financeira também deve estar descrita em seu plano de negócio. Primeiro, procure informar todas as suas estimativas. Desde dados de faturamento, gastos, lucro, até tudo mais que envolva o setor. Entender como essa parte da sua empresa funciona e enxergar todas as suas projeções, combinadas com seu plano de ação, fará com que o trabalho tenha mais efetividade.

Uma parte valiosa do plano de negócio é o planejamento operacional. Com ele, o gestor define quais são as demandas de trabalho e como elas devem ser executadas – e ainda, se será viável executá-las. Nesta etapa você revisa tudo que envolve a produção em sua estratégia. Além disso, analisa se a empresa comporta o volume estimado de trabalho. Isso vai evitar que você tenha gastos excessivos ou que busque por uma demanda alta demais.

Quando tudo isso tiver sido feito, é interessante inserir seu plano de marketing no plano de negócios. Ele é o planejamento das ações e estratégias de marketing da empresa. É ideal montá-los juntos, pois as ações desenhadas neste plano devem estar alinhadas com o plano geral, para que tudo saia como esperado.

Iniciei meu plano de negócio, e agora?

Depois de fazer todas as partes de um bom plano de negócio, é o momento de fazer a gestão da empresa. Comece a colocar em prática todas as estratégias e táticas descritas no planejamento. Faça simulações tanto positivas como negativas das suas ações. Siga o passo a passo que você criou. Por fim, não se esqueça de que o seu plano pode, sim, ser alterado ao longo do tempo e conforme a situação avança. Convoque sua equipe e delegue as tarefas para cada setor. Tenha sempre uma boa comunicação com todos, para que cada um entenda seu papel e saiba executar seu trabalho da maneira correta.

Quer saber como fazer uma boa gestão da sua empresa, mesmo quando estiver ausente? Leia nosso texto a respeito!

Os principais impactos que o plano de negócio traz para sua empresa são:

Entendimento do negócio: quando o plano de negócios é completo e bem feito, ele ajuda muito na sua visão do negócio. É possível observar os pontos positivos, negativos, a necessidade ou não de mudança, e muito mais!

Otimização dos processos: todos os processos da sua empresa são melhorados quando se tem um planejamento prévio de tudo. Por isso, o plano é essencial: ele faz com que a empresa esteja pronta para o trabalho. Além disso, ajuda para que sua empresa avance no aprimoramento de cada ação ao longo do tempo.

Adaptação: O plano de negócio serve como um guia, mas não significa que ele é imutável. A verdade é que ele ajuda o empresário a se preparar para o trabalho, prever ações, estipular metas, entre outras coisas – e tudo isso pode mudar. Quando você prevê estas possibilidades e entende que atualizações são necessárias para acompanhar o mercado, desenvolve sua resiliência e força de adaptação. Como resultado, você tem uma grande vantagem.

Posicionamento: quando uma empresa tem um plano de negócio bem estruturado, ela começa a ter um posicionamento. Isso é algo muito importante para que ela ganhe reconhecimento. Enfim, definir missão, visão e valores do negócio são fundamentais para o bom funcionamento do negócio.

Precisa de ajuda para começar a elaborar o plano de negócios da sua empresa?

Conte com os materiais de apoio do Sebrae para essa jornada!

Baixe agora o nosso manual: Como fazer um Plano de Negócios fácil e acessível?

 


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário