Dicas de Empreendedorismo

Planejamento de Negócios

imagem

Tem muita gente querendo pescar com as mesmas técnicas e movimentos achando que vai ganhar em cima dos mesmos peixes e lugares comuns, mas é muito difícil avançar por onde todos querem. Quando o domínio é sobre o mais ou menos, são os espertos (com muito respeito) que criam as oportunidades sugando vantagens pelo despreparo do vizinho e ausências naturais dos padrões decisórios dos clientes.
Como sempre para a maioria resta o consolo de que no futuro um dia as coisas podem mudar, afinal para que serve os direitos democráticos do auto questionamento, se não o de criar alternativas para substituir o entupimento burocrático das nossas próprias vidas e atividades, evitando que o nada atravesse a complementação do esforço pela evolução e o domínio das situações.
Os ganhos são determinados pelo conhecimento das incertezas dos outros, e no mundo dos excessos as ofertas são formadas de aditivos que não resolvem, mas prolongam, já que soluções definitivas sempre limitam a continuidade. A seleção entre o que é bom ou não, depende do crescimento pela busca do que se quer antecipando as ofertas que lhe oferecem.
Todo proposto depende da capacidade decisória, que tem como pré-requisito o aperfeiçoamento dos métodos para plantar o que se pretende colher. Esse é o foco dos detalhes que obstinam raros profissionais e que fazem a diferença frente à maioria dos projetos com boas intenções, mas que normalmente estão recheados de perda de tempo e da hipocrisia do faz de conta, que esconde os que não gostam de trabalhar além do exercício das planilhas, que sem perceber ocultam suas próprias ociosidades em meios aos tradicionais sistemas gerenciais de informação.
A medição da utilidade dos planos está na forma do como estamos convencidos e amparados para compor pela coerência, a dedicação necessária frente à arte de oferecer para ser aceito acima da obrigatoriedade, através da conquista de um entendimento comum para certificar o valeu a pena.
A capacidade de resposta dos projetos está no entendimento participativo do grupo frente à composição dos detalhes da anualização dos itens, incluindo as influencias comportamentais, suas interpretações e adequações. Bons estudos devem possibilitar alterações pelas épocas e suas características, desde que novas formas possam propiciar adições ao consumo. Sua concretização depende da organização matemática, que devem refletir principalmente as adições humanas e técnicas para qualificar o cumprimento do esforço tático do que se pretende.
Na gestão dos planos, nada será mais importante do que sua fundamentação em tempo hábil, pois é com resposta antecipadas que garantimos os índices de rentabilidade necessários ao crescimento.

Texto de Sérgio Dal Sasso


Que bom tê-lo como leitor do blog do Sebrae MS!
Tem interesse em saber mais sobre as nossas consultorias?

Clique aqui!







Deixe seu Comentário