Gestão Financeira

17 julho, 2017 • Gestão Financeira

Balanço Patrimonial: tem que ter

Todas as empresas, grandes, pequenas ou micro, precisam ter um balanço patrimonial, segundo a legislação. Mas, além de ser algo obrigatório por lei, o balanço é importante para mostrar, com precisão, a situação financeira da empresa. Fernando Coutinho, contador, falou um pouco para nós sobre a importância do balanço patrimonial e deu dicas de como realizar o da sua empresa.

O que é o balanço patrimonial?

O balanço é formado por três diferentes categorias: os ativos, os passivos e o patrimônio líquido.

Os ativos são formados por contas com alto índice de liquidez, como caixa e banco; estoque, bens como imóveis e veículos, por exemplo; contas a receber, aplicações financeiras, entre outros. Sobre os ativos da empresa que entram no balanço patrimonial, Fernando explica que é possível contabilizar praticamente tudo: “obras de arte ou bens intangíveis, como marcas e patentes, também entram nos ativos da empresa”.

Os passivos são, basicamente, as obrigações financeiras da empresa: “os passivos são formados por contas a pagar, englobando fornecedores, folha de pagamento, impostos, empréstimos, entre outros”, explica Fernando.

O patrimônio líquido da empresa é constituído por seu capital social mais seu lucro ou menos o seu prejuízo.

Calculando, desta forma, o balanço patrimonial, é possível ter uma visão de como a empresa está financeiramente.

Por que o balanço é importante para a empresa?

Fernando comenta que o balanço patrimonial é importante porque evidencia toda a movimentação da empresa: “o balanço patrimonial é uma ótima ferramenta de gestão, pois mostra os saldos do mês anterior, do mês atual e os valores do mês seguinte – a pagar e a receber. Com isso, é possível fazer uma comparação da variação desses valores”.

O balanço patrimonial é a declaração financeira mais importante de uma empresa, então precisa ser feito com muita atenção. O mais comum é fazer esse balanço anualmente, no entanto, uma boa dica é manter um controle dos gastos e ganhos mês a mês para que, na hora de fazer o balanço, o trabalho seja menor e mais rápido. Organização é fundamental para que o processo seja feito da melhor maneira.

Fernando lembra que, para fazer o balanço patrimonial da sua empresa, é preciso de um contador: “procure um contador, ele é o profissional adequado para fazer o balanço da empresa”.

O balanço patrimonial não somente dá visibilidade para a situação financeira da empresa, mas também funciona como prova, caso haja um processo de discussão de causas tributárias. Além disso, é obrigatório para a distribuição de lucro isento acima da presunção e também para o requerimento de recuperação judicial. Por isso, é imprescindível que o balanço patrimonial de sua empresa seja sempre feito e atualizado.

Para mais informações, procure um consultor do Sebrae  ou cuide bem da saúde financeira do seu negócio clicando nos links:

Consultoria de Gestão







Deixe seu Comentário