Finanças

06 agosto, 2021 • Finanças

Como conseguir acesso à melhor linha de crédito?

Empréstimo. Essa palavrinha tão grande que diz muita coisa para quem quer ter um incentivo a mais, financeiramente falando, na hora de dar um boom no seu empreendimento. Alguns gestores custam a buscar uma linha de crédito que atenda de fato o que precisam; por isso, separamos algumas dicas para você saber como conseguir o melhor capital de giro para sua empresa.

Mas afinal, o que é linha de crédito?

A linha de crédito é um tipo de recurso oferecido por uma instituição financeira (banco) e é destinado a empreendedores, empresários, gestores e até Pessoas Físicas (PF). Pode ser chamado de empréstimo ou financiamento e pode ter, também, fins específicos como pagamento de funcionários e/ou colaboradores, pagamento de contas da empresa, investimento na estrutura ou outras demandas.

Uma dica importante que todo empreendedor deve avaliar na hora de escolher uma linha de crédito é saber qual a finalidade que dará a esse empréstimo. Isso porque algumas seguradoras ou bancos só autorizam a linha de crédito já com uma destinação específica, como citamos no parágrafo acima.

É importante salientar também que existem alguns comparativos das linhas de crédito de algumas instituições. Por isso, citamos algumas observações pertinentes para o empreendedor observar:

  • Valores mínimos e máximos do empréstimo
  • Carência para início de pagamento
  • Prazos
  • Taxas de juros
  • Índice de correção de parcelas
  • Custo Efetivo Total (CET)
  • Garantia

Principais alternativas de linha de crédito para as empresas

1 – Crédito para capital de giro

O empréstimo por capital de giro é muito utilizado para atender as necessidades de caixa da sua empresa. Neste critério, a avaliação é feita através dos recursos disponíveis no caixa do seu negócio somado às despesas e contas a quitar.

Esse tipo de linha de crédito é ideal na organização das despesas fixas e, também, muito usado para aproveitamento das oportunidades (externa ou interna). O dinheiro deste empréstimo será muito útil para manter o empreendimento funcionando entre o tempo do investimento, gastos com colaboradores/fornecedores e retorno lucrativo para o caixa da empresa.

Em alguns bancos, o gestor pode negociar a primeira parcela para alguns meses e pode ter um número maior de prazos. Fique de olho nas taxas de juros e priorize sempre o valor com o perfil do caixa do seu empreendimento.

2 – Empréstimo com garantia

Assim como o nome diz, é um tipo de linha de crédito que existe a partir de uma troca, ou seja, o empreendedor oferece alguma garantia pelo valor do empréstimo. Essa garantia pode ser um bem material (veículo ou imóvel) que pode entrar no contrato como segurança à instituição financeira e pode ser vendido para quitação da dívida, caso haja inadimplência, por exemplo.

Mas, como o empresário oferece uma garantia, há riscos das inadimplências diminuírem e, com isso, o valor dos juros serem menores. Nesse critério há possibilidade do banco oferecer um prazo maior para pagamento também.

3 – Financiamentos

Como conseguir acesso à melhor linha de crédito?

Este é um tipo de empréstimo cedido para uma finalidade específica e já pré determinada em contrato. Essa linha de crédito é muito utilizada, por exemplo, na aquisição de um imóvel, veículo ou equipamentos de trabalho. Há possibilidade de financiamento de 80% a 100% e algumas instituições financeiras garantem prazo de até 60 meses.

Uma dica que damos é avaliar muito bem as taxas de juros ao mês, portanto, compare as condições antes de assinar o contrato.

4 – Linha de crédito pelo BNDES

Esta é uma linha de crédito muito utilizada pelas micro e médias empresas e funciona da seguinte forma: o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES repassa os valores liberados pelo Governo Federal através de bancos privados ou pelas fintechs.

O BNDES age da seguinte forma:

  • Crédito em folha de pagamento: aqui ele permite financiar o empréstimo até 2 meses dos gastos obtidos com pessoal, porém deve-se manter no emprego
  • Suspensão de pagamentos: vale para créditos correntes e, neste caso, o adiamento da amortização pode ser prorrogado por até 6 meses.
  • Crédito para micro e médias empresas: aqui o foco é no capital de giro da empresa e os juros anuais saem, em média, 15%.

5 – Microcrédito

Essa é uma linha de crédito usada para gestores de micro e pequenas empresas que optam por valores mais baixos. Consequentemente isso também terá um prazo mais curto e juros menores.

É considerada uma modalidade de incentivo e o dinheiro deve ser necessariamente investido na empresa.

6 – Antecipação de recebíveis

Nada mais é que uma modalidade da linha de crédito que permite que o empreendedor receba lucros antecipadamente, ou seja, o banco ou a instituição financeira oferece um valor específico e faz com que o gestor se comprometa apenas com contas de um curto prazo.

Por ser uma alternativa de curto prazo, é muito utilizada para empresas que ainda não possuem capital de giro e que pretendem cobrir as despesas mais urgentes do empreendimento.

7 – Cooperativas

Por fim, existem as cooperativas de créditos que oferecem empréstimos através de cartões de créditos, financiamentos e de capital de giro. Muitas vezes, as cooperativas possuem isenção de tributação, ou seja, são vistas como organizações sem fins lucrativos e visam o desenvolvimento através do interesse coletivo. Nelas, o conceito de lucro é substituído por sobras seguidas de rateios. Para isso, é necessário o empresário ser sócio da cooperativa e arcar com uma mensalidade.

Gostou das nossas dicas de como obter a melhor linha de crédito? Agora que você já sabe quais são as melhores modalidades, venha conferir nosso conteúdo exclusivo sobre Crédito e Finanças.

Empréstimo. Essa palavrinha tão grande que diz muita coisa para quem quer ter um incentivo a mais, financeiramente falando, na hora de dar um boom no seu empreendimento. Alguns gestores custam a buscar uma linha de crédito que atenda de fato o que precisam; por isso, separamos algumas dicas para você saber como conseguir o melhor capital de giro para sua empresa.

Mas afinal, o que é linha de crédito?

A linha de crédito é um tipo de recurso oferecido por uma instituição financeira (banco) e é destinado a empreendedores, empresários, gestores e até Pessoas Físicas (PF). Pode ser chamado de empréstimo ou financiamento e pode ter, também, fins específicos como pagamento de funcionários e/ou colaboradores, pagamento de contas da empresa, investimento na estrutura ou outras demandas.

Uma dica importante que todo empreendedor deve avaliar na hora de escolher uma linha de crédito é saber qual a finalidade que dará a esse empréstimo. Isso porque algumas seguradoras ou bancos só autorizam a linha de crédito já com uma destinação específica, como citamos no parágrafo acima.

É importante salientar também que existem alguns comparativos das linhas de crédito de algumas instituições. Por isso, citamos algumas observações pertinentes para o empreendedor observar:

  • Valores mínimos e máximos do empréstimo
  • Carência para início de pagamento
  • Prazos
  • Taxas de juros
  • Índice de correção de parcelas
  • Custo Efetivo Total (CET)
  • Garantia

Principais alternativas de linha de crédito para as empresas

1 – Crédito para capital de giro

O empréstimo por capital de giro é muito utilizado para atender as necessidades de caixa da sua empresa. Neste critério, a avaliação é feita através dos recursos disponíveis no caixa do seu negócio somado às despesas e contas a quitar.

Esse tipo de linha de crédito é ideal na organização das despesas fixas e, também, muito usado para aproveitamento das oportunidades (externa ou interna). O dinheiro deste empréstimo será muito útil para manter o empreendimento funcionando entre o tempo do investimento, gastos com colaboradores/fornecedores e retorno lucrativo para o caixa da empresa.

Em alguns bancos, o gestor pode negociar a primeira parcela para alguns meses e pode ter um número maior de prazos. Fique de olho nas taxas de juros e priorize sempre o valor com o perfil do caixa do seu empreendimento.

2 – Empréstimo com garantia

Assim como o nome diz, é um tipo de linha de crédito que existe a partir de uma troca, ou seja, o empreendedor oferece alguma garantia pelo valor do empréstimo. Essa garantia pode ser um bem material (veículo ou imóvel) que pode entrar no contrato como segurança à instituição financeira e pode ser vendido para quitação da dívida, caso haja inadimplência, por exemplo.

Mas, como o empresário oferece uma garantia, há riscos das inadimplências diminuírem e, com isso, o valor dos juros serem menores. Nesse critério há possibilidade do banco oferecer um prazo maior para pagamento também.

3 – Financiamentos

Como conseguir acesso à melhor linha de crédito?

Este é um tipo de empréstimo cedido para uma finalidade específica e já pré determinada em contrato. Essa linha de crédito é muito utilizada, por exemplo, na aquisição de um imóvel, veículo ou equipamentos de trabalho. Há possibilidade de financiamento de 80% a 100% e algumas instituições financeiras garantem prazo de até 60 meses.

Uma dica que damos é avaliar muito bem as taxas de juros ao mês, portanto, compare as condições antes de assinar o contrato.

4 – Linha de crédito pelo BNDES

Esta é uma linha de crédito muito utilizada pelas micro e médias empresas e funciona da seguinte forma: o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES repassa os valores liberados pelo Governo Federal através de bancos privados ou pelas fintechs.

O BNDES age da seguinte forma:

  • Crédito em folha de pagamento: aqui ele permite financiar o empréstimo até 2 meses dos gastos obtidos com pessoal, porém deve-se manter no emprego
  • Suspensão de pagamentos: vale para créditos correntes e, neste caso, o adiamento da amortização pode ser prorrogado por até 6 meses.
  • Crédito para micro e médias empresas: aqui o foco é no capital de giro da empresa e os juros anuais saem, em média, 15%.

5 – Microcrédito

Essa é uma linha de crédito usada para gestores de micro e pequenas empresas que optam por valores mais baixos. Consequentemente isso também terá um prazo mais curto e juros menores.

É considerada uma modalidade de incentivo e o dinheiro deve ser necessariamente investido na empresa.

6 – Antecipação de recebíveis

Nada mais é que uma modalidade da linha de crédito que permite que o empreendedor receba lucros antecipadamente, ou seja, o banco ou a instituição financeira oferece um valor específico e faz com que o gestor se comprometa apenas com contas de um curto prazo.

Por ser uma alternativa de curto prazo, é muito utilizada para empresas que ainda não possuem capital de giro e que pretendem cobrir as despesas mais urgentes do empreendimento.

7 – Cooperativas

Por fim, existem as cooperativas de créditos que oferecem empréstimos através de cartões de créditos, financiamentos e de capital de giro. Muitas vezes, as cooperativas possuem isenção de tributação, ou seja, são vistas como organizações sem fins lucrativos e visam o desenvolvimento através do interesse coletivo. Nelas, o conceito de lucro é substituído por sobras seguidas de rateios. Para isso, é necessário o empresário ser sócio da cooperativa e arcar com uma mensalidade.

Gostou das nossas dicas de como obter a melhor linha de crédito? Agora que você já sabe quais são as melhores modalidades, venha conferir nosso conteúdo exclusivo sobre Crédito e Finanças.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário