Dicas de Empreendedorismo

01 novembro, 2019 • Dicas de Empreendedorismo

Os pets são um bom negócio: crescimento, tendências e expectativas para o próximo ano

De acordo com dados do Instituto Pet Brasil (IPB), o nosso país é o segundo principal mercado pet do mundo – perdendo apenas para os Estados Unidos – e vem em uma constante crescente. Só em 2018, foram movimentados mais de R$ 34,4 bilhões e, em 2019, a previsão é de faturar 5,4% a mais do que ano passado, cerca de R$ 36,2 bilhões. 

Isso porque no Brasil existem 146 milhões de animais de estimação e 7,2% desse total se concentra apenas na região Centro-Oeste, sendo que destes, 1,4% em Mato Grosso do Sul. Para atender os mais de 1,8 milhão de animais de estimação presentes no estado, estão instaladas 565 lojas e 87 clínicas especializadas até o momento.

E em Campo Grande não poderia ser diferente, como é o caso da empreendedora Daniele Rezek que começou a sua jornada no mercado pet em agosto de 2014, quando abriu o Pet Vip. Formada em comunicação, Daniele participou da primeira turma da Unicam em 2015 no curso de auxiliar em veterinária e assim conseguiu o seu certificado do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV) para trabalhar diretamente no seu empreendimento.

O novo rumo de Daniele: o UberDog

A convite do seu ex-professor do curso, no final de 2018, começou a transportar alguns cachorros pacientes de fisioterapia, já que possuía carro adaptado para isso. E aos poucos o seu serviço foi recomendado pelos próprios clientes e até mesmo os pet shops começaram a entrar em contato para solicitar seus serviços.

Com o pouco movimento na Pet Vip e além de perceber e vivenciar uma oportunidade de negócios na cidade, Daniele decidiu fechar o seu empreendimento em julho de 2019 e se dedicar totalmente a nova empresa, o UberDog.

O nome é apenas uma referência ao trabalho que ela e sua equipe, formada pelo marido e dois funcionários, oferecem, porque não possuem vínculo com o aplicativo Uber. Por ser um serviço personalizado, todas as demandas são marcadas e agendadas diretamente com ela, em seu WhatsApp. Além disso, é um trabalho diferenciado, porque todos possuem conhecimento técnico para transportar os animais pela cidade.

“Com cuidados necessários, agilidade e pontualidade, oferecemos transportes, intermunicipais e  interestaduais. Os valores são cobrados da mesma maneira na cidade, conforme a distância percorrida e horário”, explica Daniele.

Unicam: Centro de ensino profissional em Campo Grande

Com cursos voltados para groomer (tosador) e auxiliar veterinário, a Unicam agrega valor ao mercado pet de Campo Grande com mão de obra qualificada, oferecendo capacitação técnica com certificação do CRMV. Qualquer pessoa que esteja interessada até mesmo em cuidar melhor do seu pet em casa pode realizar os cursos da Unicam.

De acordo com o proprietário, Celso de Souza Martins, atualmente, o mercado exige o profissional auxiliar qualificado, de acordo com a Lei Federal de resolução nº 1.281, 25 de julho de 2019, que define diretrizes para a categoria criada, que fez o mercado expandir ainda mais.

“Para dar qualidade ao meio, regulamentaram para quem quer ingressar nessa área, o que é muito bom e ajuda a crescer ainda mais, e o mercado está longe de saturar. Por enquanto, o mais lucrativo e estratégico é abrir empreendimento do mercado pet em bairros, porque o cliente é mais fiel e as despesas bem menores do que se fosse no centro, por exemplo”, explica Celso.

Dados de pequenos negócios em bairros

Segundo pesquisa do Instituto Pet Brasil (IPB), em 2018, os pet shops de bairros mantiveram domínio no mercado, com o total de 25.125 lojas, cerca de 79,6%. Ou seja, a proporção é: a cada 10 pet shops, 8 são os categorizados como pequeno negócio – apresentando faturamento médio de R$ 60 mil a R$ 100 mil, com até 4 funcionários. Já os pet shops de médio porte vêm em segundo lugar, contando com 5.871 lojas (18,6%), seguidos das 401 megastores regionais (1,3%) e das 172 megastores nacionais (0,5%).

Show Pet Brasil

O Sebrae MS, para apoiar o mercado pet de MS, em parceria com a Guaicurus Produções e a Prefeitura Municipal, realiza desde 2017 o evento Show Pet Brasil para trazer na capital diversas palestras, talks, consultorias e empreendimentos de diversos setores, tanto do interior do estado, como de outras regiões do Brasil.

O evento é realizado anualmente, com o objetivo incentivar o mercado regional e proporcionar aos participantes além de interações, boas oportunidades de negócios. De acordo com o diretor da Guaicurus Produções, Leandro Reis, a ideia é trazer as novidades para os empresários e profissionais do ramo.

“Nas três edições do Show Pet Brasil, o evento teve um crescimento gradativo em 30% em cada uma delas. Isso porque o evento foi criado para gerar experiências das marcas participantes para que obtenham sucesso na conquista novos clientes e estreitamento relacionamentos com outros empreendedores”, explica Leandro. 

Segundo ele, como o mercado no estado está muito forte, é importante dar visibilidade para que novos investimentos sejam feitos. “Trazendo para cá o que geralmente é apresentado apenas em Feiras no Sul e Sudeste, conseguimos mostrar que temos condições de ter um grande evento e capacidade para trazer as grandes indústrias aqui”, finaliza Leandro.

Se você ficou interessado, a próxima edição do evento será realizada em setembro de 2020. Fique atento a nossa agenda de eventos do Sebrae MS e conte sempre com os nossos consultores.

De acordo com dados do Instituto Pet Brasil (IPB), o nosso país é o segundo principal mercado pet do mundo – perdendo apenas para os Estados Unidos – e vem em uma constante crescente. Só em 2018, foram movimentados mais de R$ 34,4 bilhões e, em 2019, a previsão é de faturar 5,4% a mais do que ano passado, cerca de R$ 36,2 bilhões. 

Isso porque no Brasil existem 146 milhões de animais de estimação e 7,2% desse total se concentra apenas na região Centro-Oeste, sendo que destes, 1,4% em Mato Grosso do Sul. Para atender os mais de 1,8 milhão de animais de estimação presentes no estado, estão instaladas 565 lojas e 87 clínicas especializadas até o momento.

E em Campo Grande não poderia ser diferente, como é o caso da empreendedora Daniele Rezek que começou a sua jornada no mercado pet em agosto de 2014, quando abriu o Pet Vip. Formada em comunicação, Daniele participou da primeira turma da Unicam em 2015 no curso de auxiliar em veterinária e assim conseguiu o seu certificado do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV) para trabalhar diretamente no seu empreendimento.

O novo rumo de Daniele: o UberDog

A convite do seu ex-professor do curso, no final de 2018, começou a transportar alguns cachorros pacientes de fisioterapia, já que possuía carro adaptado para isso. E aos poucos o seu serviço foi recomendado pelos próprios clientes e até mesmo os pet shops começaram a entrar em contato para solicitar seus serviços.

Com o pouco movimento na Pet Vip e além de perceber e vivenciar uma oportunidade de negócios na cidade, Daniele decidiu fechar o seu empreendimento em julho de 2019 e se dedicar totalmente a nova empresa, o UberDog.

O nome é apenas uma referência ao trabalho que ela e sua equipe, formada pelo marido e dois funcionários, oferecem, porque não possuem vínculo com o aplicativo Uber. Por ser um serviço personalizado, todas as demandas são marcadas e agendadas diretamente com ela, em seu WhatsApp. Além disso, é um trabalho diferenciado, porque todos possuem conhecimento técnico para transportar os animais pela cidade.

“Com cuidados necessários, agilidade e pontualidade, oferecemos transportes, intermunicipais e  interestaduais. Os valores são cobrados da mesma maneira na cidade, conforme a distância percorrida e horário”, explica Daniele.

Unicam: Centro de ensino profissional em Campo Grande

Com cursos voltados para groomer (tosador) e auxiliar veterinário, a Unicam agrega valor ao mercado pet de Campo Grande com mão de obra qualificada, oferecendo capacitação técnica com certificação do CRMV. Qualquer pessoa que esteja interessada até mesmo em cuidar melhor do seu pet em casa pode realizar os cursos da Unicam.

De acordo com o proprietário, Celso de Souza Martins, atualmente, o mercado exige o profissional auxiliar qualificado, de acordo com a Lei Federal de resolução nº 1.281, 25 de julho de 2019, que define diretrizes para a categoria criada, que fez o mercado expandir ainda mais.

“Para dar qualidade ao meio, regulamentaram para quem quer ingressar nessa área, o que é muito bom e ajuda a crescer ainda mais, e o mercado está longe de saturar. Por enquanto, o mais lucrativo e estratégico é abrir empreendimento do mercado pet em bairros, porque o cliente é mais fiel e as despesas bem menores do que se fosse no centro, por exemplo”, explica Celso.

Dados de pequenos negócios em bairros

Segundo pesquisa do Instituto Pet Brasil (IPB), em 2018, os pet shops de bairros mantiveram domínio no mercado, com o total de 25.125 lojas, cerca de 79,6%. Ou seja, a proporção é: a cada 10 pet shops, 8 são os categorizados como pequeno negócio – apresentando faturamento médio de R$ 60 mil a R$ 100 mil, com até 4 funcionários. Já os pet shops de médio porte vêm em segundo lugar, contando com 5.871 lojas (18,6%), seguidos das 401 megastores regionais (1,3%) e das 172 megastores nacionais (0,5%).

Show Pet Brasil

O Sebrae MS, para apoiar o mercado pet de MS, em parceria com a Guaicurus Produções e a Prefeitura Municipal, realiza desde 2017 o evento Show Pet Brasil para trazer na capital diversas palestras, talks, consultorias e empreendimentos de diversos setores, tanto do interior do estado, como de outras regiões do Brasil.

O evento é realizado anualmente, com o objetivo incentivar o mercado regional e proporcionar aos participantes além de interações, boas oportunidades de negócios. De acordo com o diretor da Guaicurus Produções, Leandro Reis, a ideia é trazer as novidades para os empresários e profissionais do ramo.

“Nas três edições do Show Pet Brasil, o evento teve um crescimento gradativo em 30% em cada uma delas. Isso porque o evento foi criado para gerar experiências das marcas participantes para que obtenham sucesso na conquista novos clientes e estreitamento relacionamentos com outros empreendedores”, explica Leandro. 

Segundo ele, como o mercado no estado está muito forte, é importante dar visibilidade para que novos investimentos sejam feitos. “Trazendo para cá o que geralmente é apresentado apenas em Feiras no Sul e Sudeste, conseguimos mostrar que temos condições de ter um grande evento e capacidade para trazer as grandes indústrias aqui”, finaliza Leandro.

Se você ficou interessado, a próxima edição do evento será realizada em setembro de 2020. Fique atento a nossa agenda de eventos do Sebrae MS e conte sempre com os nossos consultores.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário