Marketing e Vendas

14 julho, 2021 • Marketing e Vendas

De Pai para Filho: semelhanças entre a paternidade e o empreendedorismo

A palavra paternidade em si vem acumulada de sinônimos que condizem com a expressão: herói, protetor, presente, legado, autoridade, amorosidade, exemplo, incentivo, etc. Sabemos que essas características são fortes e representam a expressão De Pai para Filho e, por isso, trouxemos a reflexão para o universo do empreendedorismo bem na época do Dia dos Pais.

Isso mesmo. Assim como em casa, onde a visão do pai é aquela que protege, no mundo dos negócios a associação é quase parecida. Diríamos até que ela é muito semelhante. Sabemos também que uma das principais missões de um pai é ensinar os filhos a sobreviver. E, assim, abrimos a deixa para a pergunta: como ser um bom pai para seu negócio?

Paternidade x Empreendedorismo

de pai para filho

À primeira vista parece estranho, mas se observarmos ao pé da letra, a paternidade é um pouco aliada do empreendedorismo. Afinal, seu empreendimento é uma cria sua e, assim como na vida pessoal, você tem um zelo por ele e precisa caminhar lado a lado para que ela sobreviva ao mundão. E, tal qual a visão de pai para filho, você deve proteger seu negócio.

Sabemos também que os aprendizados são constantes para ambos. Tanto na paternidade quanto no empreendedorismo, há sempre o que aprender. Por isso, separamos algumas semelhanças entre os dois, afinal, a nossa empresa é mesmo como um filho pra gente.

1 – A hora certa

Assim como há momentos certos para se ter um filho dentro de um planejamento de vida, é como o empreendedor deve pensar perante seu negócio. Estude todas as possibilidades e saiba a hora certa de colocar sua empresa para funcionar. Às vezes esse planejamento pode ir além dos nove meses exatos para nascer. Mas tudo depende de você analisar esse momento.

2 – Planejamento

Planejamento é a base de qualquer coisa. Seja de pai para filho ou de gestor para negócio. O planejamento é ideal para ambos. Salientamos apenas uma observação extremamente importante nesses dois casos: conte com imprevistos, ou seja, saiba que você pode ter seu planejamento estruturado na teoria, mas que a prática pode vir e te ensinar muito mais. Digamos que ela (a prática) pode te fazer ser mais forte. A dica é: tenha planos A, B e C.

3 – Tempo investido

Assim como na criação dos filhos, é preciso investir tempo na sua empresa. Esse é um assunto que trabalha diretamente a dedicação do pai e do empreendedor, pois caso não tenha um tempo do seu dia dedicado a ambos, o prejuízo é visto em curto ou em longo prazo.

4 – Responsabilidades

As responsabilidades fazem parte da semelhança entre a paternidade e o empreendedorismo. De pai para filho, o empreendedor também tem responsabilidades a cumprir com seu negócio. Se você empreende, com certeza sabe das responsabilidades que tem para sua empresa funcionar. É quase igual a um filho que tem de comer, se vestir, estudar, brincar…

5 – Liderança

Não diferente dos temas acima, a liderança acolhe muito bem os dois papéis. Tanto o pai quanto o empreendedor carregam essa nomenclatura ao posto. Seja um bom líder nos negócios assim como você organiza a rotina dos seus filhos. A demanda pode até ser diferente, mas a mensagem é a mesma: planejamento.

6 – Educação

Chegamos à sexta dica das semelhanças entre paternidade e empreendedorismo. Essa é, sem dúvida, a mais desafiadora, afinal, criar uma cultura para sua empresa, que possa caminhar junto aos parâmetros da missão que você determinou para ela, não é uma tarefa fácil. A mensagem é: independente do que aconteça, tenha sempre os valores aliados às virtudes do seu empreendimento.

Dentre outras dicas que correspondem à realidade De Pai para Filho, sabemos ao certo as frases-chave para termos de exemplo para a vida. São elas:

  • Valorize seu nome.
  • Qual será o legado que você vai deixar?
  • Tenha coragem!
  • Se você ama, seja feliz.
  • Faça o que te dá prazer.
  • Se não deu certo, tente novamente.
  • Não faça nada só pelo dinheiro.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as semelhanças entre esses dois papéis fundamentais, que tal pegar todo aquele exemplo de quem te inspirou desde criança e colocar em prática no seu negócio? É uma lição a se reproduzir e que tem tudo a ver na forma de condução e sucesso do seu filho, ops, empreendimento.

Preparamos um material completo com dicas de como usar o Storytelling em favor da sua empresa no Dia dos Pais. Acesse nosso guia e aproveite para por em prática uma campanha que ficará marcada eternamente na memória de seu público-alvo.

A palavra paternidade em si vem acumulada de sinônimos que condizem com a expressão: herói, protetor, presente, legado, autoridade, amorosidade, exemplo, incentivo, etc. Sabemos que essas características são fortes e representam a expressão De Pai para Filho e, por isso, trouxemos a reflexão para o universo do empreendedorismo bem na época do Dia dos Pais.

Isso mesmo. Assim como em casa, onde a visão do pai é aquela que protege, no mundo dos negócios a associação é quase parecida. Diríamos até que ela é muito semelhante. Sabemos também que uma das principais missões de um pai é ensinar os filhos a sobreviver. E, assim, abrimos a deixa para a pergunta: como ser um bom pai para seu negócio?

Paternidade x Empreendedorismo

de pai para filho

À primeira vista parece estranho, mas se observarmos ao pé da letra, a paternidade é um pouco aliada do empreendedorismo. Afinal, seu empreendimento é uma cria sua e, assim como na vida pessoal, você tem um zelo por ele e precisa caminhar lado a lado para que ela sobreviva ao mundão. E, tal qual a visão de pai para filho, você deve proteger seu negócio.

Sabemos também que os aprendizados são constantes para ambos. Tanto na paternidade quanto no empreendedorismo, há sempre o que aprender. Por isso, separamos algumas semelhanças entre os dois, afinal, a nossa empresa é mesmo como um filho pra gente.

1 – A hora certa

Assim como há momentos certos para se ter um filho dentro de um planejamento de vida, é como o empreendedor deve pensar perante seu negócio. Estude todas as possibilidades e saiba a hora certa de colocar sua empresa para funcionar. Às vezes esse planejamento pode ir além dos nove meses exatos para nascer. Mas tudo depende de você analisar esse momento.

2 – Planejamento

Planejamento é a base de qualquer coisa. Seja de pai para filho ou de gestor para negócio. O planejamento é ideal para ambos. Salientamos apenas uma observação extremamente importante nesses dois casos: conte com imprevistos, ou seja, saiba que você pode ter seu planejamento estruturado na teoria, mas que a prática pode vir e te ensinar muito mais. Digamos que ela (a prática) pode te fazer ser mais forte. A dica é: tenha planos A, B e C.

3 – Tempo investido

Assim como na criação dos filhos, é preciso investir tempo na sua empresa. Esse é um assunto que trabalha diretamente a dedicação do pai e do empreendedor, pois caso não tenha um tempo do seu dia dedicado a ambos, o prejuízo é visto em curto ou em longo prazo.

4 – Responsabilidades

As responsabilidades fazem parte da semelhança entre a paternidade e o empreendedorismo. De pai para filho, o empreendedor também tem responsabilidades a cumprir com seu negócio. Se você empreende, com certeza sabe das responsabilidades que tem para sua empresa funcionar. É quase igual a um filho que tem de comer, se vestir, estudar, brincar…

5 – Liderança

Não diferente dos temas acima, a liderança acolhe muito bem os dois papéis. Tanto o pai quanto o empreendedor carregam essa nomenclatura ao posto. Seja um bom líder nos negócios assim como você organiza a rotina dos seus filhos. A demanda pode até ser diferente, mas a mensagem é a mesma: planejamento.

6 – Educação

Chegamos à sexta dica das semelhanças entre paternidade e empreendedorismo. Essa é, sem dúvida, a mais desafiadora, afinal, criar uma cultura para sua empresa, que possa caminhar junto aos parâmetros da missão que você determinou para ela, não é uma tarefa fácil. A mensagem é: independente do que aconteça, tenha sempre os valores aliados às virtudes do seu empreendimento.

Dentre outras dicas que correspondem à realidade De Pai para Filho, sabemos ao certo as frases-chave para termos de exemplo para a vida. São elas:

  • Valorize seu nome.
  • Qual será o legado que você vai deixar?
  • Tenha coragem!
  • Se você ama, seja feliz.
  • Faça o que te dá prazer.
  • Se não deu certo, tente novamente.
  • Não faça nada só pelo dinheiro.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as semelhanças entre esses dois papéis fundamentais, que tal pegar todo aquele exemplo de quem te inspirou desde criança e colocar em prática no seu negócio? É uma lição a se reproduzir e que tem tudo a ver na forma de condução e sucesso do seu filho, ops, empreendimento.

Preparamos um material completo com dicas de como usar o Storytelling em favor da sua empresa no Dia dos Pais. Acesse nosso guia e aproveite para por em prática uma campanha que ficará marcada eternamente na memória de seu público-alvo.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário