Marketing e Vendas

23 abril, 2021 • Marketing e Vendas

Como definir um bom preço de venda em meu negócio?

Um dos grandes desafios do empreendedor é formar o preço de venda dos seus produtos e serviços. Isso porque essa questão envolve uma série de fatores, como o custo das operações e dos produtos, por exemplo. Além disso, definir um preço de custo atrativo e que gere lucro não é uma tarefa fácil. Portanto, é imprescindível entender técnicas e formas práticas de calcular e definir um valor justo para seus produtos.

É importante ressaltar que, quando este tipo de cálculo não é feito, ou mesmo, não é realizado da maneira correta, é possível que sua empresa sofra com prejuízos e complicações financeiras. Por isso, siga o nosso passo a passo e aprenda a formar o preço de venda correto em seus negócios.

Vendas pela internet

Como formar o preço de venda dos meus serviços e produtos?

Em primeiro lugar, é necessário observar quais os fatores necessários para fazer seu cálculo. Atente-se neles:

  • custo de produção, distribuição e divulgação;
  • volume de compra de acordo com o planejamento estratégico e orçamento disponível;
  • ofertas similares da concorrência;
  • análise de produtos e serviços que estarão em linha.

Tendo isso em mãos, é possível começar a organizar seus dados para gerar um cálculo mais preciso. Lembre-se também de verificar e entender as seguintes informações:

Custo direto

Este é o valor gasto para adquirir um produto ou serviço. Além da aquisição, a empresa também paga os tributos relacionados a ele, como: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Programas de Integração Social (PIS) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS).

Despesas fixas

Estes são custos fixos, que sempre serão repetidos ao longo dos meses. Dentre eles, estão gastos como aluguel, conta de luz, folha de pagamento, fornecedores, entre outros.

Despesas variáveis

Diferente das despesas fixas, estes são gastos pontuais que sua empresa pode ter, como comissões para os vendedores e os impostos sobre as vendas, além de embalagens e taxas do cartão de crédito, por exemplo.

Margem de lucro

O lucro é a porcentagem de ganho gerada a partir da venda. Para entender melhor este número, é preciso considerar o volume de vendas, gasto por produto, gastos totais, demanda e outros. Além disso, para definir o valor do seu lucro, é necessário entender qual valor é suficiente para que a empresa continue produzindo, vendendo e crescendo.

defina um bom preço de venda para seus serviços e produtos on-line

O cálculo do preço de venda na prática

Por fim, o valor do seu produto será formado pelo cálculo do custo + despesa + lucro, sendo eles:

Custo: todo investimento necessário para produzir o seu produto ou serviço.

Entre os principais custos estão:

Compra de matéria-prima, reposição de mercadorias no estoque, manutenção dos equipamentos de produção, salário das equipes de venda ou de produção, custos de produção de materiais de divulgação.

Despesa: o valor gasto pela empresa para vender este produto ou serviço.

Dentre as despesas da sua empresa, podem estar fatores como:

Salário do setor administrativo, pró-labore, conta de internet e telefone, aluguel de sala comercial,

materiais para escritório, impostos e tributos referentes à empresa.

Lucro e lucratividade: Primeiro, vamos entender a diferença entre lucro e lucratividade.

Lucro: é o resultado final de uma operação, também denominado de Lucro Líquido, expresso em valores. Vale relembrar que na estruturação de um DRE, base para o cálculo do resultado operacional, ele pode ser de lucro, mas também de prejuízo.

Lucratividade: é a representação percentual (%) do “ganho” de uma empresa em relação à atividade que ela desenvolve.

O cálculo do lucro é simples: se o gasto para gerar um produto ou serviço (incluindo custos fixos, despesas variáveis e impostos) é de R$ 50,00 e o empreendedor tem como objetivo receber um retorno (lucro desejável) de R$ 20,00 basta somar estes dois fatores para formar preço de venda:
R$ 50,00 + R$ 20,00 = R$ 70,00

Essa é uma maneira simples e justa de precificar os seus produtos e serviços, sem complicações. Existem, é claro, outras diversas formas de fazer esse cálculo. Essa é, entretanto, a mais prática para se aplicar em seu negócio.

Ganhando em lucratividade

Para ser mais assertivo na sua lucratividade e ter bons resultados financeiros, é preciso se atentar a algumas estratégias. Confira:

Tenha controle de todos os custos

Ser organizado e ter controle de tudo o que entra e sai financeiramente é essencial para ter uma boa lucratividade. Faça planilhas de controle e entenda cada item da sua lista para saber sempre quais são os principais gastos da sua empresa. Baixe aqui algumas planilhas que vão te ajudar neste controle!

Fique de olho no mercado

Estar atento às tendências e o que a concorrência tem feito é fundamental para ter uma boa base de valores. Existem fatores que influenciam nestas mudanças, como crises econômicas ou uma alta no seu nicho. Procure observar o mercado e entender quais ações tomar de acordo com o que está acontecendo no momento.

Tente reduzir custos

Para definir um bom preço de venda, antes esteja sempre a par de todos os seus custos e entenda quais deles são essenciais e quais podem ser desnecessários. Muitas vezes, a empresa gasta com processos que não precisavam acontecer ou que poderiam ser resolvidos de outras formas. Além disso, pesquise sempre por fornecedores e novos produtos e serviços que possam reduzir seus custos. Atente-se, porém, na qualidade: ela é um item indispensável se você quer ter sucesso em seu negócio. Nunca abra mão dela!

 

Gostou das nossas dicas sobre como formar preço de venda? Agora seu negócio está pronto para decolar! Siga o passo a passo e aplique as melhores estratégias em sua empresa. Acesse também nosso conteúdo exclusivo sobre empreendedorismo:

Como dar o pontapé inicial na divulgação da empresa? Por onde começar? Fazer eu mesmo ou terceirizar? (Cartilha)

Um dos grandes desafios do empreendedor é formar o preço de venda dos seus produtos e serviços. Isso porque essa questão envolve uma série de fatores, como o custo das operações e dos produtos, por exemplo. Além disso, definir um preço de custo atrativo e que gere lucro não é uma tarefa fácil. Portanto, é imprescindível entender técnicas e formas práticas de calcular e definir um valor justo para seus produtos.

É importante ressaltar que, quando este tipo de cálculo não é feito, ou mesmo, não é realizado da maneira correta, é possível que sua empresa sofra com prejuízos e complicações financeiras. Por isso, siga o nosso passo a passo e aprenda a formar o preço de venda correto em seus negócios.

Vendas pela internet

Como formar o preço de venda dos meus serviços e produtos?

Em primeiro lugar, é necessário observar quais os fatores necessários para fazer seu cálculo. Atente-se neles:

  • custo de produção, distribuição e divulgação;
  • volume de compra de acordo com o planejamento estratégico e orçamento disponível;
  • ofertas similares da concorrência;
  • análise de produtos e serviços que estarão em linha.

Tendo isso em mãos, é possível começar a organizar seus dados para gerar um cálculo mais preciso. Lembre-se também de verificar e entender as seguintes informações:

Custo direto

Este é o valor gasto para adquirir um produto ou serviço. Além da aquisição, a empresa também paga os tributos relacionados a ele, como: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Programas de Integração Social (PIS) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS).

Despesas fixas

Estes são custos fixos, que sempre serão repetidos ao longo dos meses. Dentre eles, estão gastos como aluguel, conta de luz, folha de pagamento, fornecedores, entre outros.

Despesas variáveis

Diferente das despesas fixas, estes são gastos pontuais que sua empresa pode ter, como comissões para os vendedores e os impostos sobre as vendas, além de embalagens e taxas do cartão de crédito, por exemplo.

Margem de lucro

O lucro é a porcentagem de ganho gerada a partir da venda. Para entender melhor este número, é preciso considerar o volume de vendas, gasto por produto, gastos totais, demanda e outros. Além disso, para definir o valor do seu lucro, é necessário entender qual valor é suficiente para que a empresa continue produzindo, vendendo e crescendo.

defina um bom preço de venda para seus serviços e produtos on-line

O cálculo do preço de venda na prática

Por fim, o valor do seu produto será formado pelo cálculo do custo + despesa + lucro, sendo eles:

Custo: todo investimento necessário para produzir o seu produto ou serviço.

Entre os principais custos estão:

Compra de matéria-prima, reposição de mercadorias no estoque, manutenção dos equipamentos de produção, salário das equipes de venda ou de produção, custos de produção de materiais de divulgação.

Despesa: o valor gasto pela empresa para vender este produto ou serviço.

Dentre as despesas da sua empresa, podem estar fatores como:

Salário do setor administrativo, pró-labore, conta de internet e telefone, aluguel de sala comercial,

materiais para escritório, impostos e tributos referentes à empresa.

Lucro e lucratividade: Primeiro, vamos entender a diferença entre lucro e lucratividade.

Lucro: é o resultado final de uma operação, também denominado de Lucro Líquido, expresso em valores. Vale relembrar que na estruturação de um DRE, base para o cálculo do resultado operacional, ele pode ser de lucro, mas também de prejuízo.

Lucratividade: é a representação percentual (%) do “ganho” de uma empresa em relação à atividade que ela desenvolve.

O cálculo do lucro é simples: se o gasto para gerar um produto ou serviço (incluindo custos fixos, despesas variáveis e impostos) é de R$ 50,00 e o empreendedor tem como objetivo receber um retorno (lucro desejável) de R$ 20,00 basta somar estes dois fatores para formar preço de venda:
R$ 50,00 + R$ 20,00 = R$ 70,00

Essa é uma maneira simples e justa de precificar os seus produtos e serviços, sem complicações. Existem, é claro, outras diversas formas de fazer esse cálculo. Essa é, entretanto, a mais prática para se aplicar em seu negócio.

Ganhando em lucratividade

Para ser mais assertivo na sua lucratividade e ter bons resultados financeiros, é preciso se atentar a algumas estratégias. Confira:

Tenha controle de todos os custos

Ser organizado e ter controle de tudo o que entra e sai financeiramente é essencial para ter uma boa lucratividade. Faça planilhas de controle e entenda cada item da sua lista para saber sempre quais são os principais gastos da sua empresa. Baixe aqui algumas planilhas que vão te ajudar neste controle!

Fique de olho no mercado

Estar atento às tendências e o que a concorrência tem feito é fundamental para ter uma boa base de valores. Existem fatores que influenciam nestas mudanças, como crises econômicas ou uma alta no seu nicho. Procure observar o mercado e entender quais ações tomar de acordo com o que está acontecendo no momento.

Tente reduzir custos

Para definir um bom preço de venda, antes esteja sempre a par de todos os seus custos e entenda quais deles são essenciais e quais podem ser desnecessários. Muitas vezes, a empresa gasta com processos que não precisavam acontecer ou que poderiam ser resolvidos de outras formas. Além disso, pesquise sempre por fornecedores e novos produtos e serviços que possam reduzir seus custos. Atente-se, porém, na qualidade: ela é um item indispensável se você quer ter sucesso em seu negócio. Nunca abra mão dela!

 

Gostou das nossas dicas sobre como formar preço de venda? Agora seu negócio está pronto para decolar! Siga o passo a passo e aplique as melhores estratégias em sua empresa. Acesse também nosso conteúdo exclusivo sobre empreendedorismo:

Como dar o pontapé inicial na divulgação da empresa? Por onde começar? Fazer eu mesmo ou terceirizar? (Cartilha)


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário