Finanças

02 agosto, 2021 • Finanças

Evitar a falência: 5 indicativos de que sua empresa não está no caminho certo

Como bem sabemos, um plano de negócios é primordial para o sucesso de qualquer tipo de empreendimento. Mas não é só isso: um bom plano pode evitar a falência da sua empresa.

Os diferentes níveis de planejamento, seja ele estratégico, tático ou operacional, também são determinantes para identificar se você está no caminho certo.

Além dos indicadores positivos de desempenho, podemos fazer uma análise mais subjetiva e entender algumas coisas que podem fazer a sua empresa NÃO dar certo.

Existem inúmeras métricas que podem ser desenvolvidas e testadas, que dão um diagnóstico certeiro da saúde do seu negócio e de como evitar a falência.

No artigo de hoje, falaremos um pouco sobre isso e vamos entender os 5 indicativos de que sua empresa não está no caminho certo, e também, como evitar a falência a partir dessa análise.

Boa leitura.

Evitar a falência: 5 indicativos de que sua empresa não está no caminho certo

1.Onde está o seu lucro?

Nos dias bons, você com certeza vai conseguir terminar o mês no verde, ou seja, com lucros e bons resultados.

Mas existem alguns momentos em que o empreendedor pode acabar se perdendo e não entender exatamente o que está acontecendo com o seu lucro.

Se você está numa situação como essa, é momento de pensar: como posso evitar a falência?

O primeiro passo é simples, você precisa identificar todos os gastos, despesas, lucros e tudo que envolve as finanças da sua empresa.

Talvez seja o momento de investir em um software de gestão caso ainda não tenha.

Outro ponto que precisa ser identificado é se essa é uma situação temporária ou se você está realmente passando por um déficit financeiro.

Isso também você só conseguirá após os relatórios financeiros, para entender tudo que envolve a saúde financeira do seu negócio.

Uma solução para o balanço negativo recorrente é reorganizar e cortar gastos. Somente com os diagnósticos corretos você conseguirá identificar essa necessidade.

2.Onde está o seu cliente?

Se você não faz ideia de quem é o seu cliente, como ele se comporta e quais são as suas principais características, isso pode ser um grande problema.

Com o advento da internet, é muito comum que uma empresa sempre ouça os seus clientes e os conheça intimamente.

Quem mais poderia apontar suas falhas, tanto nas entregas quanto nos produtos ou serviços, do que as pessoas que consomem de você?

Gaste tempo e recursos para entender e ouvir o seu cliente, afinal o dono de um negócio nunca sabe tudo sobre ele; mas quem consome com certeza tem uma opinião para dar.

Até mesmo os feedbacks negativos são importantes. Dessa forma você pode identificar falhas que ainda não eram percebidas e corrigi-las.

3.Você realmente ama aquilo que faz?

Esse é um ponto extremamente subjetivo, mas que é superimportante no que diz respeito ao sucesso de uma empresa.

A paixão que envolve a liderança de uma empresa é contagiante ou desanimadora.

Se você não ama ser um empreendedor, é melhor reavaliar algumas coisas e moldar a empresa da forma que você exale paixão por isso.

Este talvez seja o maior ponto de insucesso de qualquer negócio: a falta de paixão.

Caso você se enquadre nesse ponto, a nossa sugestão é que encontre sua verdadeira paixão e monte seu negócio em torno disso.

Dessa forma, as horas excedentes não ficarão tão pesadas, e será muito mais prazeroso seguir como um empreendedor.

4.Como você lida com as críticas?

Saber lidar com as críticas é fundamental para evitar a falência de uma empresa.

A partir do momento que você monta um negócio, entenda que será alvo de todo tipo de críticas e estará no olhar das pessoas ao seu redor.

O problema não está nas críticas, mas sim em como você lida com elas.

Se você utiliza as críticas como um trampolim motivacional para ser melhor, parabéns, você está no caminho certo!

Agora, se elas te desmotivam e fazem você querer desistir, talvez você deva reorganizar seus pensamentos e suas motivações.

O empresário sempre vai ser criticado, independente do sucesso.

O ideal é que você esteja blindado e buscando a evolução sempre.

5.Você sabe delegar?

Por fim, mas não menos importante, você sabia que a centralização de funções e obrigações é muito comum no fracasso das empresas?

Para evitar a falência, é necessário que você aprenda a delegar funções e confiar em pessoas.

Isso agrega valor na estrutura da sua empresa e auxilia para o funcionamento organizacional.

Mas não é só isso!

Com a delegação de funções, você tira a sua carga e divide a responsabilidade entre os funcionários.

Um passo importantíssimo para que você tenha sucesso: você já ouviu falar que duas cabeças pensam melhor do que uma?

Pois é! Dessa forma, você e seus parceiros ou subordinados podem somar em suas falhas e ser melhores juntos.

 

Como evitar a falência: o que fazer quando sua empresa não está indo bem financeiramente

Está lendo esse artigo e imaginando se está no caminho certo ou não? Então veja o que fazer caso você se enquadre em algum desses pontos.

Primeiramente você precisa reduzir os custos não estratégicos e que não vão te dar nenhum retorno real.

Dessa forma, você pode diminuir os problemas financeiros e entender um pouco mais sobre a saúde financeira do seu negócio.

Você pode ainda tentar renegociar os preços dos produtos e serviços que utiliza, a fim de economizar recursos.

Outra coisa que você pode tentar é fazer uma nova negociação de prazos e dívidas com os fornecedores. Não tem problema passar por problemas financeiros, mas no mercado, malvisto é aquele que não dá satisfação.

Mais um ponto que pode te ajudar é tentar novas promoções dos seus produtos e serviços, ajustando preços e entregas.

Por fim, você deve rever o seu plano de negócios e identificar os erros.

Colocando esses pontos em prática, você poderá evitar a falência caso identifique o problema financeiro.

SEBRAE – A força do empreendedor brasileiro

No Sebrae nós sempre priorizamos a saúde das empresas, bem como a difusão do conhecimento para os empreendedores.

Inclusive, preparamos um material excepcional que pode te ajudar. Clique aqui e confira!

Conclusão

E então, sua empresa está no caminho certo ou não?

Esperamos que esteja no caminho certo, mas caso não esteja, conte sempre com o Sebrae para te auxiliar e direcionar.

Até a próxima.

Como bem sabemos, um plano de negócios é primordial para o sucesso de qualquer tipo de empreendimento. Mas não é só isso: um bom plano pode evitar a falência da sua empresa.

Os diferentes níveis de planejamento, seja ele estratégico, tático ou operacional, também são determinantes para identificar se você está no caminho certo.

Além dos indicadores positivos de desempenho, podemos fazer uma análise mais subjetiva e entender algumas coisas que podem fazer a sua empresa NÃO dar certo.

Existem inúmeras métricas que podem ser desenvolvidas e testadas, que dão um diagnóstico certeiro da saúde do seu negócio e de como evitar a falência.

No artigo de hoje, falaremos um pouco sobre isso e vamos entender os 5 indicativos de que sua empresa não está no caminho certo, e também, como evitar a falência a partir dessa análise.

Boa leitura.

Evitar a falência: 5 indicativos de que sua empresa não está no caminho certo

1.Onde está o seu lucro?

Nos dias bons, você com certeza vai conseguir terminar o mês no verde, ou seja, com lucros e bons resultados.

Mas existem alguns momentos em que o empreendedor pode acabar se perdendo e não entender exatamente o que está acontecendo com o seu lucro.

Se você está numa situação como essa, é momento de pensar: como posso evitar a falência?

O primeiro passo é simples, você precisa identificar todos os gastos, despesas, lucros e tudo que envolve as finanças da sua empresa.

Talvez seja o momento de investir em um software de gestão caso ainda não tenha.

Outro ponto que precisa ser identificado é se essa é uma situação temporária ou se você está realmente passando por um déficit financeiro.

Isso também você só conseguirá após os relatórios financeiros, para entender tudo que envolve a saúde financeira do seu negócio.

Uma solução para o balanço negativo recorrente é reorganizar e cortar gastos. Somente com os diagnósticos corretos você conseguirá identificar essa necessidade.

2.Onde está o seu cliente?

Se você não faz ideia de quem é o seu cliente, como ele se comporta e quais são as suas principais características, isso pode ser um grande problema.

Com o advento da internet, é muito comum que uma empresa sempre ouça os seus clientes e os conheça intimamente.

Quem mais poderia apontar suas falhas, tanto nas entregas quanto nos produtos ou serviços, do que as pessoas que consomem de você?

Gaste tempo e recursos para entender e ouvir o seu cliente, afinal o dono de um negócio nunca sabe tudo sobre ele; mas quem consome com certeza tem uma opinião para dar.

Até mesmo os feedbacks negativos são importantes. Dessa forma você pode identificar falhas que ainda não eram percebidas e corrigi-las.

3.Você realmente ama aquilo que faz?

Esse é um ponto extremamente subjetivo, mas que é superimportante no que diz respeito ao sucesso de uma empresa.

A paixão que envolve a liderança de uma empresa é contagiante ou desanimadora.

Se você não ama ser um empreendedor, é melhor reavaliar algumas coisas e moldar a empresa da forma que você exale paixão por isso.

Este talvez seja o maior ponto de insucesso de qualquer negócio: a falta de paixão.

Caso você se enquadre nesse ponto, a nossa sugestão é que encontre sua verdadeira paixão e monte seu negócio em torno disso.

Dessa forma, as horas excedentes não ficarão tão pesadas, e será muito mais prazeroso seguir como um empreendedor.

4.Como você lida com as críticas?

Saber lidar com as críticas é fundamental para evitar a falência de uma empresa.

A partir do momento que você monta um negócio, entenda que será alvo de todo tipo de críticas e estará no olhar das pessoas ao seu redor.

O problema não está nas críticas, mas sim em como você lida com elas.

Se você utiliza as críticas como um trampolim motivacional para ser melhor, parabéns, você está no caminho certo!

Agora, se elas te desmotivam e fazem você querer desistir, talvez você deva reorganizar seus pensamentos e suas motivações.

O empresário sempre vai ser criticado, independente do sucesso.

O ideal é que você esteja blindado e buscando a evolução sempre.

5.Você sabe delegar?

Por fim, mas não menos importante, você sabia que a centralização de funções e obrigações é muito comum no fracasso das empresas?

Para evitar a falência, é necessário que você aprenda a delegar funções e confiar em pessoas.

Isso agrega valor na estrutura da sua empresa e auxilia para o funcionamento organizacional.

Mas não é só isso!

Com a delegação de funções, você tira a sua carga e divide a responsabilidade entre os funcionários.

Um passo importantíssimo para que você tenha sucesso: você já ouviu falar que duas cabeças pensam melhor do que uma?

Pois é! Dessa forma, você e seus parceiros ou subordinados podem somar em suas falhas e ser melhores juntos.

 

Como evitar a falência: o que fazer quando sua empresa não está indo bem financeiramente

Está lendo esse artigo e imaginando se está no caminho certo ou não? Então veja o que fazer caso você se enquadre em algum desses pontos.

Primeiramente você precisa reduzir os custos não estratégicos e que não vão te dar nenhum retorno real.

Dessa forma, você pode diminuir os problemas financeiros e entender um pouco mais sobre a saúde financeira do seu negócio.

Você pode ainda tentar renegociar os preços dos produtos e serviços que utiliza, a fim de economizar recursos.

Outra coisa que você pode tentar é fazer uma nova negociação de prazos e dívidas com os fornecedores. Não tem problema passar por problemas financeiros, mas no mercado, malvisto é aquele que não dá satisfação.

Mais um ponto que pode te ajudar é tentar novas promoções dos seus produtos e serviços, ajustando preços e entregas.

Por fim, você deve rever o seu plano de negócios e identificar os erros.

Colocando esses pontos em prática, você poderá evitar a falência caso identifique o problema financeiro.

SEBRAE – A força do empreendedor brasileiro

No Sebrae nós sempre priorizamos a saúde das empresas, bem como a difusão do conhecimento para os empreendedores.

Inclusive, preparamos um material excepcional que pode te ajudar. Clique aqui e confira!

Conclusão

E então, sua empresa está no caminho certo ou não?

Esperamos que esteja no caminho certo, mas caso não esteja, conte sempre com o Sebrae para te auxiliar e direcionar.

Até a próxima.


Continuar Lendo

Confira todos os conteúdos que o Sebrae MS disponibiliza para você!
Clique aqui e acesse diversos temas de empreendedorismo para guiar a sua jornada.






Deixe um comentário