Finanças

19 julho, 2021 • Finanças

Como saber se minha ideia de negócio é financeiramente viável?

Ideia de negócio – Muitos empreendedores têm ideias que, a princípio, parecem muito boas para um novo negócio. O problema é que, por diversas vezes, essas ideias não são economicamente viáveis. Seja por conta de um detalhe em seu planejamento, ou pela falta de estudo de mercado, o negócio pode simplesmente não ir pra frente por não ser rentável.

Por esse motivo, é muito importante entender a viabilidade de uma ideia de negócio antes de colocá-la em ação. A rentabilidade de um negócio é um dos fatores decisivos para separá-lo de ideias mal formuladas. Para tal, é preciso criar um plano de negócio bem estruturado e calcular muito bem os indicadores de viabilidade da futura empresa. Existem formas práticas de fazer isso, e o Sebrae separou algumas delas para você. Confira!

Ponto de equilíbrio x Ideia de negócio

Como saber se minha ideia de negócio é financeiramente viável?

O ponto de equilíbrio é uma ótima forma de entender a viabilidade da sua empresa, pois esse valor representa o quanto o seu negócio precisa faturar, ou quantas unidades de um produto ou serviço precisam ser vendidas para pagar todos os custos. O ponto de equilíbrio pode ser medido pelo cálculo de faturamento (A) ou pelo cálculo de unidades vendidas (B):

  1. A) Ponto de Equilíbrio – PE faturamento

O índice da margem de contribuição pode ser calculado por meio da equação:

Preço de Venda = R$ 20,00 (100%) – Custo das Mercadorias Vendidas = R$ 12,00 (60%) – Despesas Variáveis = R$ 2,00 (10%) = Margem de Contribuição = R$ 6,00 (30%).

Com o cálculo do ponto de equilíbrio, entende-se os valores a serem gastos e recebidos para manter a empresa com as contas em dia. A partir das projeções de vendas do empreendedor, a empresa estará igualando suas receitas e seus custos. É uma ferramenta importante, pois identifica o volume mínimo de faturamento para não gerar prejuízos.

Outros indicadores do negócio rentável

Existem também outros indicadores que ajudam os empreendedores a entender como calcular a viabilidade de um negócio. Eles precisam ser mensurados (dentro da ideia de negócio) e acompanhados para que se obtenha um resultado correto. São eles:

  • Taxa Mínima de Atratividade – TMA
  • Valor Presente Líquido – VPL
  • Taxa Interna de Retorno – TIR
  • Payback

1 – Taxa Mínima de Atratividade – TMA

Esta taxa se refere ao percentual mínimo de retorno esperado dos investimentos feitos para que o modelo de negócio seja concebido. É uma estratégia fundamental para entender se o negócio será financeiramente viável. Não há um cálculo específico para definir este valor, mas o que se pode fazer é utilizar como base taxas básicas de juros, como a Selic.

2 – Valor Presente Líquido – VPL

O objetivo da VPL é projetar a expectativa de lucro com o modelo de negócio para os valores atuais. Calculando o Valor Presente Líquido, é possível saber quanto o lucro que a empresa espera receber valeria hoje. Isso quer dizer que ele aponta o valor atual dos recebimentos que ainda estão por vir.

Fórmula:

FC = Fluxo de caixa TMA = Taxa mínima de atratividade

O resultado deve ser positivo para que a empresa seja economicamente viável.

3 – Taxa Interna de Retorno – TIR

Trata-se do valor da porcentagem de retorno que se pretende obter sobre o valor investido no modelo de negócio. Para fazer o seu cálculo, a fórmula utilizada é a mesma do esquema anterior, porém TIR deve substituir o TMA e o resultado do VPL deve ser igual a zero. O seu negócio estará economicamente viável no caso do valor da TMA ser inferior à TIR.

4 – Payback

Este indicador serve para mostrar quanto tempo em média sua empresa levará para recuperar o valor investido em seu início. O cálculo depende da projeção do seu fluxo de caixa mensal. Por exemplo: se sua empresa teve o investimento inicial de R$100 mil e o fluxo de caixa dela é de R$10 mil por mês, significa que em 10 meses será possível recuperar o valor investido.

Faça monitoramento constante

Sabendo de todos os cálculos e fórmulas necessárias para entender, em valores, se o seu negócio é viável economicamente falando, é importante fazer uma planilha de controle de viabilidade para sua empresa. Este tipo de ferramenta possibilita que você monitore seus valores e analise se vale a pena investir, além de como e quando fazer isso.

Essa estratégia otimiza seu tempo de trabalho, já que é possível fazer cálculos complexos de forma automatizada. Além disso, todos os seus registros ficarão seguros por lá, mantendo um histórico atualizado do negócio.

Aplique os conhecimentos adquiridos hoje em sua empresa e entenda sua viabilidade econômica! Aproveite para estudar mais sobre gestão financeira com nosso material exclusivo.

Ideia de negócio – Muitos empreendedores têm ideias que, a princípio, parecem muito boas para um novo negócio. O problema é que, por diversas vezes, essas ideias não são economicamente viáveis. Seja por conta de um detalhe em seu planejamento, ou pela falta de estudo de mercado, o negócio pode simplesmente não ir pra frente por não ser rentável.

Por esse motivo, é muito importante entender a viabilidade de uma ideia de negócio antes de colocá-la em ação. A rentabilidade de um negócio é um dos fatores decisivos para separá-lo de ideias mal formuladas. Para tal, é preciso criar um plano de negócio bem estruturado e calcular muito bem os indicadores de viabilidade da futura empresa. Existem formas práticas de fazer isso, e o Sebrae separou algumas delas para você. Confira!

Ponto de equilíbrio x Ideia de negócio

Como saber se minha ideia de negócio é financeiramente viável?

O ponto de equilíbrio é uma ótima forma de entender a viabilidade da sua empresa, pois esse valor representa o quanto o seu negócio precisa faturar, ou quantas unidades de um produto ou serviço precisam ser vendidas para pagar todos os custos. O ponto de equilíbrio pode ser medido pelo cálculo de faturamento (A) ou pelo cálculo de unidades vendidas (B):

  1. A) Ponto de Equilíbrio – PE faturamento

O índice da margem de contribuição pode ser calculado por meio da equação:

Preço de Venda = R$ 20,00 (100%) – Custo das Mercadorias Vendidas = R$ 12,00 (60%) – Despesas Variáveis = R$ 2,00 (10%) = Margem de Contribuição = R$ 6,00 (30%).

Com o cálculo do ponto de equilíbrio, entende-se os valores a serem gastos e recebidos para manter a empresa com as contas em dia. A partir das projeções de vendas do empreendedor, a empresa estará igualando suas receitas e seus custos. É uma ferramenta importante, pois identifica o volume mínimo de faturamento para não gerar prejuízos.

Outros indicadores do negócio rentável

Existem também outros indicadores que ajudam os empreendedores a entender como calcular a viabilidade de um negócio. Eles precisam ser mensurados (dentro da ideia de negócio) e acompanhados para que se obtenha um resultado correto. São eles:

  • Taxa Mínima de Atratividade – TMA
  • Valor Presente Líquido – VPL
  • Taxa Interna de Retorno – TIR
  • Payback

1 – Taxa Mínima de Atratividade – TMA

Esta taxa se refere ao percentual mínimo de retorno esperado dos investimentos feitos para que o modelo de negócio seja concebido. É uma estratégia fundamental para entender se o negócio será financeiramente viável. Não há um cálculo específico para definir este valor, mas o que se pode fazer é utilizar como base taxas básicas de juros, como a Selic.

2 – Valor Presente Líquido – VPL

O objetivo da VPL é projetar a expectativa de lucro com o modelo de negócio para os valores atuais. Calculando o Valor Presente Líquido, é possível saber quanto o lucro que a empresa espera receber valeria hoje. Isso quer dizer que ele aponta o valor atual dos recebimentos que ainda estão por vir.

Fórmula:

FC = Fluxo de caixa TMA = Taxa mínima de atratividade

O resultado deve ser positivo para que a empresa seja economicamente viável.

3 – Taxa Interna de Retorno – TIR

Trata-se do valor da porcentagem de retorno que se pretende obter sobre o valor investido no modelo de negócio. Para fazer o seu cálculo, a fórmula utilizada é a mesma do esquema anterior, porém TIR deve substituir o TMA e o resultado do VPL deve ser igual a zero. O seu negócio estará economicamente viável no caso do valor da TMA ser inferior à TIR.

4 – Payback

Este indicador serve para mostrar quanto tempo em média sua empresa levará para recuperar o valor investido em seu início. O cálculo depende da projeção do seu fluxo de caixa mensal. Por exemplo: se sua empresa teve o investimento inicial de R$100 mil e o fluxo de caixa dela é de R$10 mil por mês, significa que em 10 meses será possível recuperar o valor investido.

Faça monitoramento constante

Sabendo de todos os cálculos e fórmulas necessárias para entender, em valores, se o seu negócio é viável economicamente falando, é importante fazer uma planilha de controle de viabilidade para sua empresa. Este tipo de ferramenta possibilita que você monitore seus valores e analise se vale a pena investir, além de como e quando fazer isso.

Essa estratégia otimiza seu tempo de trabalho, já que é possível fazer cálculos complexos de forma automatizada. Além disso, todos os seus registros ficarão seguros por lá, mantendo um histórico atualizado do negócio.

Aplique os conhecimentos adquiridos hoje em sua empresa e entenda sua viabilidade econômica! Aproveite para estudar mais sobre gestão financeira com nosso material exclusivo.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário