Dicas de Empreendedorismo

07 dezembro, 2018 • Dicas de Empreendedorismo

Turismo: sustentabilidade como diferencial competitivo

Dizem que da natureza nada se tira além de fotos, nada se deixa além de pegadas e nada se leva além de lembranças. Conscientizar turistas e também os trabalhadores do setor que a conservação é palavra de ordem é uma realidade indispensável.

O Brasil é o destino com o maior potencial para ecoturismo e turismo de aventura no mundo, o que favorece muito a economia nacional. Suas belezas naturais e a diversidade de espécies da flora e da fauna contribuíram para que o país recebesse essa classificação pelo Fórum Econômico Mundial.

Para se ter uma ideia, mais de 10 mil empresas brasileiras são dedicadas ao setor.  A Organização Mundial do Turismo (OMT) aponta que, enquanto o turismo no geral avança 7,5% ao ano, o ecoturismo cresce 20%. São pelo menos um milhão de turistas no Brasil por ano, o que gera um faturamento de US$ 70 milhões.

Mato Grosso do Sul é um dos destinos mais procurados por quem quer aproveitar as belezas da Natureza. Bonito e Pantanal são apenas alguns dos exemplos de destinos procurados por turistas do mundo todo em nosso Estado. 

Adelino Costa Marques é formado em Administração com especialização em turismo, atuou durante dez anos em Bonito como gestor dos projetos de turismo de experiência e turismo sustentável. Ele afirma que o turismo no estado tem se consolidado cada vez mais como uma fonte geradora de receita para a economia. “Trata-se de um turismo mais consciente, com mão de obra qualidade, o que é de suma importância para garantir sustentabilidade econômica e também ambiental. Por isso, a qualificação não só dos empresários como também de seus colaboradores é fundamental”, pontua.

Outro aspecto é também conscientizar os turistas sobre a importância de um turismo mais responsável, o que é possível por meio do exemplo. “Para isso, é importante sempre que possível incentivar o uso de guias de turismo, pois eles contribuem para que o turismo cause o menor impacto possível. Além de darem informações de segurança, são eles que orientam no sentido da conservação do meio ambiente”, recomenda.

Experiência única

turismo sustentávelPara o turismólogo Bruno Wendling, atual diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, a principal preocupação com o turismo ecológico no estado é que ele seja trabalhado de forma responsável e organizada, visando respeitar a capacidade de suporte dos atrativos locais, com foco no público consciente.

Trabalhando há mais de 20 anos no segmento, ele pontua que uma boa maneira de conscientizar os empresários sobre a importância da preservação é nivelar informações e apresentar boas práticas para que eles saibam que preservar é a melhor forma de disponibilizar aos turistas, com responsabilidade, uma experiência única. “Desta forma a sustentabilidade econômica do negócio também terá mais longevidade”, afirma.

Já para os turistas, Bruno explica que a conscientização pode vir com a divulgação de informações e campanhas e mostrando os benefícios da preservação. Ele acredita que hoje os ecoturistas já são pessoas conscientes e preparadas para fazer um bom uso dos atrativos que visitam.

Quando perguntado sobre bons exemplos de práticas de turismo sustentável no estado, Bruno aponta que Bonito é um deles. “Cito os atrativos de Bonito que possuem licença e capacidade de carga estabelecida e o sistema de voucher que possibilita o controle e organização da venda dos passeios”, pontua.

Se esse assunto te interessa, acesse www.sebraeinspira.com.br, confira a programação que está rolando até o dia 02 de dezembro, que é justamente sobre Turismo e Economia Criativa, e participe!

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.









Deixe seu Comentário