Marketing e Vendas

14 junho, 2021 • Marketing e Vendas

Trade Marketing: como acertar na estratégia dos canais de distribuição?

Logo que iniciamos um empreendimento é comum pensarmos em todo o planejamento desde ação e execução para que tudo resulte em sucesso. De todas as ações existentes para alavancar a sua marca, uma delas está nas estratégias de marketing. Sem elas, você não terá visibilidade eficaz para poder estar sempre em evidência no mercado. O Trade Marketing complementa essa parte, pois está focado diretamente em estimular o consumo de produtos nos infinitos canais de distribuição dentro do atacado e varejo.

Mas, afinal, o que é Trade Marketing?

Basicamente o Trade Marketing é uma prática que envolve apenas as empresas, ou seja, é uma ação fundamental para quem não tem um canal direto de venda ao consumidor ou público-alvo, mas que precisa tornar sua marca visível a todos.

Ela é realizada por meio dos canais de distribuição que atendem através do shopper – que é quem efetua a compra do produto mas não consome e, sim, revende. Para que haja maior resultado, é necessário que saibamos dos conceitos básicos do Trade Marketing, como os canais de distribuição:

  • Pontos de venda: espaço físico ou virtual onde são vendidos os produtos de uma determinada marca/produto.
  • Share de gôndola: é um espaço/prateleira dentro do canal de venda que é destinado para o produto/marca.
  • Canais de venda: pode ser tudo que está ligado à venda: freeshops, lojas, mercados, supermercados, televendas, e-commerces, farmácias, conveniências etc.
  • Canais diretos: a empresa da marca/produto é quem faz a entrega direta ao consumidor.
  • Canais indiretos: voltado para atacados, distribuidores e os conhecidos como brokers, que são nada mais do que alguém que faz a ponte entre a empresa e o consumidor.

Vantagens do Trade Marketing

Trade Marketing: como acertar na estratégia dos canais de distribuição?

Pode parecer simples, mas o objetivo geral do Trade Marketing é vender mais. Para isso, a marca/empresa deve saber se colocar em exposição nos varejistas para poder colher bons resultados.

1 – Fortalecimento da marca

Um dos objetivos mais importantes dentro do Trade Marketing está no fortalecimento da marca/produto dentro do canal de distribuição. Vale lembrar que, neste caso, tudo que envolve a empresa faz parte desse tópico, por isso é importante avaliar não só a publicidade como também o relacionamento com o público, excelência no atendimento, atenção no pós-venda bem como embalagem, cores e tamanhos.

Para que a marca seja ainda mais fortalecida nos canais de venda, é necessário observar detalhes como:

  • Presença do produto para que o público-alvo reconheça;
  • Inovação na apresentação;
  • Exposição diferenciada no ponto de venda;
  • Espaço dividido entre os concorrentes;
  • Ações de campanha: explorar as gôndolas com um marketing chamativo, distribuir amostras grátis e pensar em estratégias que despertem a atenção do consumidor.

2 – Vender mais

O Trade Marketing é fundamental na soma do gestor da marca e o canal de distribuição, pois ele chega para solucionar a lucratividade de ambos. O empresário ou dono da marca precisa que seu produto esteja em notoriedade e alcance um maior volume de vendas, que gere não apenas capital para investir como aumente a produção e lucro de ambos.

3 – Público-alvo definido

A percepção deste público-alvo será fundamental neste processo. Para ele se tornar fiel à sua marca, é importante você cativá-lo a ponto de garantir o retorno do consumidor para buscar sua marca em todos os canais. Portanto, invista em uma divulgação ampla e chamativa, conforme citamos acima.

4 – Domínio de mercado

Tenha uma boa relação com os varejistas que estão à frente e são a vitrine do seu produto. Lembre-se que construir esse relacionamento leva tempo, dedicação e muita troca com o seu shopper.

Uma dica importante é saber se os canais de distribuição escolhidos estão alinhados à essência da marca/empresa, caso contrário essa prática não trará resultado. Um exemplo: você não vai ver produtos de beleza dentro de um freeshop de cervejas artesanais, não é? Portanto, deve fazer sentido também o perfil do expositor.

Gostou das dicas de como acertar nas estratégias do Trade Marketing? Que tal ficar por dentro das principais estratégias de marketing para expandir as vendas da sua empresa? Acesse nossos conteúdos exclusivos para saber mais!

Baixe agora o Ebook: Como Estruturar as vendas da sua empresa

Logo que iniciamos um empreendimento é comum pensarmos em todo o planejamento desde ação e execução para que tudo resulte em sucesso. De todas as ações existentes para alavancar a sua marca, uma delas está nas estratégias de marketing. Sem elas, você não terá visibilidade eficaz para poder estar sempre em evidência no mercado. O Trade Marketing complementa essa parte, pois está focado diretamente em estimular o consumo de produtos nos infinitos canais de distribuição dentro do atacado e varejo.

Mas, afinal, o que é Trade Marketing?

Basicamente o Trade Marketing é uma prática que envolve apenas as empresas, ou seja, é uma ação fundamental para quem não tem um canal direto de venda ao consumidor ou público-alvo, mas que precisa tornar sua marca visível a todos.

Ela é realizada por meio dos canais de distribuição que atendem através do shopper – que é quem efetua a compra do produto mas não consome e, sim, revende. Para que haja maior resultado, é necessário que saibamos dos conceitos básicos do Trade Marketing, como os canais de distribuição:

  • Pontos de venda: espaço físico ou virtual onde são vendidos os produtos de uma determinada marca/produto.
  • Share de gôndola: é um espaço/prateleira dentro do canal de venda que é destinado para o produto/marca.
  • Canais de venda: pode ser tudo que está ligado à venda: freeshops, lojas, mercados, supermercados, televendas, e-commerces, farmácias, conveniências etc.
  • Canais diretos: a empresa da marca/produto é quem faz a entrega direta ao consumidor.
  • Canais indiretos: voltado para atacados, distribuidores e os conhecidos como brokers, que são nada mais do que alguém que faz a ponte entre a empresa e o consumidor.

Vantagens do Trade Marketing

Trade Marketing: como acertar na estratégia dos canais de distribuição?

Pode parecer simples, mas o objetivo geral do Trade Marketing é vender mais. Para isso, a marca/empresa deve saber se colocar em exposição nos varejistas para poder colher bons resultados.

1 – Fortalecimento da marca

Um dos objetivos mais importantes dentro do Trade Marketing está no fortalecimento da marca/produto dentro do canal de distribuição. Vale lembrar que, neste caso, tudo que envolve a empresa faz parte desse tópico, por isso é importante avaliar não só a publicidade como também o relacionamento com o público, excelência no atendimento, atenção no pós-venda bem como embalagem, cores e tamanhos.

Para que a marca seja ainda mais fortalecida nos canais de venda, é necessário observar detalhes como:

  • Presença do produto para que o público-alvo reconheça;
  • Inovação na apresentação;
  • Exposição diferenciada no ponto de venda;
  • Espaço dividido entre os concorrentes;
  • Ações de campanha: explorar as gôndolas com um marketing chamativo, distribuir amostras grátis e pensar em estratégias que despertem a atenção do consumidor.

2 – Vender mais

O Trade Marketing é fundamental na soma do gestor da marca e o canal de distribuição, pois ele chega para solucionar a lucratividade de ambos. O empresário ou dono da marca precisa que seu produto esteja em notoriedade e alcance um maior volume de vendas, que gere não apenas capital para investir como aumente a produção e lucro de ambos.

3 – Público-alvo definido

A percepção deste público-alvo será fundamental neste processo. Para ele se tornar fiel à sua marca, é importante você cativá-lo a ponto de garantir o retorno do consumidor para buscar sua marca em todos os canais. Portanto, invista em uma divulgação ampla e chamativa, conforme citamos acima.

4 – Domínio de mercado

Tenha uma boa relação com os varejistas que estão à frente e são a vitrine do seu produto. Lembre-se que construir esse relacionamento leva tempo, dedicação e muita troca com o seu shopper.

Uma dica importante é saber se os canais de distribuição escolhidos estão alinhados à essência da marca/empresa, caso contrário essa prática não trará resultado. Um exemplo: você não vai ver produtos de beleza dentro de um freeshop de cervejas artesanais, não é? Portanto, deve fazer sentido também o perfil do expositor.

Gostou das dicas de como acertar nas estratégias do Trade Marketing? Que tal ficar por dentro das principais estratégias de marketing para expandir as vendas da sua empresa? Acesse nossos conteúdos exclusivos para saber mais!

Baixe agora o Ebook: Como Estruturar as vendas da sua empresa


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário