Empreendedorismo

16 março, 2020 • Empreendedorismo

Para Atenilza, a oportunidade de empreender chegou quase aos 50 anos, mas chegou para ficar

Logo que concluiu o Ensino Médio, Atenilza Antunes conseguiu um emprego em uma papelaria e, na sequência, em uma grande loja de departamento de Campo Grande. Ali começou como vendedora e foi crescendo, passando por diversos setores, até chegar à coordenação. Durante 27 anos, foi com o salário esse emprego e da dedicação do esposo como vidraceiro que o casal sustentou a casa e criou os dois filhos.  

No final do ano de 2015, Atenilza foi desligada da empresa e, então, um novo horizonte se abriu à sua frente. “O país estava em crise e as empresas vinham cortando os salários mais altos. Eu já esperava que isso fosse acontecer e até tinha um plano B, mas fiquei meio perdida por um tempo. Foi difícil recomeçar, mas também não sabia ficar parada porque eu sempre trabalhei”, conta. 

Foi então que, em 2016, Atenilza embarcou no desejo de uma de suas noras e abriu uma loja de decoração em sociedade. Nesse momento, recorreu ao Sebrae MS para fazer o Ciclo de Palestras do MEI. Depois de quase dois anos, percebeu que não se adaptou, que aquela não era exatamente a área em que gostaria de atuar e finalizou a sociedade. 

Durante a experiência na loja de decoração, Atenilza aprendeu a fazer muitas coisas artesanais, entre elas, difusores de ambientes. Foi então que nasceu a Aroma de Perfume CG, marca que produz aromatizantes vareta e home spray. Por um tempo, a empreendedora vendeu de porta em porta e fazia lembrança para festas, eventos empresariais e escolas.  

Em 2018, aquele plano B que ela já tinha em mente desde 2015 começou a se concretizar: Atenilza começou a cursar a faculdade de estética e cosmética. “Quando pensei em cursar a faculdade, pensei mais na parte de cosmética porque eu já tinha algumas fórmulas por causa dos difusores, mas lá durante as aulas, a área de estética me chamou muito a atenção, então comecei a fazer cursos paralelos, aperfeiçoar técnicas e comecei a atender”, explica. 

A princípio, Atenilza montou um espaço em sua casa mesmo e também atendia home care. Mas há dois meses abriu um espaço específico para fazer atendimentos de estética corporal e facial, como depilação, design de sobrancelha e procedimentos de drenagem. É onde também expõe seus difusores de ambiente para venda, além de aceitar encomendas.

Como estratégia financeira de quem está começando, Atenilza foi atrás de seus direitos e aposentou por tempo de serviço. Toda a aposentadoria que recebe, ela investe no negócio. 

Aos 50 anos, com os dois filhos já formados e casados, Atenilza acredita que a maturidade da idade e das experiências que acumulou ao longo da vida a ajudam no melhor aproveitamento do curso da faculdade e também a se concentrar e focar no que precisa ser feito para a empresa dar certo. 

“Durante minha vida, realizei o sonho das outras pessoas porque eu sempre fui dedicada, comprometida, deixava o meu de lado, mas nunca deixei apagar a chama daquilo que eu desejava, não me culpo, não me arrependo, pois assim adquiri muita experiência e cresci. Agora é a hora de realizar o meu sonho. Tenho saúde, energia e força de vontade. Consigo vislumbrar meu projeto daqui 10 anos em um local próprio, atendendo e dando cursos. Vou estar com 60 anos ainda, saudável, financeiramente mais estável. Quero trabalhar pra poder curtir os meus netos”, finaliza.

Logo que concluiu o Ensino Médio, Atenilza Antunes conseguiu um emprego em uma papelaria e, na sequência, em uma grande loja de departamento de Campo Grande. Ali começou como vendedora e foi crescendo, passando por diversos setores, até chegar à coordenação. Durante 27 anos, foi com o salário esse emprego e da dedicação do esposo como vidraceiro que o casal sustentou a casa e criou os dois filhos.  

No final do ano de 2015, Atenilza foi desligada da empresa e, então, um novo horizonte se abriu à sua frente. “O país estava em crise e as empresas vinham cortando os salários mais altos. Eu já esperava que isso fosse acontecer e até tinha um plano B, mas fiquei meio perdida por um tempo. Foi difícil recomeçar, mas também não sabia ficar parada porque eu sempre trabalhei”, conta. 

Foi então que, em 2016, Atenilza embarcou no desejo de uma de suas noras e abriu uma loja de decoração em sociedade. Nesse momento, recorreu ao Sebrae MS para fazer o Ciclo de Palestras do MEI. Depois de quase dois anos, percebeu que não se adaptou, que aquela não era exatamente a área em que gostaria de atuar e finalizou a sociedade. 

Durante a experiência na loja de decoração, Atenilza aprendeu a fazer muitas coisas artesanais, entre elas, difusores de ambientes. Foi então que nasceu a Aroma de Perfume CG, marca que produz aromatizantes vareta e home spray. Por um tempo, a empreendedora vendeu de porta em porta e fazia lembrança para festas, eventos empresariais e escolas.  

Em 2018, aquele plano B que ela já tinha em mente desde 2015 começou a se concretizar: Atenilza começou a cursar a faculdade de estética e cosmética. “Quando pensei em cursar a faculdade, pensei mais na parte de cosmética porque eu já tinha algumas fórmulas por causa dos difusores, mas lá durante as aulas, a área de estética me chamou muito a atenção, então comecei a fazer cursos paralelos, aperfeiçoar técnicas e comecei a atender”, explica. 

A princípio, Atenilza montou um espaço em sua casa mesmo e também atendia home care. Mas há dois meses abriu um espaço específico para fazer atendimentos de estética corporal e facial, como depilação, design de sobrancelha e procedimentos de drenagem. É onde também expõe seus difusores de ambiente para venda, além de aceitar encomendas.

Como estratégia financeira de quem está começando, Atenilza foi atrás de seus direitos e aposentou por tempo de serviço. Toda a aposentadoria que recebe, ela investe no negócio. 

Aos 50 anos, com os dois filhos já formados e casados, Atenilza acredita que a maturidade da idade e das experiências que acumulou ao longo da vida a ajudam no melhor aproveitamento do curso da faculdade e também a se concentrar e focar no que precisa ser feito para a empresa dar certo. 

“Durante minha vida, realizei o sonho das outras pessoas porque eu sempre fui dedicada, comprometida, deixava o meu de lado, mas nunca deixei apagar a chama daquilo que eu desejava, não me culpo, não me arrependo, pois assim adquiri muita experiência e cresci. Agora é a hora de realizar o meu sonho. Tenho saúde, energia e força de vontade. Consigo vislumbrar meu projeto daqui 10 anos em um local próprio, atendendo e dando cursos. Vou estar com 60 anos ainda, saudável, financeiramente mais estável. Quero trabalhar pra poder curtir os meus netos”, finaliza.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário