Dicas de Empreendedorismo

A comodidade está na moda

Trânsito, vaga para estacionar, filas. Ir às compras pode não ser o programa mais agradável de todos, principalmente se a rotina for corrida. Foi pensando justamente em facilitar a vida de quem tem cada vez mais compromissos e menos tempo que surgiu o conceito de “moda delivery”. Em Campo Grande, muitos empresários aderiram a esse novo jeito de vender.

Com peças de moda feminina casual e office, a empresária Lucia Mascarenhas aposta na boa e velha mala de roupas, que deixa na casa das clientes. E garante: dá resultado.

“Eu monto uma mala com roupas no tamanho da cliente e levo até ela. Deixo na casa, no trabalho, na portaria do prédio, onde for melhor para ela. Em casa, com calma, no horário que tem mais tempo e mais disposição, ela prova as peças, já vê as combinações que pode fazer com o que já tem. No dia seguinte, eu passo para buscar a mala. Essa comodidade faz muita diferença e influencia demais na experiência da compra”, relata.

Em quase 10 anos de experiência com o delivery, Lucia até já recebeu propostas para abrir uma loja física, mas recusou. Confessa que já teve algumas peças desviadas e já “levou cano” de algumas clientes, mas, ainda assim, acredita no formato da mala. Recentemente tem trabalhado com as redes sociais, fazendo até vendas on-line pelo Instagram.

Cliente fiel de Lucia há 6 anos, a pedagoga Janaína Medeiros da Cunha não abre mão das visitas da vendedora.

“Sempre que ela chega de São Paulo com peças novas, já agendo uma visita. Ela separa meu tamanho, já conhece meu gosto também. Eu só recorro às lojas quando preciso comprar algo para festa”, conta Janaína.

Facilidade para os dois lados

A possibilidade de conciliar trabalho com família foi o que motivou a empresária Suelen Castro a criar a marca de moda delivery que tem o seu nome. Fundada em agosto de 2012, o negócio é uma loja virtual de acessórios femininos (bolsas, carteiras e sapatos) que leva os produtos até suas clientes.

“Esse conceito delivery sempre me motivou, pois tenho tempo para cuidar da casa e dos filhos e atendo minhas clientes com horário agendado, esse atendimento fica até mais personalizado. Além disso, sem os custos fixos de uma loja, consigo vender produtos de qualidade com preços mais acessíveis”, relata Suelen.

O negócio tem dado tão certo que já existem peças de marca própria, como os sapatos femininos, e, em breve, terá um e-commerce.

Dicas

Para quem quer começar um delivery, independente do segmento, Lucia compartilha algumas dicas.

  1. Não tenha vergonha do que você faz. Ofereça para todos, sem receio.
  2. Saiba para quem você vai vender, isso ajuda a definir o que você precisa comprar e quanto isso vai te custar.
  3. Tenha um capital de giro antes de começar, os pagamentos podem demorar para entrar.
  4. Facilite o pagamento: parcele, aceite cheque, cartão, até a boa e velha caderneta a boa e velha caderneta vale.

Quer saber mais? Conheça o Projeto Moda MS do Sebrae!


Que bom tê-lo como leitor do blog do Sebrae MS!
Tem interesse em saber mais sobre as nossas consultorias?

Clique aqui!







Deixe seu Comentário