Gestão de Pessoas

07 junho, 2017 • Gestão de Pessoas

Dicas para liderar uma equipe centrada e produtiva

Este conteúdo também está disponível em versão de áudio. Clique para ouvir:

 

Saiba como liderar uma equipe centrada e produtiva

Muito se fala sobre produtividade no meio corporativo. Todos querem que a produtividade seja alta sempre e que isso se converta em números para a empresa. Porém, a produtividade no trabalho não é um conceito simples de apenas produzir cada vez mais. A coach Caroline Reis provoca uma reflexão: “Primeiro, a gente tem que saber o que é essa produtividade. É uma queda nos números, não alcance das metas ou apenas uma percepção do líder? Isso é importante porque, dependendo dessa resposta, as variáveis mudam”. Conversamos com a profissional sobre os fatores que podem prejudicar a produtividade de uma equipe e ela deu algumas dicas. Saiba como liderar uma equipe centrada e produtiva. Confira as dicas!

O direcionamento é fundamental

Sêneca, pensador do Império Romano, em uma de suas célebres reflexões disse que “Se um homem não sabe a que porto se dirige, nenhum vento lhe será favorável”. A frase pode ser muito bem aplicada em um contexto corporativo, pois uma equipe sem direcionamento pode produzir muito e, ainda assim, isso não será revertido em resultados para a empresa.

Caroline Reis comenta que, às vezes, a equipe nem sabe que não está tendo uma boa performance por falta de alinhamento das expectativas em relação ao trabalho ou de clareza sobre o que se espera dela. “Manter a equipe alinhada é o primeiro passo para se ter maior produtividade no trabalho. O espírito de time também é importante. Têm equipes que não são times, são apenas pessoas que trabalham juntas. E esse é um trabalho do gestor: construir uma equipe que tenha espírito de grupo e que esteja motivada”, explica.

Saiba como liderar uma equipe centrada e produtiva

Vista a camisa de líder

Para Caroline, o mais importante é deixar de ser um gestor e tornar-se um líder. “A liderança é um dos fatores mais importantes – se não o mais importante – para que a produtividade no trabalho esteja cada vez melhor. A equipe é espelho do líder e é preciso entender que, quando a equipe tem sucesso, o mérito é dela. Quando fracassa, a culpa é do líder. Vemos isso sempre no futebol, por exemplo: não adianta juntar os melhores jogadores se o técnico não souber aproveitar o talento de cada um”, exemplifica.

Fazer o papel de um líder envolve diversos pontos importantes, e Caroline destaca alguns deles: “o líder precisa ter um mindset programado para a evolução constante, não achar que tem todas as respostas e envolver a equipe na solução dos problemas”. E o papel do líder no aumento da produtividade da equipe é relacionado ao bom direcionamento do time: definir objetivos e tarefas, distribuir as funções de acordo com os talentos de cada um, manter a equipe motivada e engajada e incentivar a comunicação aberta são alguns dos exemplos que Caroline pontua de ações que o deve líder desempenhar nesse aspecto.

Sobre a comunicação aberta, a coach enfatiza sua importância: “Quando a equipe sente que pode falar sobre os problemas sem ser punida por isso, o líder passa a ter acesso a informações importantes, que podem ajuda-lo a mudar a tática durante o percurso. Também é importante trazer as decisões para o consenso, uma espécie de liderança compartilhada. É claro que a palavra final é do tomador de decisões, mas quando a equipe sente que foi ouvida e sua opinião levada em consideração, isso gera excelentes resultados. Lembrando que consenso não é votação, não ganha a maioria, ganham as melhores ideias e argumentos”, comenta.

Mantenha o foco

Uma vez que a equipe está bem direcionada, é preciso garantir que todos mantenham o foco. “A falta de foco é o grande mal do nosso tempo. Com o excesso de estímulos está cada vez mais difícil concentrar-se naquilo que é necessário e essa armadilha é perigosa, pois precisamos de foco para alcançarmos nossos objetivos”, diz Caroline. Algumas ações simples como estabelecer metas (sempre possíveis, embora ousadas) e recompensar a equipe por seu desempenho e por cumprir as metas e utilizar ferramentas de checklist podem contribuir para que a equipe esteja sempre focada nos resultados. Reuniões de acompanhamento são também muito importantes, afinal, o acompanhamento do trabalho é parte importante da gestão.

Por fim, as distrações devem ser minimizadas: “muita gente não tem tempo e se imagina muito ocupada, só que na verdade é consumida por notificações do smartphone. Mas a tecnologia não é apenas vilã, ela também pode auxiliar no controle e organização do nosso tempo”. A gestão do tempo é algo muito importante para atingir a produtividade desejada e existem técnicas e métodos que podem auxiliá-lo nesta tarefa: “como o Pomodoro, GTD (Getting Things Done) ou mesmo checklists, lembretes ou a boa e velha agenda”, recomenda a coach.

Quer saber mais sobre dicas de liderança? Clique para assistir a um vídeo da coach Maura Gabinio.

Quero receber mais conteúdos como esse
 









Deixe seu Comentário