Marketing e Vendas

01 fevereiro, 2021 • Marketing e Vendas

Aprenda a vender para o poder público

Conquistar um cliente do setor público é uma oportunidade de garantir não só estabilidade, mas um aumento de faturamento considerável e de longo prazo para a empresa. Em um momento de retomada da economia, como o que estamos vivendo, essa conquista pode proporcionar novos rumos para o empreendimento, garantindo aumento de visibilidade e perspectivas de crescimento.

Marcus Rodrigo de Faria, que é analista de Agronegócio e Compras Públicas do Sebrae, falou um pouco sobre como essa é uma realidade possível para micro e pequenos empreendedores e trouxe dicas preciosas que os ajudarão a alcançar as tão sonhadas vendas para um cliente público.

Confira!

v

Apesar de parecer uma realidade distante, muitos micro e pequenos empreendedores já descobriram os segredos que envolvem as vendas para o setor público e transformaram as trajetórias de suas empresas.

Participar das licitações e garantir essas vendas é uma tarefa simples, mas que requer dedicação, estudo do setor e um aprofundamento nos editais, além de uma análise do perfil da empresa e de sua capacidade de atender às demandas de forma integral.

Esqueça os paradigmas

Marcus Faria, que é Analista Técnico do Sebrae/MS, afirma que, na maioria dos casos, o que impede os pequenos negócios de atenderem clientes do poder público são os mitos. “O maior obstáculo para acessar as compras governamentais, ainda é o paradigma. Muitos empresários acham que a administração pública não paga, que dá calote, que os processos licitatórios são todos com esquemas, entre tantas outras coisas”, explica.

No entanto, defende que esse tipo de cliente está sempre em busca de novos fornecedores e que é nesse momento que o empresário encontrará os diferenciais que beneficiarão seu negócio.

“O empresário, diariamente, busca trazer novos clientes para a sua empresa, com promoções, redução de preços, parcelando pagamentos. O que a maioria ainda não percebeu é que o Governo pode ser esse cliente. Anualmente, os governos municipais, estaduais e federais gastam bilhões em contratações. E o melhor: contrata-se de tudo”.

Esteja preparado para as oportunidades

Para aproveitar os momentos de busca por fornecedores, é fundamental que a empresa esteja cadastrada no órgão para o qual quer vender. “Para acessar as compras no modo eletrônico, a empresa deverá cadastrar-se nos portais e ter a chave de acesso. Para as presenciais, a dica é que sempre acompanhem no site do órgão as publicações de abertura de certame licitatório”.

Além disso, o empresário que se dispõe a participar, precisa conhecer as regras de uma licitação, para que não corra o risco de descumpri-las ou de não identificar o não cumprimento de uma das partes.

Dessa forma, Faria orienta que o empresário disponibilize um tempo, também, para capacitar-se. “Hoje, existem diversos cursos online disponíveis para o empresário. No sebrae.com.br há uma enorme lista de cursos que podem ser feitos à distância”.

Ainda, para quem prefere os cursos presenciais, o Sebrae disponibiliza uma grande variedade que, neste momento, segue todos os protocolos de biossegurança.

Já conheço os processos e o potencial da minha empresa. E agora?

O empresário que se sente preparado para participar do processo de licitação deve aguardar o edital que corresponda à sua proposta.

Assim que o obtiver, conforme explica Faria, deve realizar a análise detalhada do termo de referência e das regras editalícias e reunir todos os documentos exigidos, com atenção especial ao registro da empresa, contrato social, os faturamentos, comprovantes e certidões negativas de débitos.

“A dica é sempre envolver mais pessoas na tomada de decisão, conversar com funcionários, sócios ou mesmo familiares e ter um sistema de gestão e controle”.

Serviço: O Programa Cidade Empreendedora busca desenvolver uma nova postura do poder público e apresentar uma nova percepção para os empresários, criando, de forma organizada, ações voltadas à melhoria do ambiente de negócios e desenvolvimento econômico.

“Hoje em dia, com o avanço da internet e das legislações referentes à transparência nos gastos públicos, o empresário pode ficar mais tranquilo e ter a confiança que a sua empresa pode sim ser uma fornecedora de produtos ou serviços para a prefeitura, estado ou até mesmo para a administração federal”, finaliza.

Conquistar um cliente do setor público é uma oportunidade de garantir não só estabilidade, mas um aumento de faturamento considerável e de longo prazo para a empresa. Em um momento de retomada da economia, como o que estamos vivendo, essa conquista pode proporcionar novos rumos para o empreendimento, garantindo aumento de visibilidade e perspectivas de crescimento.

Marcus Rodrigo de Faria, que é analista de Agronegócio e Compras Públicas do Sebrae, falou um pouco sobre como essa é uma realidade possível para micro e pequenos empreendedores e trouxe dicas preciosas que os ajudarão a alcançar as tão sonhadas vendas para um cliente público.

Confira!

v

Apesar de parecer uma realidade distante, muitos micro e pequenos empreendedores já descobriram os segredos que envolvem as vendas para o setor público e transformaram as trajetórias de suas empresas.

Participar das licitações e garantir essas vendas é uma tarefa simples, mas que requer dedicação, estudo do setor e um aprofundamento nos editais, além de uma análise do perfil da empresa e de sua capacidade de atender às demandas de forma integral.

Esqueça os paradigmas

Marcus Faria, que é Analista Técnico do Sebrae/MS, afirma que, na maioria dos casos, o que impede os pequenos negócios de atenderem clientes do poder público são os mitos. “O maior obstáculo para acessar as compras governamentais, ainda é o paradigma. Muitos empresários acham que a administração pública não paga, que dá calote, que os processos licitatórios são todos com esquemas, entre tantas outras coisas”, explica.

No entanto, defende que esse tipo de cliente está sempre em busca de novos fornecedores e que é nesse momento que o empresário encontrará os diferenciais que beneficiarão seu negócio.

“O empresário, diariamente, busca trazer novos clientes para a sua empresa, com promoções, redução de preços, parcelando pagamentos. O que a maioria ainda não percebeu é que o Governo pode ser esse cliente. Anualmente, os governos municipais, estaduais e federais gastam bilhões em contratações. E o melhor: contrata-se de tudo”.

Esteja preparado para as oportunidades

Para aproveitar os momentos de busca por fornecedores, é fundamental que a empresa esteja cadastrada no órgão para o qual quer vender. “Para acessar as compras no modo eletrônico, a empresa deverá cadastrar-se nos portais e ter a chave de acesso. Para as presenciais, a dica é que sempre acompanhem no site do órgão as publicações de abertura de certame licitatório”.

Além disso, o empresário que se dispõe a participar, precisa conhecer as regras de uma licitação, para que não corra o risco de descumpri-las ou de não identificar o não cumprimento de uma das partes.

Dessa forma, Faria orienta que o empresário disponibilize um tempo, também, para capacitar-se. “Hoje, existem diversos cursos online disponíveis para o empresário. No sebrae.com.br há uma enorme lista de cursos que podem ser feitos à distância”.

Ainda, para quem prefere os cursos presenciais, o Sebrae disponibiliza uma grande variedade que, neste momento, segue todos os protocolos de biossegurança.

Já conheço os processos e o potencial da minha empresa. E agora?

O empresário que se sente preparado para participar do processo de licitação deve aguardar o edital que corresponda à sua proposta.

Assim que o obtiver, conforme explica Faria, deve realizar a análise detalhada do termo de referência e das regras editalícias e reunir todos os documentos exigidos, com atenção especial ao registro da empresa, contrato social, os faturamentos, comprovantes e certidões negativas de débitos.

“A dica é sempre envolver mais pessoas na tomada de decisão, conversar com funcionários, sócios ou mesmo familiares e ter um sistema de gestão e controle”.

Serviço: O Programa Cidade Empreendedora busca desenvolver uma nova postura do poder público e apresentar uma nova percepção para os empresários, criando, de forma organizada, ações voltadas à melhoria do ambiente de negócios e desenvolvimento econômico.

“Hoje em dia, com o avanço da internet e das legislações referentes à transparência nos gastos públicos, o empresário pode ficar mais tranquilo e ter a confiança que a sua empresa pode sim ser uma fornecedora de produtos ou serviços para a prefeitura, estado ou até mesmo para a administração federal”, finaliza.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário